fbpx

Sem Fronteiras

Não existem fronteiras para nos apoiarmos, para sermos tolerantes e desenharmos um mundo onde todos possamos conviver livremente.

Sem Fronteiras

Sem Fronteiras

Foi preciso um vírus para o mundo parar. Uma forma microscópica para enxergarmos o TODO.

Em um dia tínhamos pessoas morrendo na China e então no outro pessoas sendo infectadas em quase todo o mundo.

Quais as fronteiras para o amor e a generosidade?

Essa fragilidade da vida nos coloca em contato com o que existe dentro do coração de cada um de nós.

Assim surge nessa reflexão a consciência de que também não existem fronteiras para nos apoiarmos, para sermos tolerantes e desenharmos um mundo onde todos possamos conviver livremente.

E então quanto mais vemos a morte, mais pensamos na vida e em como estamos vivendo.

Há quem diga; que o pior das pessoas que estão vibrando no ódio também surge. Pois é, realmente não existem fronteiras para aquilo que você pensa e faz.

Somos manifestações externas de nossos conteúdos internos.

Uma provocação que fiz num encontro online* que promovi, foi o que pensa um homem de 60 anos e um garoto de 11 anos? O que pensam sobre a vida, o amor, quais seus sonhos, do que estão com medo? E assim foi lindo ver que também não existiam fronteiras para essa distância de idade com tanta proximidade de alma.

E pensando nisso, tenho certeza que mesmo vibrando na ansiedade e incerteza, podemos escolher ouvir a voz do nosso coração e entregar para o mundo os nossos desejos mais amorosos expressos em nosso trabalho, nas nossas relações e na nossa vida.

De onde vem então a voz que nos fará cruzar o limiar dos desejos mais profundos da nossa alma?

Talvez esse “novo mundo” que todos estão falando seja simplesmente, aquele velho coração no centro do nosso peito, tentando nos mostrar o caminho que já sabemos, e que por algumas razões o nosso ego colocou barreiras e fronteiras para nos separar.

Passou da hora de ouvirmos a voz do nosso coração. Nunca existiu fronteira para essa energia arrebatadora que é o que nós somos em essência. AMOR!

* NaSalaOne – Sem Fronteiras – Encontro entre José Bueno, 59 anos, Arquiteto Urbanista, criador do Projeto Rios e Ruas, Metre em Aikido, Palestrante e Professor. E Betinho, 11 anos, estudante do Liceu Pasteur, jogador de futebol e amante dos esportes.

Claudia Vaciloto
http://www.nasala.net/

Confira também: De onde vem essa força?

 

Claudia Vaciloto é Iniciadora e Sócia da Organização em Rede NaSala, Psicóloga, Mentora Organizacional para Áreas e Executivos de RH, Facilitadora Certificada e Treinadora Oficial no Brasil do Jogo Miracle Choice, baseado no livro Um Curso em Milagres, Facilitadora de Pintura Espontânea baseada na Teoria Point Zero (Esalen Institute Big Sur California) e Imagens Fotográficas para atendimentos terapêuticos (Sedes Sapientes). Fez carreira em RH passando por empresas como Accenture, EDS, VR, Ability Trade Marketing, onde atuou como Diretora de RH pelos últimos 10 anos. Faz treinamentos e vivências comportamentais para empresas e grupos e atendimentos individuais. Formada em Executive and Life Coaching pelo ICI – Integrated Coaching Institute, assina a Coluna Reflexões e Provocações para Revista Cloud Coaching. Co-idealizadora da Plataforma GameYou, que oferece experiências de desenvolvimento através de jogos.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa