fbpx

Você depende do seu salário para viver?

Quanto tempo você consegue se manter sem o seu salário atual? Um mês? Dois meses? Um ano?

Os índices de desemprego continuam preocupantes no Brasil. Mesmo com uma leve queda em comparação ao primeiro trimestre deste ano, a taxa ainda é de 12,3%, sendo 13 milhões de desempregados, de acordo com dados divulgados recentemente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

É claro que essa é uma situação difícil e muitos não conseguem manter o padrão de vida que tinham quando empregados, sendo assim essa realidade abre caminho para uma reflexão sobre quanto tempo conseguiríamos nos manter sem o salário atual. Um mês? dois meses? Um ano? Eu sempre costumo fazer essa pergunta e a grande maioria das pessoas não sabe responder ou então faz careta quando a escuta.

Essa falta de sustentabilidade financeira nas famílias é reflexo da ausência da cultura da educação financeira e que nos mostra a importância de mudar nossos hábitos e construir uma reserva, que irá garantir maior tranquilidade no caso do desemprego e até mesmo quando não quisermos mais trabalhar, ou seja, a independência financeira.

Por isso é hora de começar a estruturar a sua sustentabilidade financeira, mesmo que o momento não seja favorável e que não esteja conseguindo guardar uma parte do seu salário. Para muitos essa é uma situação cíclica, onde todos os meses é um verdadeiro desespero para que o salário entre logo na conta e traga um alívio. Nesse caso é preciso fazer uma verdadeira faxina financeira e buscar soluções para que essa reserva comece a se tornar realidade.

Assim sendo, o seu comportamento em relação ao dinheiro passa a ter outro significado: gastos com mais sabedoria e não apenas menos gastos, ou seja, trocar de marcas no supermercado, deixar de pagar aquela academia que há meses você não vai, enfim, são muitos os gastos que, mesmo que pequenos, acabam comprometendo a nossa saúde financeira e consequentemente a realização dos nossos sonhos.

Falando em sonhos, são justamente eles que podem nos fazer sair de uma situação de dependência do salário e nos dar a motivação para construir uma reserva financeira sólida. Lembrando que esse sonho também pode ser o da independência financeira pensando a longo prazo.

Portanto, trace como objetivo mudar o seu modelo mental e comece hoje a construir a sua reserva financeira para que essa “salário-dependência” deixe de existir.

Reinaldo Domingos é PhD em Educação Financeira, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) e da DSOP Educação Financeira. Está a frente do canal Dinheiro à Vista, é colunista do de diversos meios de comunicação. Autor de diversos livros sobre o tema, como o best-seller Terapia Financeira e o livro Empreender Vitorioso.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa