Qual o seu porquê?

As pessoas se motivam pela busca do prazer ou para fugir da dor, aquilo que a faz sofrer. A verdade é que as pessoas estão sofrendo dores o tempo todo e, com o tempo, acostumam-se com a dor.

Dizem que existem basicamente duas maneiras de motivar alguém e, se você pensar bem, perceberá que faz sentido. Usando uma metáfora que um amigo me disse uma vez: as pessoas podem se motivar com uma “cenoura na frente” ou com uma “cenoura atrás”. Em termos mais elegantes dizemos que as pessoas se motivam pela busca do prazer ou para fugir da dor, aquilo que a faz sofrer.

Entretanto, depois de atender muitos clientes e de tudo que estudei, concluo que isso não faz sentido se você realmente quer acelerar resultados. Ocorre que as pessoas estão sofrendo dores o tempo todo e não conseguem muitas vezes dar uma guinada na vida. Ocorre que, com o tempo, acostumam-se com a dor. Acostumam-se com uma vida medíocre e sem sentido. Arrumam todo tipo de desculpas para isso e acabam ficando ali, na total zona de conforto que é na verdade uma grande zona de desconforto.

Então, eu lhe proponho o método que todo cara que realmente alcançou realização e sucesso seguiu. Qualquer grande líder, qualquer grande empresário, qualquer grande figura pública. Esqueça este negócio de dor, e esqueça este negócio de prazer, afinal prazer é efêmero e passa. Pense um pouco no seu porquê! Responda apenas estas perguntinhas e verifique se a jornada que está vivendo tem sinergia com o seu porquê. Mas se você já chegou até aqui neste artigo, pegue um papel e caneta e faça do jeito certo, escreva sua resposta.

  1. Vamos começar pelo final… se hoje fosse o dia de sua morte, você teria vivido a vida que gostaria? Estaria satisfeito com a pessoa que você é? Com o que conquistou? Com as relações que construiu? Com as lições e lembranças que deixou?
  2. Se respondeu que não.. então escreva como seria a vida que gostaria de ter? Não digo apenas nos aspectos materiais, mas nos aspectos ligados a sua identidade, aquilo que você quer sentir que fez… por exemplo, ter ousado mais, ter vivido sem medo… enfim, detalhe como seria se pudesse escolher que tipo de pessoa seria.
  3. Por que você gostaria de ser assim? Além de você, quem mais ganharia com isso? Alguém perderia? Por que isso seria realmente importante para você?
  4. O que você sentiria se conseguisse alcançar isso? Isso significaria algo para outra pessoa?
  5. Faz sentido você promover alguma nova ação imediatamente, nos próximos 7 dias para saber que começou a ajustar o leme para esta nova direção? O que seria?

Veja, é provável que, se você tenha tido o carinho consigo mesmo de responder estas perguntas escrevendo e pensando um pouco sobre isso, esteja agora mais perto do seu porquê. Que tal pensar sobre este porquê todos os dias e, diante das dúvidas e dificuldades, lembrar do porquê faz o que faz. É provável que qualquer desafio que era grande passe a se tornar menor ou que, no mínimo, você agora esteja mais inclinado a enfrentá-lo. Estes são os seus desafios, esta é a sua história, vá vivê-la!

César Santiago é Coach certificado internacionalmente pela European Coaching Association (ECA), Global Coaching Community (GCC) e Behavioral Coaching Institute (BCI). Pós-graduado em Gestão de Projetos. Atuou por 13 anos em diversas funções de liderança e trabalhou em dois dos maiores grupos de educação do Brasil. Desenvolve treinamentos focados no desenvolvimento de competências. Autor do livro “Minha Vocação: Uma Jornada rumo à realização e sucesso”. Criador do treinamento on-line minhavocacao.com, dedica-se a contribuir para que jovens e empresas possam descobrir o poder de realização em conciliar Vocação e Carreira podem trazer para suas vidas, negócios e para o mundo. É atualmente CEO na empresa Eu Salto Alto – Mulheres de Negócio, escola de Negócios, Desenvolvimento, Treinamentos e Capacitação de Mulheres Empreendedoras.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa