fbpx

Por que as pessoas enxergam de modo diferente?

Pouquíssimas pessoas têm a visão fora do padrão que estamos habituados, enxergam situações em seus mínimos detalhes, têm a intuição e a percepção dos problemas e sabem como solucioná-los.

1059
1059

A visão é um dos nossos cinco sentidos e o olho é o principal órgão por este sentido, com ele enxergamos além do alcance. Teoricamente deveria ser assim, mas infelizmente muitos profissionais sofrem por ter este sentido mais aguçado que outros ao seu redor.

Pouquíssimas pessoas têm a visão fora do padrão que estamos habituados, enxergam situações em seus mínimos detalhes, têm a intuição e a percepção dos problemas e sabem como solucioná-los.

Os demais enxergam apenas o que seus olhos mostram, assim não diferem e nem associam às diferentes situações.

É exatamente este contexto que faz com que os profissionais com visão fora do padrão sofram e, muitas vezes, são discriminados por enxergarem demais.

São vistos como “loucos” ou como aqueles que “encontram problemas onde não existem”.

Em meu trabalho já me deparei com inúmeros casos assim, o mais recente chegou a me chocar pela situação em que o profissional se encontra totalmente desmotivado, desacreditando de si mesmo e certo de que o principal problema dentro da organização é ele.

Erros constantes em processos, a falta de comprometimento das equipes de trabalho, “o famoso não é comigo, não fui eu quem errou, a culpa é do fulano” em situações que a atenção, a liderança e o empenho na realização das funções, resolveriam praticamente 100% dos problemas ocasionados em todos os departamentos.

E quando este profissional consegue definir e mostrar exatamente o que está acontecendo, alertando a ponta do problema e como facilmente pode ser solucionado é carimbado como louco e totalmente fora da realidade.

Ninguém enxerga como ele, ninguém deseja sair da zona de conforto e prefere realmente fazer parte do comum.

A visão e julgamento do que está certo se transforma em errado e o que está errado se transforma em certo.

O profissional diferenciado pensa: Que trabalho é este, em que mundo eu vivo?

E o resultado será um profissional com crise de existência, stress e até uma profunda depressão por acreditar que realmente são diferentes e errados. Mas te afirmo que não são errados só apenas diferentes da grande maioria.

Você deve ter orgulho por não pertencer ao mundo das pessoas comuns, ter esta lente adicional é uma dádiva.

Ou será que você preferia ser como “todo mundo” apenas para ser aceito no meio e negar a sua essência?

Já vi muitos profissionais sofrerem por lutar diariamente nesta aceitação, e digo a você, este caminho não é fácil, lembre-se de que a sua lente tem outro elemento imprescindível: a resiliência e a determinação.

A sociologia nos diz que “O ser humano gosta de estar perto de indivíduos como ele”.

Mas em meus anos de experiência com este tipo de situação, afirmo que o ser humano também gosta de estar perto e admirar a forma com que as pessoas diferenciadas enxergam a vida e encontram soluções práticas, seja em sua área profissional ou pessoal, mesmo que estas não admitam publicamente tal admiração.

O mercado atual define que as pessoas mais valorizadas são aquelas que estão à frente, sempre aprendendo, desenvolvendo e buscando novas formas de solucionar e entregar o resultado. As pessoas atentas e com visão extra adicional, exatamente aquelas que enxergam além do que seus simples olhos veem.

Mesmo que você não se sinta valorizada neste momento:

  • Aceite o dom e se imponha, jamais faça parte do mundo comum, todos os seus pensamentos e ações são norteados pela sua missão, visão e valores;
  • “Defina a sua missão, se deixe guiar pela visão e lentes além do alcance e concentre as suas ações de acordo com os limites éticos e morais dos seus valores”;
  • Com a missão definida você certamente irá superar qualquer dor;
  • Napoleão Hill nos diz que: “Quem quer de verdade encontrará a solução, já quem não quer tanto assim sempre encontrará um obstáculo”;
  • Quem encontra objeções sobre seu olhar atento, com certeza não entende o real valor da sua solução;
  • Não desanime e não desista do seu ideal mesmo com as duras críticas e sobrecarga de trabalho. Sim sobrecarga, pois normalmente as pessoas com lente adicional são sobrecarregadas de trabalho, fazem o seu e de outros membros que permanecem inertes e sem qualquer prospecção de futuro.

“Para obter um resultado diferente da maioria você tem que ser diferente e ter algo a mais, se fizer igual à maioria obterá os mesmos resultados. Não se compare à maioria, pois infelizmente ela não é modelo de sucesso.”

Adriane Yared

⚙️ AYCOACHING
Adriane Yared tem mais de 23 anos de experiência na área comercial, Mastercoach Vendas e Liderança, Palestrante, Design Thinker e Mentora Comercial. Graduada em Propaganda e Marketing, MBA Trends & Innovation, Pós MBA em Design Thinking e Master em Design Thinking. Coach certificada pela Sociedade Brasileira de Coaching, membro da Companhia do Coaching, Talk Coaching e Busca Coach. Com artigos publicados na Revista Coaching e Administradores.com. Co-autora no Manual do Relacionamento com o Cliente, capítulo: “Arrumando a Casa” – Rumo ao sucesso no relacionamento com seu cliente. Co-autora do livro “Fator.E o empreendedorismo como forma de transformar pessoas e empresas.” (projeto DUNA WRITERS). Seu principal propósito esta em Desenvolver o potencial dos profissionais de vendas, atendimento e liderança, todos centrados no 5º P “pessoas”, tudo integrado as diversas áreas estudadas somadas a expertise e experiências.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa



Loading cart ...