fbpx

Procrastinação: Ela vai destruir seus novos projetos e objetivos!

Você se perde nas redes sociais, mensagens e não cumpre seu objetivo? O que está acontecendo para protelar assim? Preguiça? Desorganização? O que fazer para mudar?

Procrastinação: Ela vai destruir seus novos projetos e objetivos!

Procrastinação: Ela vai destruir seus novos projetos e objetivos

O novo ano começou, mas está difícil colocar em prática os seus projetos, é como se uma força impedisse de dar o primeiro passo. Você sonha, idealiza, marca a data e a hora, mas nesse momento ocorre algo que lhe chama atenção e não realiza o que foi planejado.

Você se perde acessando as várias redes, lendo mensagens, mas não cumpre o seu objetivo.

O que está acontecendo para protelar desse jeito? Preguiça? Desorganização?

Na verdade, você está diante de algo mais complexo, ao que podemos dar o nome de Procrastinação, ou a arte de deixar para depois, que pode ter relação com o seu emocional e precisa de sua atenção.

Normalmente quem procrastina faz diversas atividades no lugar do que tinha se proposto a fazer, diferente do preguiçoso ou do desorganizado.

A origem do problema pode estar ancorada na própria angústia, nos seus medos e inseguranças que te paralisam e fazem com que você adie indefinidamente algo que supostamente poderia lhe trazer frustração se não for alcançado.

Por outro lado, a atitude de procrastinar traz um alívio passageiro, depois a culpa de não fazer ou atingir aquilo que se propôs, que volta na forma de cobrança e até baixa autoestima.

Diante de uma tarefa a ser executada pode haver uma pressão de si, de outros ou do ambiente, que gera uma reação de estresse chamada de luta ou fuga. O nível de estresse pode se elevar baixando as defesas do sistema imunológico, permitindo o surgimento de doenças infecciosas.

As pessoas que têm o hábito de adiar podem apresentar dores de cabeça, de estômago e ter outras doenças.

Um estudo realizado pelo Departamento de Psicologia da Universidade de Carleton, Canadá, mostra que existe relação entre procrastinação e emoções negativas como frustração e arrependimento. Dessa forma adiamos o que precisa ser feito, preenchendo com outras atividades menos tensas.

Mas o que fazer para mudar?

Ganhar consciência – esse é o primeiro passo, deixar de encontrar desculpas e admitir que precisa mudar a postura;

Fazer uma lista de prioridades – estabelecer o que realmente é necessário fazer e em que ordem, um pouco de organização e foco ajuda muito;

Tarefas complexas – nas questões que demandam mais energia física e ou psíquica, se faz necessário definir um enquadre para se dedicar de forma mais intensa;

Pensamentos negativos – eles aparecem e nos fazem recuar, é importante buscar as evidências e fatos, para entender que eles não são reais e assim, tirá-los do caminho;

Comemorar – sim, todas as vezes que alcançar uma meta, mesmo que não seja tão difícil, festeje e comemore, assim poderá enfrentar as mais complexas;

Admitir o erro – nem sempre atingimos nossos objetivos, podemos aprender com os erros, mas não podemos deixar que tomem proporções que nos bloqueiem de aceitar novos desafios;

Buscar ajuda profissional – quando os obstáculos se tornam intransponíveis, temos que admitir que precisamos de alguém que nos auxilie a entender quais crenças nos impedem de avançar rumo aos nossos objetivos.

Podemos dizer que a procrastinação pode ser um grande vilão, mas podemos desenvolver mecanismos para enfrentá-la e ter uma nova postura diante da vida.

“Concretizamos? SOMOS. Procrastinamos? Seríamos…” (João Alberto Catalão)

Gostou do artigo? Quer saber mais sobre como vencer a procrastinação? Então entre em contato comigo. Terei o maior prazer em responder.

Natalia Marques
Psicóloga, Coach e Palestrante
http://www.nataliamantunes.com.br/

Confira também: A Resiliência no Panorama Atual

 

Natalia Marques é Psicóloga Clínica, Coach e Palestrante. Formada em Psicologia pela FMU (1981) e em Coaching/ Mentoring Life & Self-Instituto Holos, possui pós-graduação em Recursos Humanos pela FECAP. Tem curso de Meditação Chan do Templo Zu Lai em Cotia. Como Psicóloga Clínica realiza atendimento Psicoterápico de base Psicanalítica, trabalha os sintomas de Estresse, Ansiedade, Depressão, Fobias, Síndrome do Pânico, Síndrome de Burnout, Conflitos Pessoais e Profissionais. É Coach de Desenvolvimento Pessoal, ajuda pessoas a atingirem seus objetivos e metas pessoais e profissionais, para se tornarem mais felizes. Especialista em Saúde Organizacional e Ocupacional, atua ainda como palestrante em temas de saúde, resiliência, trabalho, carreira e pós carreira. Associada da ABRH, ISMA Brasil e SOBRARE. É coautora no livro “Planejamento Estratégico para a Vida”, onde trata o tema da “Resiliência”.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa