Anúncios

Sentido da Vida ou Propósito?

Encontrar o sentido do sentido é o nosso maior desafio, aí sim conseguiremos entender a questão do propósito.

1669
1669

Cronologia

Como Coach, venho refletindo sobre a dificuldade que as pessoas têm de encontrar o sentido da sua vida, muitos falam de propósito, mas no meu ver tem uma diferença.

Para encontrar o propósito preciso entender o sentido disso, por isso, propósito e sentido tem uma diferença. Propósito está ligado ao comportamento e sentido a sensação, sentimento ou até mesmo vontade, e isso está ligado a sonho.

Quando isso fica claro na minha concepção, aí sim vira propósito, pois consigo enxergar fisicamente esse sentido, consigo planejar e executar aquilo que persigo com paixão e determinação, isso é propósito.

Viktor Frankl, em seu livro “O Sofrimento de uma vida sem sentido” nos trouxe dados importantes sobre a questão de sentido:

“Quem poderia, portanto, duvidar da vontade de sentido: nada mais, nada menos do que a motivação especificamente humana.

No relatório da American Council on Education, segundo o qual o interesse primário de 73,7% de 189.733 estudantes de 360 universidades reside em ‘conseguir uma concepção de mundo a partir da qual a vida encontra um sentido?’ Ou consideremos o relatório da National Institute of Mental Health: 7.948 estudantes de escolas superiores, grupo dos melhores (78%) queria ‘encontrar um sentido em suas vidas. ‘”. (Frankl 2015)

Nosso maior problema é não conhecer exatamente a história humana. De onde viemos? Como chegamos aqui? Do que somos feitos? O que esperam de nós? Quem espera? Qual nosso futuro?

Encontrar o sentido do sentido é o nosso maior desafio, aí sim conseguimos entender a questão do propósito.

Edward Wilson, escreveu:

“A maioria das pessoas prefere interpretar a história como o desdobramento de uma criação sobrenatural. Mas essa interpretação reconfortante tornou-se menos sustentável à medida que o conhecimento do mundo realmente se expandiu. O conhecimento científico, em particular, mensurado pelo número de cientistas e publicações científicas, duplica a cada dez, vinte anos há mais de um século. É chegada a hora de pensar o que a ciência pode dar às humanidades e o que as humanidades podem dar à ciência, na busca comum por uma resposta sobre o grande enigma da existência, fundamentada num solo mais firme do que no passado.”

(Edward Wilson 2018)

Que tal então conhecer um pouco de nossa história? Vamos em busca do sentido da vida e trazer à tona nosso propósito?

Sempre ouvimos falar sobre as mudanças das eras como a da caça, da agricultura, das eras industriais e agora do conhecimento, mas como surgiu tudo isso? Vamos pensar um pouco sobre o que ocorreu e para onde estamos indo, ou seja, e o futuro da humanidade?

Assim ficará mais fácil encontrar o sentido da vida e escrever nosso propósito.

Anos atrásAcontecimento
13,5 bilhõesSurgem matéria e energia. Começo da física. Aparecem átomos e moléculas, começo da química.
4,5 bilhõesFormação do Planeta Terra.
3,8 bilhõesSurgimento de organismos. Começo da biologia.
6 milhõesÚltimo ancestral em comum de humanos e chipanzés.
2,5 milhõesEvolução do gênero homo na África. Primeiras ferramentas de pedra.
2 milhõesHumanos se espalham da África para a Eurásia. Evolução de diferentes espécies humanas.
500 milSurgem os neandertais na Europa e no Oriente Médio.
300 milUso cotidiano do fogo.
200 milSurge o Homo sapiens na África Oriental.
70 milRevolução cognitiva. Surge a linguagem ficcional. Começo da história. Os sapiens se espalham a partir da África.
45 milOs sapiens povoam a Austrália. Extinção da megafauna australiana.
30 milExtinção dos neandertais.
16 milOs sapiens povoam a América. Extinção da megafauna americana.
13 milExtinção do Homo floresiensis. O Homo sapiens é a única espécie humana sobrevivente.
12 milRevolução agrícola. Domesticação de plantas e animais. Assentamentos politeístas.
4,25 milPrimeiro império – o Império Acádio de Sargão.
2,5 milInvenção da moeda – um dinheiro universal. Império Persa – uma ordem política universal “em prol de todos os humanos”. Budismo na Índia – uma verdade universal “para libertar todos os seres do sofrimento.”
2 milImpério Han na China. Império Romano no Mediterrâneo. Cristianismo.
1,4 milIslamismo.
500Revolução Científica. A humanidade admite sua ignorância e começa a conquistar a América e os oceanos. O planeta inteiro se torna um só palco histórico. Ascensão do capitalismo.
200Revolução Industrial. Família e comunidades são substituídas por Estado e mercado. Extinção em massa de plantas e animais.
O presenteOs humanos transcendem os limites do planeta Terra. As armas nucleares ameaçam a sobrevivência da humanidade. Cada vez mais, os organismos são moldados por design inteligentes e não por seleção.
O FuturoO design inteligente se torna o princípio básico da vida? O Homo sapiens é substituído por super-humanos? Fica a questão para nossa reflexão.

Fonte: Noah Yuval

Bibliografia:

HARARI, Noah Yuval, Uma breve história da humanidade – Sapiens, 33a e. 2018, ed. L amp;PM.
FRANKL, Viktor E., O Sofrimento de Uma Vida sem Sentido – Caminho para encontrar a razão de viver, ed. É Realização, 2015, p.14
WISON, Edward O., O Sentido da Existência Humana, ed. Companhia Das Letras, 2018, p.14

⚙️ IZF Coaching
Iússef Zaiden Filho, Palestrante, Advogado, Professor, Filósofo, Sênior Coach, e Consultor Master of Science in Emergent Technologies in Education, pela Must University, Flórida, USA, Direito pela Universidade São Francisco, Licenciado em Filosofia pelo Centro Universitário Claretiano, MBA em Gestão de Processos Industriais-UNICAMP especializado em Desenvolvimento Gerencial, Negociação e Logística pela FGV-SP, Liderança pela FranklinCovey USA, Sênior Coach e Carreira, certificado internacional pelo ICI (Integrated Coaching Institute), Coaching de Excelência e Negócio, pela Academia Emocional, em Franquias pela Franchising University, Empreendedorismo pelo Empretec/SEBRAE, Agente do terceiro Setor, Escola Aberta do Terceiro Setor. Sênior Coach, advogado, filósofo, sócio proprietário da IZF Coaching e Desenvolvimento Humano, como consultor parceiro da Giovanoni Internacional Consultoria, Parceiro de Negócios com a YouUp e INV de Portugal com João Catalão e Ana Penin, Professor dos cursos de MBA, Franklin Covey School Brasil, Sustentare Escola de Negócios Joinville e Trecsson/FGV Escola de Negócios do Paraná, Colunista da Revista Coach Me, coautor do livro Empreendedorismo para Jovens, Editora Altas, Diálogos de Gestão, JML Editora, Fator E, Duna Wrietrs e participações nos livros Ferramentas de Coaching, edição Portuguesa e Atitude UAU me, edição Brasileira, todos dos autores João Alberto Catalão e Ana Penin. Foi consultor da FranklinCovey Brasil e Triad PS, por mais de 10 anos, e presidente do IMTEF Instituto Meus Tostões de Educação Financeira) OSCIP, e da ONG Embaixadores da Prevenção Trabalhou, durante 25 anos em duas grandes corporações, como a Johnson & Johnson e Unilever.
follow me
Anúncios
Neste artigo


Participe da Conversa