fbpx

Terapia financeira para casais – será que ajuda?

Já ouviu falar em “terapia financeira para casal”? É inegável o quanto o assunto finanças pode mexer com um relacionamento. É um dos temas que mais gera discussão, desavença e interfere na vida de um casal.

Fiquei pensando em um tema que poderia abordar hoje na coluna e lembrei que o Dia dos Namorados está chegando. Então, achei que seria oportuno falar algo que ajudasse os casais em relação a questões financeiras. Quem aqui já ouviu falar em “terapia financeira para casal”?

Acredito que poucas pessoas, pois é algo relativamente atual. Uma nova profissão no mercado vem desempenhando essa profissão: a de educador(a) financeiro(a). Vamos então aos fatos. É inegável o quanto o assunto finanças pode mexer com um relacionamento. Esse é um dos temas que mais gera discussão, desavença e acaba interferindo até em outros âmbitos da vida de um casal.

E não há nenhuma outra saída para esse problema que não seja agir em conjunto. É claro que não existe fórmula, o que é certo e o que é errado, para cada casal funciona de uma maneira diferente, mas não é saudável e nem viável uma relação que apenas uma das partes esteja envolvida com os assuntos financeiros. Dinheiro não é tudo – e nem tem que ser –, mas é um aspecto importante e que, se bem administrado, pode fazer o casal alcançar seus maiores sonhos e conquistar diversas coisas.

O principal ponto dessa questão é algo comportamental. A maioria das pessoas não foi educada financeiramente ao longo de sua vida, nem em casa e nem na escola, e por isso, quando se tornam adultas e donas de seu próprio dinheiro, acabam metendo os pés pelas mãos, gastando mais do que podem, se endividando e até se tornando inadimplentes. Isso passa por hábitos e costumes em relação ao uso do dinheiro, que só será mudado se trabalhado de maneira comportamental.

Quando o casal já consegue analisar que tem esse tipo de problema, é preciso buscar auxílio. De início, pode ser uma reeducação por conta própria, buscando se informar por meio de artigos, livros, palestras e até cursos – alguns EAD e com preços bem acessíveis. Mas, quando as brigas sobre esse assunto já se tornam frequentes e sem desfecho, as contas se acumulam e o ânimo em torno do relacionamento como um todo está comprometido, é sinal de que é hora de buscar ajuda de um profissional como o educador financeiro.

Por meio de uma metodologia eficaz, ele vai analisar todo o histórico do casal, pontuar os erros que vêm sendo cometidos, propor soluções (não apenas paliativas) e o mais importante de tudo: vai ensinar ambos a resgatarem o prazer de sonhar. Parece loucura dizer que a solução dos problemas financeiros de duas pessoas pode estar no ato de ter sonhos, mas é verdade. Quando temos objetivos de vida bem definidos e traçados, conseguimos ser mais focados e menos impulsivos e consumistas; afinal de contas, temos um propósito maior!

E então, quem topa fazer desse Dia dos Namorados um marco de mudança de vida? Seja você a pessoa que precisa ou a que quer iniciar em um novo caminho profissional, ajudando mais e mais pessoas a viverem de maneira mais saudável e sustentável. Vamos juntos nessa!

www.dsop.com.br

Reinaldo Domingos é PhD em Educação Financeira, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) e da DSOP Educação Financeira. Está a frente do canal Dinheiro à Vista, é colunista do de diversos meios de comunicação. Autor de diversos livros sobre o tema, como o best-seller Terapia Financeira e o livro Empreender Vitorioso.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa