Anúncios

Transformações que passamos (parte III)

Mudando a felicidade mudam também os jeitos de chegar até ela, as metas e a maneira de como vemos o mundo e as pessoas. Essa visão forma uma nova base que moldará nossos julgamentos e percepções.

O aviso que eu tenho a dar tem tudo a ver com o tema que estamos tratando. Eu irei me ausentar da coluna durante oito meses depois da publicação do dia 26/06. A causa disto é o vestibular que eu tenho que prestar no final deste ano e no começo do ano que vem e terei que me dedicar ao máximo para passar. E isso envolve vários tipos de transformações.

Então vamos fechar esse assunto analisando-o em mais três textos contando com esse. Quais são as transformações, por que ocorrem, como podemos vê-las e as suas consequências?

Lógico que as transformações são infinitas graças à individualidade da experiência de cada um. Mas acredito que haja algumas em comum.

Tudo começa porque o conceito de felicidade muda, não conscientemente já que não existe um significado absoluto para o que é felicidade, mas não nos alegramos mais com um novo jogo de canetinhas. Mudando a felicidade mudam também os jeitos de chegar até ela, as metas. Juntando essas duas chegamos à terceira, a maneira de como vemos o mundo e as pessoas. Essa visão forma uma nova base que moldará nossos julgamentos e percepções, mas temos que ter a consciência de que ela está em evolução. Não tão revolucionária e rápida quanto antes no intervalo de oito anos entre os doze e vinte anos, mas sempre em movimento e passando por reformas. E para acabar, juntando todas essas três, a personalidade.

A personalidade é a história de cada um, feita de começo meio e fim. Infelizmente não conseguimos chegar a contar todo o final dela por dois motivos: não sabemos quando ele chega e estamos, ou deveríamos estar mais preocupados em viver e passar pela vida com muitos prazeres do que perder tempo arquivando alguns deles, assim podendo perder a oportunidade de vivermos outros no dia de hoje. Isso é o que significa Carpe Diem. É uma característica muito forte de nós adolescentes, aproveitar o hoje como se não tivesse o amanhã.

Esse foi um texto menor porque achei melhor dividir tudo certinho para não ficar superficial ou confuso. O próximo será maior porque não irá citar nada de novo. Vamos tentar buscar os porquês de ocorrer transformações. Bom final de semana a todos. Até mais!

Bruno Sales Author
Estudante esforçado, entusiasta intelectual e conversador. Estudante de Economia, escritor amador e apreciador de Filosofia e Matemática. Sonha publicar o livro que vem trabalhando faz anos; a médio prazo, adquirir independência financeira e reconhecimento intelectual; a longo prazo, mudar o mundo.
follow me
Anúncios
Neste artigo


Participe da Conversa