fbpx

STRESS: Veneno ou Recurso

Stress e crises de “burnout” gerados por condições de trabalho sob severa pressão tem destruído carreiras e ceifado vidas!

⏲ Tempo estimado de leitura: 4 minutos
stress

STRESS: Veneno ou Recurso

”Quando eu digo controlar emoções, me refiro às emoções realmente estressantes e incapacitantes. Sentir as emoções é o que torna a nossa vida rica.” Daniel Goleman (autor de Inteligência Emocional)

Stress e crises de “burnout” gerados por condições de trabalho sob severa pressão tem destruído carreiras e ceifado vidas!

Realização profissional, equilíbrio entre vida pessoal e profissional e felicidade em um mundo agitado e estressante são temas recorrentes na mente e nas conversas de empreendedores, executivos e de trabalhadores em geral.

A pressão existe em todos os níveis: nos mais elevados da pirâmide organizacional ela é exercida por melhores resultados e retornos aos acionistas; já em níveis mais baixos por exigências sempre crescentes de melhoria de desempenho e produtividade.

Como lidar com isto? Largar tudo e buscar uma vida de eremita junto à natureza e ficar imune a todo o tipo de pressão? Talvez…mas, certamente, não é a melhor decisão.

O stress é uma emoção e a neurolinguística é um instrumento poderoso para lidar com ela. “Não pode haver transformação das trevas em luz e da apatia em movimento sem emoção” nas palavras do psicanalista Carl Jung. A questão é como utilizar o stress a nosso favor para melhoria de desempenho.

Estudos mostram que a otimização de desempenho ocorre em um nível de stress equilibrado; em situações de nenhuma pressão externa e de total relaxamento e até de apatia, o nível de desempenho é extremamente baixo; no outro extremo, em alto nível de stress, a  capacidade de realização é prejudicada, conforme mostra a ilustração abaixo.

Stress

A questão que se coloca é:

Como encontrar este equilíbrio e como administrar internamente condições severas de stress em decorrência de pressões do cotidiano, seja na vida profissional ou pessoal?

A neurociência, quando efetivamente tratada como ciência, e os conceitos de inteligência emocional oferecem instrumentos eficazes para lidar com este mal do mundo moderno. Tratando o tema de uma forma simplificada, o cérebro “acredita” nas mensagens recebidas, sejam elas verdadeiras ou falsas e processa as respostas de acordo com as informações enviadas.

Estudo interessante sobre o tema foi desenvolvido pela psicóloga Kelly McGonical, da Universidade de Stanford. Com base em novas pesquisas e dados científicos, reavaliou seus conceitos sobre a crença de que o stress por si só pode afetar a saúde e reduzir a expectativa de vida. Ela, agora, enfatiza que encarar o stress de forma positiva cria a “biologia da coragem” e, assim, tem o poder de criar resiliência. Ainda, de acordo com ela, o antigo entendimento do stress como sendo uma herança inútil de nossos instintos animais está sendo substituído pelo conceito que ele, de fato, nos torna socialmente inteligentes e nos permite ser totalmente humanos.

Algumas observações adicionais acerca deste estudo:

  1. Nas situações de pressão em que o corpo reage através de batimentos cardíacos acelerados, respiração ofegante e transpiração aumentada, se a mensagem enviada ao cérebro, segundo a crença de que o stress é algo prejudicial à saúde, os vasos sanguíneos se contraem levando riscos à saúde do coração e sistema circulatório;
  2. Por outro lado, nestas mesmas situações e com os mesmos sintomas, quando o stress é encarado como algo positivo, os vasos sanguíneos ficam relaxados e o corpo fica preparado para lidar e enfrentar desafios;
  3. Outro ponto interessante deste estudo está relacionado ao fato de que quando o stress é encarado de forma positiva, o cérebro libera, ao lado do cortisol e da adrenalina, o hormônio oxitocina que exerce grande influência em nossos relacionamentos interpessoais. E promovem assim uma sensação de alegria e bem estar para proteger o sistema cardiovascular dos efeitos negativos do stress. A liberação deste hormônio, nestas situações faz, também, com que busquemos “aliados” em situações difíceis.

A visão pode parecer simples, mas, a partir destes estudos, pode-se concluir que como é absolutamente impossível eliminar o stress de nossas vidas, a escolha, portanto, deve ser uma mudança de valor e de significado nas situações de stress e adotar uma postura construtiva frente às adversidades. Dessa forma, utilizá-lo como um forte aliado para nos tornarmos melhores e mais fortes.

Walter Serer
https://www.linkedin.com/in/walter-serer-86717b20/

Confira também: O Líder Coach/Mentor

 

Walter Serer Author
Walter Serer possui extensa e sólida experiência executiva como CFO e CEO de empresas multinacionais de grande porte. Robusta formação em Finanças Corporativas adquirida na General Electric (graduado pelo Financial Management Program) onde atuou por 14 anos ocupando relevantes posições na área de Finanças e Administração. Atuou como CFO nas empresas TI Group, Valeo, Coldex Frigor e Black&Decker. Nos últimos 18 anos exerceu posição de CEO na Ingersoll Rand Brasil (2011-2014), Syncreon South America (2003-2010) e TI Group Latin America (1997-2003). Pós-graduado em Finanças pela FGV e graduado em Administração de Empresas pela (ESAN – PUC/SP).
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa