Anúncios

Propósito e Liderança

Quando olhamos para o desenvolvimento de líderes, é importante entendermos o propósito nos diferentes níveis: organizacional e individual.

561
561

Nos últimos anos o tema propósito tem ganhado um importante destaque no meio corporativo. Segundo Joey Reiman, “o propósito é uma força tão poderosa quanto a da gravidade, mas, em vez de atrair para baixo, impulsiona adiante.” A origem da palavra propósito vem do latim e significa intenção de realizar, de alcançar, objetivo fim. Relacionamos esse termo também com o significado de existência, com o impacto que se causa no mundo. É o propósito que dá direção. Quando olhamos para o desenvolvimento de líderes, é importante entendermos o propósito nos diferentes níveis: organizacional e individual.

O propósito no nível organizacional está relacionado com a forma que a empresa deseja contribuir com a sociedade, fazer desse mundo um lugar melhor. Não devemos confundir com as metas da empresa ou com o produto e serviço que oferece, mas sim por meio do que ela oferece, como deseja impactar positivamente o mundo à sua volta. Ter um propósito organizacional claro, permite tornar mais significativo o papel desempenhado pelos negócios. Definir o propósito da empresa pode ser uma estratégia que irá ajudar a transformar a organização. É influenciar o modelo de negócio atual, provocando a mudança de um modelo que atende aos próprios interesses, para um que possa atender as necessidades do próximo. Passar de “bens de consumo” para o “consumo do bem”. O propósito dos negócios não é apenas gerar valor, mas sim atribuir valor para a sociedade. É importante que seja verdadeiro e autêntico e não apenas palavras bonitas no papel.

Para isso as empresas precisam se perguntar “Por que?” fazemos o que fazemos como empresa. É o motivo de existência da empresa. Esse propósito deve ser divulgado constantemente para todos os stakeholders da empresa (internos e externos). A liderança deve entender que é o propósito organizacional que irá inspirar e engajar as pessoas no trabalho. Isso permitirá que os colaboradores comecem a defender uma causa e não se tornem apenas empregados esperando o pagamento.

As empresas que focam no seu propósito apresentam grandes transformações na sua forma de atuar. Os consumidores e colaboradores passam a ser os mensageiros e defensores da organização. Os contratos se transformam em alianças. Ao invés de focar apenas nos resultados do próximo trimestre olham para o impacto nas próximas gerações. A liderança transacional para a ser transformadora.

Já no nível individual o propósito está relacionado com o motivo de estarmos vivos nesse planeta. É o impacto que causamos em todos os lugares por onde passamos, por isso ele é dinâmico. Ter clareza do nosso propósito permite ter uma vida mais completa e feliz. Está relacionado com o motivo pelo qual você deseja sair de manhã da cama. A palavra motivo vem do latim e significa “causa em movimento”. Para identificarmos o nosso propósito individual, podemos responder quatro perguntas:

  • Talento: Em que você poderia ser o melhor do mundo?
  • Paixão: O que o apaixona profundamente?
  • Valores: O que sua consciência recomenda?
  • Necessidades: Como você pode tornar o mundo melhor?

Segundo Aristóteles, é “na intersecção dos talentos do indivíduo com as necessidades do mundo que encontramos a nossa vocação.” As pessoas que encontram vocação no trabalho são mais motivadas a deixar uma contribuição significativa. Trabalhar desprovido de propósito, faz com que elas deixem a organização. Ser um líder transcendente é ajudar os outros a cumprirem seus propósitos mais profundos, seja na empresa ou na vida pessoal. Inspirar seus seguidores a descobrir o que há de mais precioso em suas vidas e se comprometer em manifestá-lo. Para isso é preciso que o líder deseje ter uma vida e carreira que tenham significado. Acreditar num sonho. O líder deixará de administrar os seus colaboradores, mas sim passará a cativar as pessoas. Por isso, os líderes que conseguem inspirar pelo propósito conseguem gerar grandes transformações.

Veronica Ahrens tem mais de 10 anos de experiência em gestão de pessoas. Fundadora da Master Leader, atua hoje como coach, trainer e palestrante. Professora de MBA da FIAP no tema Liderança e Gestão de Pessoas e Professora de Pós-Graduação em Neurociência da Santa Casa no tema Programação Neurolinguística.É Mestranda pela FEA/USP em Administração com ênfase em Gestão de Pessoas. Master Trainer pela ASTD – American Society of Training e Development e Master Trainer pela Langevin Learning Services, onde foi certificada em Instructional Designer/Developer, Technical Trainer e Instructor/Facilitator. Tem Certificado Internacional de Coaching pelo Integrated Coaching Institute e pela Lambent (International Coaching Community). Master Trainer em Programação Neurolinguística pela NLP University – California. Certificada pela Universidade de Harvard em Gestão Estratégica de Negócios e pela Universidade de Toronto nas áreas de Gestão de Recursos Humanos e Treinamento e Desenvolvimento. Pós-graduada em Administração com ênfase em Gestão de Pessoas pela FGV (CEAG). Autora do livro “Equipes não nascem excelentes, tornam-se excelentes”.
follow me
Anúncios
Neste artigo


Participe da Conversa