fbpx

Todos nós participamos dos Jogos Olímpicos! O que o mundo comentou…

Vivemos todos os dias as Olimpíadas de nossas próprias vidas. Corremos para o trabalho, saltamos obstáculos, remamos contra a maré, procuramos acertar o alvo, queremos bater nosso próprio recorde, seja na vida pessoal, como na profissional. Então somos atletas ou amadores?

Sim, é verdade. Vivemos todos os dias os Jogos Olímpicos de nossas próprias vidas. Acordamos, nos arrumamos, tomamos café e vamos para o trabalho correndo, saltamos sobre obstáculos, remamos contra a maré, procuramos acertar o alvo, nadamos rumo aos nossos projetos de vida etc. Todo dia queremos bater nosso próprio recorde, seja na vida pessoal, como na profissional. E aí vem a reflexão: Somos atletas ou amadores? Fazemos nossas tarefas diárias de forma profissional ou somos praticantes eventuais, isto é, fazemos apenas por necessidade, prazer ou vaidade? Podemos aprender muito olhando a disciplina e determinação que os atletas têm ao abraçar esta “profissão”. E quais são os elementos necessários que cercam um atleta ou qualquer outro profissional? Preparação, capacidade para desempenhar, disposição para percorrer o caminho, sentimento de realização, remuneração adequada, rotina de trabalho, nível de exposição, necessidade de atualização, longevidade da carreira.

No caso dos atletas alguns são privilegiados por terem patrocínios, apoios de empresas privadas, incentivos do governo e prêmios em provas, mas sabemos que pelo menos no Brasil isto não é verdade. Quero me colocar no lugar de cada um deles, verdadeiros heróis. Quero homenagear neste artigo a nossa Rafaela. Sim, ela mesma. Negra, pobre e Silva. Não vou ficar aqui contando sua história, pois está em todas as mídias. Só quero agradecer pela Medalha de Ouro e dizer que ela é a cara do Brasil.

E o mundo comentou…

– Uma festa de música, cores e esporte no Rio de Janeiro, à altura da cidade maravilhosa, com ritmo e beleza. – El Clarín, ARG.

– Você vê que as fantasias e o cenário não são tão luxuosos como os de outras cerimônias, mas isto realmente não importa quando você tem uma energia como esta. – New York Times, EUA.

– Rio, pelo menos por uma noite, está fazendo o que faz de melhor. – Washington Post, EUA.

– Se você estava em dúvida sobre assistir à cerimônia de abertura, vale a pena! Uma apresentação visualmente deslumbrante. – Boston Globe, EUA.

– Espetacular, espetacular, espetacular. – La Tercera, CHI.

– É como se alguém tivesse apertado o botão e ligado as pessoas. De repente, tudo é esplêndido. – Telegraph, UK.

– Paulinho da Viola – Simples e elegante. – The Guardian, UK.

– Chega a construção do Brasil contemporâneo com todas as cidades que o formam. Espetacular o efeito visual que se vê neste momento no Maracanã. – La Vanguardia, ESP.

– O Brasil surpreendeu com uma festa cheia de luz e música, assim como com várias cenas muito marcantes. Teve festa, um pouco de samba e, sobretudo, uma enorme celebração nas arquibancadas. – Sport, ESP.

E termino este artigo com uma frase de Michael Phelps:

Tudo o que precisa

“Com tantas pessoas dizendo que não poderia ser feito, tudo o que se precisa é imaginação.”

Até o próximo encontro!

⚙️ FiToy
Elizabeth Kassis é Engenheira de Produção com pós-graduação em Varejo, Administração Financeira e Orçamentária e Desenvolvimento Empresarial. Possui Especialização em Formação de Líderes, Consultores e Facilitadores. Certificada no Instrumento MBTI Step I e II. É Empresária e consultora que atua com desenvolvimento de pessoas e organizações. Atuou como Executiva no mercado financeiro (ABN REAL, Santander, Bank Boston, Nacional e Banco Francês e Brasileiro). Líder e agregadora, focada em resultados. Conviveu em ambientes multiculturais, competitivos, inovadores e globais. Atuou durante 6 anos como Conselheira Consultiva do Banco de Investimentos LLA ANDBANK. Trabalha com Mentoring, é Professora e Palestrante.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa