Se não houver gratidão aos pais haverá o fracasso

Não há sucesso sem que haja gratidão aos seus pais e a tudo que fizeram por você, afinal de contas eles te deram o principal que foi sua vida!

Isto é um fato, de acordo com as Constelações Familiares existem três Leis do Amor que regem totalmente a vida do ser como um todo.

Elas são: Pertencimento, Ordem e Equilíbrio.

Neste texto vou me ater especificamente sobre a segunda Lei do amor que é a Ordem.

A segunda lei do amor se refere ao seguinte: Quem veio primeiro é maior do que quem veio depois. Ou seja, todas as pessoas que vieram antes de você na sua família são maiores. Vou falar de uma forma mais pontual sobre os pais, que são aqueles que transmitem a vida do jeito que eles puderam, do jeito deles.

Ir contra este fluxo causa peso, cansaço, pobreza, doença e, claro, o fracasso.

Bert Hellinger diz: A mãe é a cara do sucesso.

E nos meus atendimentos em consultório a principal queixa de todos é com relação à mãe, seguida do pai.

Você não precisa acreditar, basta abrir os olhos e perceber que já funciona assim, você gostando ou não.

Olhe para uma pessoa de extremo sucesso, de preferência, em todas as áreas da vida, se houver a possibilidade pergunte para esta pessoa o que ela sente em relação ao pai e a mãe.

Eu tenho certeza de que ela vai falar inúmeras coisas positivas e uma delas, com certeza, é a seguinte: Sou grata(o) por meus pais e por tudo que fizeram por mim.

Agora pegue uma pessoa totalmente fracassada, se este for o seu caso, faça uma autoavaliação. Perceba o que sente em relação ao seu pai e à sua mãe.

Se o que tem dentro do seu coração são críticas, exigências, cobranças, julgamentos e ingratidão você já sabe o motivo do seu atual fracasso (qualquer tipo de fracasso).

Você está na postura errada, ou seja, quer ser melhor do que seus pais e no fundo acha que tudo o que eles fizeram foi insuficiente.

Daí eu te pergunto: se você está lendo este texto seja grata(o) a eles, pois eles te deram o principal que foi a vida. E se você teve alguma situação mais dolorosa na infância, procure ajuda terapêutica, mas, mesmo nesta situação, a lei continua funcionando. Por isto, é fundamental identificar suas mágoas, queixas e ressentimentos com relação a eles e limpar todas as memórias de dor. Atualmente existem inúmeras técnicas que podem te ajudar neste processo, mas é necessário que você busque ajuda para tal.

Os pequenos precisam dos grandes, mas os grandes não precisam dos pequenos.

Resumindo, os filhos precisam dos pais, pois eles são as raízes, a seiva da força e do sucesso. Mas os pais não precisam dos filhos eles já são grandes. Independentemente de você ter seus pais presentes ou não, ou se você tem 80 anos.

Seus pais são a sua fonte, se anda cansada(o) e o fracasso te visita, olhe para a sua postura perante os seus pais e trabalhe com mais humildade.

A arrogância não trás um bom efeito.

Há muita grandeza em ser pequeno perante os pais.

Seja grata(o)!

Abraços.

Adriana

Bibliografia:

Ordens Do Amor: Um Guia Para o Trabalho com Constelações Familiares. Bert Hellinger.

 

Adriana Mantana é Terapeuta, Escritora e Palestrante. Com formações em Life, Executive e Master Coach (ABC), Terapeuta ThetaHealer® (THINK/Thetahealing Institute of Knowledge), Terapeuta e facilitadora de Barras de Access™ (Access consciousness), Mestre em Reiki Usui, Oneness Deeksha Giver (Oness University). Facilitadora de cursos online e presenciais.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa