fbpx

Resiliência para um mundo mais Heart

Podemos olhar para a resiliência não como um jeito de ser, mas como um estado de ser. Um estado que pode ser alcançado por cada um de nós. Basta treinar.

2987
2987
Resiliência HeartMath

A Coluna Papos do Coração introduziu nos artigos anteriores o conceito de resiliência, segundo o olhar do HeartMath:

“Resiliência é a capacidade de preparar-se, recuperar-se e adaptar-se frente ao estresse, desafio ou adversidade.”

Nossa resiliência tem a ver com a quantidade de energia na nossa bateria interna. Quanto mais carregada está nossa bateria, mais resilientes estamos, com maior capacidade de pensar com clareza e permanecermos calmos e presentes em uma situação desafiadora. Por outro lado, se nossa bateria se esgota, reagimos à vida no modo luta e fuga, comprometendo nossa saúde, performance e principalmente nossas relações.

Para o HeartMath, podemos olhar para a resiliência não como um jeito de ser, mas como um estado de ser. Um estado que pode ser alcançado por cada um de nós. Basta treinar.

E um aspecto importante no nosso treino de resiliência está no desenvolvimento da nossa capacidade de autorregulação emocional.

Emoções fazem da nossa jornada humana uma experiência vívida, nos movem, nos conectam com outros e com nosso propósito. Determinam as escolhas que fazemos na vida. As emoções são os veículos para que sintamos amor, compaixão, gratidão, apreciação, coragem. Que graça teria a vida sem estes temperos?

Porém, é amplamente comprovado pela ciência que emoções também podem nos adoecer. Pesquisas demonstram que a raiva, a tristeza, o stress a longo prazo são causas das mais diversas enfermidades. A boa notícia é que emoções como carinho, gratidão, apreciação, regeneram nosso organismo e fortalecem o sistema imunológico.

Os estudos e técnicas HeartMath demonstram que temos a habilidade de construir e sustentar resiliência por meio do gerenciamento eficaz de energia entre os 4 domínios da resiliência: físico, mental, emocional e espiritual.

A resiliência física é refletida na flexibilidade física, resistência e força. A resiliência emocional se reflete no nosso grau de flexibilidade emocional, perspectivas positivas, na habilidade de nos autorregularmos e no grau de flexibilidade emocional que promove melhores relações. Resiliência mental se reflete na habilidade de sustentarmos foco e atenção, flexibilidade mental e a capacidade de integrarmos diferentes pontos de vista. Resiliência espiritual é normalmente associada ao comprometimento com nossos valores, intuição e tolerância com os valores e crenças dos outros.

Cada um dos domínios da resiliência interfere nos demais. Tanto drenando, como carregando energia.

O domínio com maior capacidade de carregar ou drenar a energia de si próprio e dos demais é o domínio emocional.

Por exemplo, quando estamos motivados, felizes, ou seja, emocionalmente resilientes, nossa performance física e mental é melhor. E estabelecemos melhores relações. Por outro lado, se nossa bateria no domínio emocional está baixa, e nos sentimos deprimidos, ansiosos, nossa performance física e intelectual fica comprometida. E tendemos a manifestar desentendimentos nas nossas relações.

Ao praticarmos técnicas de autorregulação – como as do sistema HeartMath – podemos mudar a nossa fisiologia para um estado de mais coerência. Há um alinhamento dos sistemas físico, mental e emocional que renova a energia (aumentando a resiliência) nos 4 domínios energéticos.

Então, vamos aproveitar este período de distanciamento pelo Coronavírus e exercitar carregar a bateria em todos os domínios. Em especial no emocional que, como vimos, interfere na nossa resiliência como um todo.

Que tal buscarmos uma emoção regeneradora em cada experiência da quarentena? A oportunidade de estar só, de aprimorar as relações do seu dia a dia, de ter tempo… assistir um bom filme, aprender um novo tema, ler ou reler um livro, ouvir ou tocar música, para arrumar um armário, cozinhar… enfim, são infinitas as possibilidades de praticar emoções regeneradoras como gratidão, apreciação, compaixão, amor, alegria. Basta colocar a intenção de buscar um significado positivo para nossas ações e ativar a emoção regeneradora correspondente.

Se mesmo assim estiver desafiador encontrar um sentimento regenerador no meio do caos, use e abuse das suas memórias. Traga os momentos de felicidade, gratidão, amor e então ative estas emoções no seu coração.

E quando localizar a emoção regeneradora, respire no seu coração e sinta a emoção com todos os seus sentidos, inspirando e expirando mais profundo e mais devagar, de forma que o mesmo tempo de inspiração seja o da expiração.

Quanto mais a gente pratica, mais energia a gente acumula na nossa bateria interna.

Aproveite esta técnica para aumentar o seu nível de bateria interno: respirar no coração e vivenciar emoções regeneradoras, emoções do coração. Melhora nossa saúde, nosso sistema imunológico. Nos deixa mais resilientes para os desafios do momento. Melhora nossas relações. E nos deixa mais calmos e criativos na busca de soluções práticas neste momento de incertezas. E principalmente, esperançosos, criativos e colaborativos para o novo mundo que podemos criar agora.

Ou seja, RESILIENTES POR UM MUNDO MAIS HEART.

Roberta Moreira Lima e Juliana Sé
https://www.reservadeideias.com.br/
https://www.ferrazcoaching.com.br/

Confira também: Mais do que nunca, momento Heart

 

Roberta Moreira Lima é publicitária, idealizadora e orquestradora da RESERVA DE IDEIAS Marketing Consciente, organização em rede que há quase 20 anos atua com o propósito de contribuir para uma nova consciência nos negócios. Formada em Propaganda pela FAAP e pós-graduada em Marketing pela ESPM. Obstinada em promover um mundo melhor para todos, é certificada em Capitalismo Consciente, Coach pelo ICI – International Coaching Institute, Master Practioner em PNL, pela SBPNL e Terapeuta Vibracional, pelo Método Barbara Brenan (no Brasil, pelo Atelie de Luz). Estudiosa de espiritualidade e expansão da consciência, em especial de Um Curso em Milagres e Um Curso em Amor. Instrutora Certificada HeartMath®
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa



Loading cart ...