fbpx

Seis regras de ouro sobre modelo de negócios

Quantas pessoas sonham em ter o seu próprio negócio? E quantas pessoas morrem de medo de concretizar este sonho?

Modelo de Negócios. Expressão muito bonita, mas que assusta muita gente. Quantas pessoas sonham em ter o seu próprio negócio? E quantas pessoas morrem de medo de concretizar este sonho?

É por isso que neste artigo vamos falar de Modelo de Negócios: o modelo que você tem que definir e desenhar para ser o norte da sua empresa.

Então você quer ter um negócio? Ótimo. Mas você já pensou quem serão os seus clientes? Você já sabe o que eles valorizam, o que eles necessitam, e o que eles esperam de você? Você já definiu por quais meios vai entregar os seus produtos e serviços? Já sabe como você vai se relacionar com estes clientes? Quais são as atividades principais que você terá que fazer? E os recursos? Você já tem todos e já definiu o que é imprescindível para este negócio? Já sabe se você vai precisar buscar parceiros estratégicos? E por fim, você já pensou sobre seus custos e receitas? Como será seu modelo de entrada de dinheiro? Quais serão os seus custos principais?

A melhor ferramenta para você planejar isto tudo, é o Canvas, a tela onde você desenha o seu modelo de negócios ou Business Model. Mas existem algumas regras para que você consiga planejar o seu negócio de forma correta.

  1. Em primeiro lugar, tenha a sua folhinha Canvas impressa. É com ela que você vai começar a planejar o seu negócio.
  2. Jamais escreva diretamente na folha, use “post-its” para te ajudar a completar a Canvas Page. Se você escrever diretamente no Canvas, e de repente mudar de ideia, vai ter muito trabalho para imprimir um novo Canvas e recomeçar. Usando post-its você não terá mais este problema. Poderá mudar de ideia quantas vezes precisar.
  3. Não perca muito tempo discutindo cada bloco do Canvas. As pessoas que usam o Canvas para modelarem seus negócios, muitas vezes, caem nesta armadilha de ficarem horas e horas debatendo sobre um único ponto. No design thinking há 3 regras para criação de ideias: A primeira é divergir, criando diversas ideias, mas nunca ficando horas presa em apenas uma. A segunda é avaliar qual dessas ideias é viável ou valeria a pena implementar; e a terceira é convergir. Selecionando e focando nas melhores ideias para serem colocadas em prática. Por isso, não perca tempo preso em debates sobre uma única ideia. Coloque as ideia no papel e selecione as melhores.
  4. Sabemos que o preenchimento do Canvas para Negócios começa pelo bloco dos Clientes. Mas isso não significa que você tenha que ficar totalmente preso a esta ordem de preenchimento. Se você, logo que começou a preencher o Canvas, teve uma ideia genial para o 8º bloco (Parceiros-chave), escreva sua ideia num post-it e já cole no Canvas. E depois volte a preencher os blocos na ordem original.
  5. Evite muitos detalhes. O Canvas é uma ferramenta visual. E, para tanto, precisa de organização no preenchimento. Não encha a tela do seu modelo de negócios com muito detalhes. A ideia aqui é resumir. E, se você quiser, depois pode escrever os detalhes num plano de negócios.
  6. Escolha as palavras certas para resumir suas ideias nos post-its que serão colados no Canvas. Por exemplo, colocar a palavra “Marketing” se você estiver desenhando o bloco do Relacionamento. Há dois lados de se usar uma palavra tão ampla: pode ser bom pois é resumido, mas por outro lado fica muito vago. Então “marketing digital” ficaria melhor, ou ainda “email marketing”. São termos resumidos que cabem num post-it, e ainda assim passam uma ideia mais específica do que apenas “marketing”.

Agora que você já aprendeu estas dicas, é hora de colocar a mão na massa! Imprima o seu Business Model Canvas e comece agora a modelar o seu negócio. Mesmo que você ainda não tiver um negócio, mas apenas uma vaga ideia de um negócio… o quanto antes você começar a pensar sobre ele e colocá-lo no papel, maiores são as chances de você ter sucesso empreendendo.

Paula Quaiser é graduada e pós-graduada em Marketing. Master Coach e Canvas, certificada nacional e internacionalmente. Idealizadora do método Canvas Coaching. Eterna viajante e nômade digital. Palestrante internacional, em mais de 10 cidades pelo mundo. Indicada ao prêmio Bid-Star Awards 2018 (Genebra, Suíça) em qualidade de inovação. Coautora dos livros: “Business Model Teams” e “O Fator-E: O empreendedorismo como forma de transformar pessoas e empresas”.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa