Um tsunami de desafios aos Coaches!

Toda essa transformação digital que temos visto, começa e termina nas pessoas pois, ao final de tudo, a tecnologia e a digitalização em larga escala não existiriam sem que alguém estivesse sendo seus usuários diretos, gerando também impactos na sociedade à sua volta.

Ultimamente, não só porque a influência da digitalização na vida das pessoas é um tema bem atual, como também por eu estar envolvido em estudos avançados sobre isso, tenho trazido aos leitores um pouco de provocação e muito de estímulo para que não percam essa onda de tecnologias que, a cada dia, mostra-se mais forte e presente no nosso cotidiano. É fundamental aprender a surfar sobre ela…

Continuo muito assíduo no acesso a pesquisas publicadas pela Harvard Business Review. Desta vez, a inspiração vem de um texto de Jim Snabe, Chairman do Center for Global Industries e membro do Fórum Econômico Mundial. Segundo ele, a digitalização é a causa de transformações abrangentes e em larga escala para vários aspectos dos negócios que hoje conhecemos, proporcionando oportunidades incomparáveis na criação e captura de valor, mas também sendo fonte de grande risco.

O autor comenta sobre casos que são bastante emblemáticos: Uber, a maior empresa de táxi do mundo, ainda que tenha nascido com outro objetivo, não possui veículos. O Facebook, o dono de mídia mais popular do mundo, não cria nenhum conteúdo. O Alibaba, o revendedor de produtos mais valioso, não possui inventário. E o Airbnb, maior provedor de hospedagem, não possui imóveis. Não há dúvida, no entanto, de que a complexidade dessas transformações e o impacto que têm no mercado de produtos e serviços, como um todo, é verdadeiramente sem precedentes.

Eis aí a grande oportunidade para os Coaches mais experientes contribuírem com seus clientes. Essa transformação começa e termina nas pessoas pois, ao final de tudo, a tecnologia e a digitalização em larga escala não existiriam sem que alguém estivesse sendo seus usuários diretos, gerando também impactos na sociedade à sua volta. Os líderes empresariais, de todos os setores, estão lidando com as implicações estratégicas das transformações que acontecem em suas organizações e ecossistemas, algumas vezes, mudando as cadeias de valor e a natureza do negócio.

De acordo com um relatório do Departamento do Trabalho dos EUA, 65% das crianças de hoje estarão dedicadas a trabalhos que ainda não foram inventados. Isso tem implicações significativas sobre como essas crianças precisam ser educadas e treinadas, além de obrigar que os adultos se questionem sobre a longevidade de seu emprego e como estarão ganhando a vida no futuro. O Coach profissional deverá estar apto a ajudar seu cliente nas práticas de contratação e criação de parcerias estratégicas, dentro e fora do seu ecossistema de negócio.

Vivemos momentos muito emocionantes. Hoje, o mundo encontra oportunidade única para que líderes globais possam contribuir com um futuro melhor e sustentável, sem discriminar povos, etnias ou credos. Ao mesmo tempo, também coloca uma responsabilidade importante sobre os ombros de cada pessoa para garantir que essas transformações tenham impacto positivo nas empresas e na sociedade. E você, profissional de Coaching, tem feito a sua parte? Preparado para esse desafio? Atualizado para encarar seu cliente sem medo?

Mario Divo Author
Mario Divo tem incrível experiência profissional, tendo chegado a meio século de atividade ininterrupta, em 2019. É PhD e MSc pela Fundação Getulio Vargas, com foco em Gestão de Negócios, Marcas e Design, Marketing e Comunicação Corporativa. Tem formação como Master Coach, Mentor e Adviser pela Sociedade Brasileira de Coaching e pelo Instituto Holos. Consultor credenciado para aplicação do diagnóstico meet® (Modular Entreprise Evaluation Tool), Professor e Palestrante. CEO e Coordenador Executivo da plataforma Dimensões de Sucesso, acumulando com o comando da MDM Assessoria em Negócios. Foi Diretor Executivo do Automóvel Clube Brasileiro e Clube Correspondente da FIA – Federação Internacional do Automóvel, no Brasil. Foi titular do Planejamento de Comunicação Social da Presidência da República (1997-1998) e, anteriormente, comandou a Comunicação Institucional da Petrobras. Liderou a Comunicação Institucional e a Área de Novos Negócios da Petrobras Internacional. Foi Presidente da Associação Brasileira de Marketing & Negócios, Diretor da Associação Brasileira de Anunciantes e, também, Conselheiro da Câmara Brasileira do Livro. Primeiro brasileiro no Global Hall of Fame da Aiesec International, entidade presente em 2400 instituições de ensino superior em 126 países e territórios, voltada ao desenvolvimento das potencialidades das jovens lideranças em todo o mundo.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa