Passado é passado

Não importa se acabou faz pouco tempo ou muito tempo. Quando a vida nos traz outra pessoa para ocupar um espaço que já foi ocupado, uma parte de nós resiste. O que fazer?

Quando a vida nos traz outra pessoa para ocupar um espaço que já foi ocupado por alguém, uma parte de nós resiste e protesta contra esse Amor, como se nele estivesse estampado uma traição.

Esses amores ficam com sabor de culpa. Podemos até estar felizes, descobrindo o outro, se conhecendo um pouco mais, mas lá em um canto do coração, tem um pedaço de melancolia. Nesse pedaço ainda tem um pouco de lealdade, um pouco de saudade e talvez até um pouco de Amor.

Não importa se acabou faz pouco tempo ou muito tempo. A relação existiu, ocorreu conexão, e isso já basta para gerar grandes dúvidas, questionamentos e lembranças. É como se fosse um cuidado com o outro.

Esse cuidado é esquecido, rompido, quando o ex ficar exatamente no local dele, que é o passado. Isso só ocorre quando estamos verdadeiramente de frente a um grande Amor, somente esse grande Amor nos faz dar conta de que esse passado está se fazendo presente.

Quem acredita que tudo é descartável e que no primeiro beijo o passado está enterrado, eu pergunto? – Você conhece alguém que chamou, ou quase chamou, o atual pelo nome do ex? Essa é a prova evidente da presença do passado em nossa vida.

Todos os nossos amores se ligam aos amores anteriores, e cada separação perpetua em todas as demais. Cada nova experiência afetiva está cercada de experiências antigas que são revividas. Todos os nossos afetos, tristezas, mágoas, medos, são revividos a cada toque do outro, a cada beijo dado. É impossível negligenciar esse passado.

Em todas aquelas que mudam de Amor como quem muda de sapato sem ficar remoendo sentimentos antigos, há também uma parte daquelas que mesmo a vida caminhando, recordam o passado.

Aquela que sai por aí dizendo a todos que a vida está começando do zero está enganando a si mesma e aos outros, e correm o grande risco de viver sempre a mesma história, com a mesma pessoa, com o mesmo padrão de relacionamento.

O grande segredo é reconhecer que o passado mora dentro de nós, isso evita que sejamos conduzidas por ele, até chegar o momento que o novo Amor fará com que a presença antiga saia de cena dando espaço a novas descobertas, alegrias e prazeres.

O passado nunca desaparece completamente, mas em um momento ocupará o seu lugar, pois passado é passado, e é lá que deve ficar.

Ercilia Canali é mulher, mãe, amiga, filha, divorciada, amante da natureza e mesa de café da manhã bem montada na delicadeza dos detalhes. Coach de Relacionamento, especialista em conduzir a mulher a superar a infidelidade, o divórcio, dependência emocional, medo, solidão, e dificuldade de se relacionar. Certificada Professional Coaching, Self Coaching e Coaching Generativo, pelo Centro Nacional de Coaching – Cenacoaching; Practitioner SOAR – Soar Advanced Certification Program Presential, – Analista Comportamental, em Flórida Christian University – FCU (USA); Practitioner PNL – Programação Neurolinguística, pelo Centro Nacional de Coaching – Cenacoaching; Criadora do Programa de Atendimento Percurso Afetivo, – metodologia de Coaching específica para mulheres; Idealizadora e Facilitadora do Círculo Afetivo, – encontro de mulheres com compromisso umas com as outras de apoio, respeito, escuta e conexão; Pós-graduação em Gestão e Desenvolvimento de Consultoria Interna em Recursos Humanos pela Fundação Armando Álvares Penteado – FAAP; Graduada em Serviço Social pelas Faculdades Metropolitanas Unidas – FMU; Membro do Grupo de Estudo e Trabalho dos Profissionais de Recursos Humanos das Agências de Publicidade de São Paulo; Colunista em Portal de Desenvolvimento Humano e de Revista de Liderança; Mais de 30 anos dedicados a área de gestão de Recursos Humanos.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa