fbpx

Prepare-se para o futuro: ele está logo ali!

Podemos resolver nossos problemas e criar um futuro usando os modelos mentais que praticamos atualmente? Se o desejo de ter um futuro diferente é diferente da realidade de hoje, você precisa fazer mais.

Podemos resolver nossos problemas e criar um futuro usando os modelos mentais que praticamos atualmente?

Se o desejo de ter um futuro diferente é diferente da realidade de hoje, você precisa fazer mais.

Transformamos a realidade no momento em que ajustamos os modelos e mapas mentais que temos em relação à vida e mudando a percepção de futuro a curto e longo prazo.

Modelo mental é um mecanismo do pensamento traduzindo os eventos externos para a nossa realidade interna. Cada modelo é individual e único, pois são construídos através da nossa história e experiências. Já o mapa mental é uma forma de representar a realidade desse modelo, mas escrevendo numa folha de papel ou por outro recurso com a intenção de conectar conceitos, ideias e percepções sobre determinado pensamento/assunto.

Parece fácil resolver o que queremos para o semestre que vem ao compararmos ao que queremos para uma vida toda. Entretanto, será que o que realizamos hoje, está alinhado com os nossos objetivos de curto e longo prazo?

Vamos entender com o curto prazo o que estipulamos realizar em 3 anos e a partir disso serão objetivos a longo prazo. Partimos da premissa de que começamos a construção do futuro, com as atitudes do presente, porém essas atitudes são influenciadas pelo grau de dificuldade do que é necessário para executar. Além desse grau, possivelmente sofremos da “Lei de Parkinson”, e, não estou abordando sobre a doença, mas sim ao conceito de Cyril Parkinson, historiador que escreveu: “O trabalho se expande para preencher o tempo disponível para sua conclusão”, interpretando para a realidade:  deixamos tudo para última hora ou próximo ao prazo.

Pare e pense sobre um problema pessoal ou profissional no qual está vivenciando. Se a solução for fácil, logo encontrará meios para resolver, no entanto, se encontrar complexidade para solucionar, os vilões como a procrastinação, medo, insegurança, entre outros, podem exercer um grande poder para te paralisar ou até possam permitir que encontre meios de resolver pela metade, poucas pessoas realmente encontram maneiras para resolverem a completude do “problema”.

A questão é que resolver pela metade gera consequências ruins não esperadas nos resultados a longo prazo que você idealiza.

Por exemplo: Imagine que está num restaurante com as crianças, o que desejamos é sentar, comer e conversar um pouco, porém as crianças são mais dinâmicas e ativas e não param quietas à mesa. Qual é a primeira solução que vem à cabeça? Dar o celular para elas brincarem, isso resolveria o problema a curto prazo, mas será que é esse comportamento condicionado que queremos para a futura relação com as crianças? Será que podemos ter um momento de atenção e entreter todos juntos para que exista o equilíbrio?

Imagino que você já fez um planejamento com datas e prazos, mesmo que tenha sido “mentalmente”, e, se tiver sorte, em até três meses você já esqueceu. Certo?

Planejar é uma habilidade fantástica para se programar e preparar para os riscos e atividades, mas geralmente não somos fieis ao planejamento, isso se dá pelo fato da vida ser um processo onde temos que reavaliar as situações e os diferentes jeitos de pensar sobre o rumo que as nossas decisões estão sendo tomadas de acordo com o nosso modelo e mapa mental.

Não existe somente um caminho para o futuro, existem várias possibilidades que podem enquadrar casa, trabalho ou mundo. E só conseguiremos agir de acordo e atingirmos as nossas metas quando tivermos uma consciência sistêmica e integral do nosso propósito de vida e onde queremos ir.

Pensando em toda a sua trajetória e seu futuro:

Até que ponto você conseguiu chegar? Como será seus 30, 50 e 80 anos?

A percepção para alguns é o que o tempo voa, para outros o tempo é devagar, mas independentemente do tempo, o que você está realizando para a vida que quer?

Enquanto não alinharmos o que queremos, até que ponto, podemos passar uma vida semelhante a um jogo de pinball, atirando para todos os lados. Defina o que deseja de coração, o que vem depois do que estipulou para o “agora”? Para a visão de curto prazo?

Se não definir, você não irá se mover. Futuro é um estado de ação que requer esforço para sair da zona de conforto. Quer ser dono do seu futuro?

Então comece se perguntando: qual é seu plano para o futuro?  Qual é seu plano de futuro para os próximos cinco anos? Tente ir além se puder. Ousando pensar e responder essas questões você fará coisas um pouco maiores do que achava possível. Encontrará grandes obstáculos, isso faz parte do processo da vida, porém com um modelo mental de pensamento e atitudes você pode fazer a diferença e eu acredito em você!

Grande Abraço,

Mayra Soares

Mayra Soares Author
Mayra Soares tem 11 anos de experiência profissional em Gestão e Desenvolvimento de Pessoas. É Mentora pela Erlich Consultoria, Trainer Comportamental pelo Instituto de Formação de Treinadores (IFT), Master Coach com especialização em Business and Executive Coaching e Professional and Self Coaching, Consultora Analista Comportamental e Avaliação 360º certificada pelo Instituto Brasileiro de Coaching (IBC), Behavioral Coaching Institute (BCI), International Coaching Council (ICC), European Coaching Association (ECA), Global Coaching Community (GCC), International Association of Coaching (IAC), Metaforum International e International Association of Coaching Institutes, Practitioner em PNL pela SCORE e Leader Coach pela Ellite Consultoria. Graduada em Gestão de Recursos Humanos, Pós-graduada Docência no Ensino Superior e Pós-Graduanda em Essencial Master Coaching. Coautora dos livros COACHING NAS EMPRESAS – Estratégias de Coaching para o ambiente corporativo e RH Trabalho e Aprendizado.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa