fbpx

O seu pensamento tem o poder de mudar tudo à sua volta!

Acredite! O pensamento positivo faz toda a diferença, mas como você pode fazer para viver isso na prática? Confira algumas dicas.

pensamento positivo

Acredite! O pensamento positivo faz toda a diferença, mas como você pode fazer para viver isso na prática? Confira algumas dicas.

Você já parou para pensar que sua grande oportunidade pode estar justamente no momento mais difícil? O nosso pensamento e a forma de encarar a vida têm o poder de mudar tudo ao seu redor.

Outro dia eu estava lendo a história da Paola Antonini, uma modelo mineira de 25 anos que perdeu a perna em um acidente e se transformou em exemplo de positividade. Por que algumas pessoas com o menor dos obstáculos caem logo na posição de vítima, e outras, com uma perna amputada, só conseguem agradecer e ficar feliz por estarem vivas?

Estamos em 2020, ano da maior pandemia e crise econômica do século. O que afetará muitos empresários e empreendedores, gerando o fechamento de muitas empresas, cortes de custos emergenciais, demissões e falências. O questionamento que eu proponho é: Quantos ficarão presos na posição de vítima, caindo numa depressão profunda, e quantos terão esse olhar positivo, de enxergar a crise apenas como um momento de vida, e não como uma fatalidade?

É fato que quando um grande obstáculo ou uma tragédia (como é o caso de 2020) acontece na vida de alguém, o mais comum é que essa pessoa se apegue a este fato como uma desculpa para se vitimizar pelo resto de sua vida. Como se, em vez de apenas uma fatalidade, esse infortúnio representasse uma nova missão de vida. O que me chamou a atenção na história da Paola foi justamente isso, pois a pessoa que mais se encaixaria na posição de vítima, após seu acidente em dezembro de 2014, foi a que menos assumiu esse papel. E observando exemplos como ela, é que a gente entende o poder do pensamento positivo.

Como seria se todos os empresários que estão passando por dificuldades unissem forças para superar esta crise? Como seria se todas as pessoas enxergassem a crise como uma oportunidade de mudança e inovação? É sobre isso que quero falar aqui hoje.

Em 2020, quem não quiser fechar suas portas, terá que se reinventar. Estamos no ano em que as empresas estão avançando 20 anos em 2 meses. Quarentena instaurada, comércios fechados, muitas empresas se viram obrigadas a instaurar de uma hora para outra o home office. Sem ter tempo de planejar, de educar seus funcionários, ou de preparar a cultura da empresa para tal mudança. O ano de 2020 trouxe a pandemia, e com ela o futuro chegou para ficar.

A verdade é que muitas empresas estão sofrendo com a falta de planejamento e falta de gestão dos seus stakeholders. Boa parte dos negócios que estão falindo já estavam mal das pernas, a pandemia só acelerou o processo. Boa parte dos empresários que estão desesperados, já tinham um histórico de falta de planejamento, gastos financeiros além do limite, e péssima gestão dos seus negócios. Portanto, é verdade que a pandemia afetou empresas sérias e empresários organizados, por outro lado, só trouxe à tona o que já estava na iminência de acontecer.

E se estamos falando de falências e endividados, por que o pensamento positivo poderia ajudar?

Ao contrário do que muita gente pensa, trazer o tema “pensamento positivo” para a discussão de “como sair da crise” não é ingenuidade. É questão sobrevivência, especialmente em 2020. Ou seja, a ideia de que o pensamento positivo faz bem não é absurda.

Em uma pesquisa científica, um grupo de médicos de Harvard descobriu que pensar positivo pode fazer bem aos pulmões. Eles acompanharam 670 homens na faixa dos 60 anos de idade durante 8 anos. A conclusão do estudo foi que os bem-humorados (fumantes e não fumantes) apresentaram um sistema imunológico mais resistente a doenças pulmonares, quando comparados aos estressados. Em outra pesquisa realizada na Holanda, cientistas monitoraram homens na faixa dos 70 anos durante 15 anos. A conclusão foi que os otimistas apresentaram 55% a menos de riscos de doenças cardíacas, como infartos e derrames.

Há quem relacione o otimismo à tendência de ter maior cuidado com a saúde, dentre práticas de atividade física e cuidados com a alimentação. Ou seja, pessoas que têm uma atitude mais positiva perante a vida, tendem a ser mais saudáveis e consequentemente, vivem mais. Porém, não é só isso. Já é comprovado que a positividade influencia a resistência do organismo às doenças, além disso, os hormônios associados ao estresse atrapalham a consolidação da memória. É o que diz um estudo realizado no Brasil, por médicos especialistas em psiconeuroendocrinologia. Longos períodos de depressão, irritação e melancolia desencadeiam a secreção de alguns hormônios imunossupressores, como a cortisona, que diminui a ação do sistema imunológico.

O que acontece é que quando você tem um pensamento positivo, uma avalanche de sinais nervosos corre no seu cérebro. Quer um exemplo? Pense em algo que você quer muito. A viagem dos sonhos, ou aquele apartamento no bairro que você mais ama, comprado sem financiamento! Sentiu-se bem? Pois é! Enquanto você pensa em coisas boas, milhares de neurônios são ativados e trocam informações em frações de segundos.

Você já entendeu que o pensamento positivo faz toda a diferença, mas como você pode fazer para viver isso na prática? Separei algumas dicas:

DICA #1

A primeira dica é: NÃO SOFRER POR ANTECIPAÇÃO. É mais fácil falar do que fazer. Nós, seres humanos, temos a tendência de querer antecipar o futuro. Principalmente hoje em dia, em que tudo é imediato, é cada vez mais complicado viver um dia de cada vez, sem ansiedade.

Mas não é impossível. Então, crie o hábito de viver no momento presente: sempre que você se pegar pensando em algo que ainda não aconteceu, e que é apenas uma possibilidade (dentre tantas outras, inclusive de coisas positivas) de acontecer, volte o seu pensamento para o aqui e agora e para seu corpo. Sim, seu corpo. Sinta seus pés, suas pernas, sua barriga, sua respiração, seu rosto, sua cabeça. A melhor forma para você se reconectar ao momento presente é voltar a sua atenção ao seu estado corporal. Esse exercício faz com que você consiga se focar no agora. Não pense no amanhã. Para ser mais positivo, é importante estar presente.

DICA #2

Segunda dica (e esta, em particular, eu acho fundamental): AGRADEÇA. De janeiro até meados de maio de 2020, foram mais de 300.000 mortos pelo Coronavírus, sendo 14 mil apenas no Brasil. Você está vivo. Portanto agradeça. Todos os dias. Você conhece a metáfora do copo meio vazio ou meio cheio? O exercício diário da gratidão faz com que você passe a enxergar a sua vida como um copo meio cheio, e isso faz toda a diferença perante as atitudes que você terá. Acordar todas as manhãs e agradecer pelas coisas boas da sua vida, é o que pode fazer com que você não caia na armadilha de se colocar na posição de vítima.

DICA #3

RELATIVIZE. Ou seja, coloque tudo na balança. Quantas vezes na sua vida você já não achou que não iria dar conta? Achou que iria morrer de tanto sofrer, no entanto o tempo passou e tudo ficou bem? Tudo passa. Essa é uma frase fundamental para ser repetida como um mantra em época de crise: tudo passa e tudo vai passar. Não há mal que dure para sempre. E quando você coloca a sua vida na balança, o tanto que você já viveu, todas as coisas que já superou, aí você percebe o quanto você é forte e capaz de superar qualquer desafio. O que separa o possível do impossível é apenas um verbo: desistir. Ninguém está falando que se reerguer é fácil. Aliás, é por demais trabalhoso, mas não impossível.

DICA #4

Assim, entramos na 4ª dica, que é DISCIPLINA. Justamente pelo fato de que conquistar seus objetivos, ou reconquistar a sua liberdade financeira, pode ser algo desafiador e difícil, quando encarado como “trabalhoso”, passa a ser possível. É a diferença entre impossível e trabalhoso. Nesse sentido entra a disciplina: quando temos disciplina conseguimos concluir qualquer trabalho. Portanto, a disciplina é a chave para qualquer sucesso, até mesmo durante uma recessão mundial pós-pandemia.

DICA #5

FOQUE APENAS NO ESSENCIAL. Não supervalorize o que não for essencial para você. Todo mundo tem problemas. A verdade é que problema é igual oxigênio, ninguém vive sem. Mas você pode escolher o peso que dará aos seus problemas. É como segurar um copo d’água com o braço esticado: por 10 segundos você não terá grandes dificuldades, mas experimente segurar por 10 horas! Assim são os nossos problemas. Quanto mais você pensar neles, maiores eles ficam. Portanto, foque em pensar na soluções.

De nada adianta passar horas pensando em coisas que você não pode resolver naquele instante, ou em coisas que ainda não aconteceram (como falamos na 1ª dica), isso só traz mais angústia e ansiedade. Do contrário, volte-se para o momento presente, e busque atividades que liberem hormônios e neurotransmissores da felicidade e bem-estar, como a endorfina, dopamina, oxitocina e serotonina. Como por exemplo, atividade física ou um passeio em família.

DICA #6

Sexta e última dica: SE VOCÊ TEM UM SONHO, VÁ ATRÁS DELE, COMO SE FOSSE SUA ÚLTIMA CHANCE. Você já parou para pensar que este pode ser o momento da sua grande oportunidade? Toda crise é um balde de oportunidades para quem tem a capacidade de enxergar. Um momento de reinvenção, é senão a maior oportunidade que a vida pode te dar para você abrir mão do que não te faz feliz e correr atrás dos seus sonhos. Se você morresse hoje (Deus queria que não!), você iria embora feliz com as coisas que realizou? Ou ficaria arrependido por não ter realizado mais durante a sua vida? Você está VIVO e com saúde, portanto vá atrás do que importa e seja feliz!

Mudança acontecem, a todo momento. A hora está passando, você está se movendo e mudando de posição. Existem mudanças de todas as formas: grandes e pequenas, boas e ruins. Algumas a gente escolhe, outras não. Mas o que você sempre vai poder escolher é como você reage depois que essas mudanças acontecem. Você sempre vai ter no mínimo duas opções: se esconder no papel de vítima, passar a reclamar de tudo e viver infeliz, ou aceitar a mudança que já ocorreu, levantar a cabeça e seguir adiante. Tenho certeza de que se você escolher viver com otimismo e pensamento positivo, você vai cantar junto com o samba: “Levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima!”.

A questão principal é que, independentemente de pandemia e crise econômica, você não pode mudar o que já lhe aconteceu. Mas você sempre pode construir um novo futuro para você.

Por mais que seja trabalhoso, é algo possível na vida de qualquer ser humano. E se você sentir que está com medo, ou mesmo paralisado pelo pânico, eu te falo: corajoso não é aquele que não tem medo, é aquele que tem medo e mesmo assim vai lá e faz!

Deixo aqui como reflexão uma última pergunta: O que você tem feito dos seus momentos difíceis? Eles lhe servem como desculpa eterna, ou como motivação para você alcançar seus sonhos?

Um forte abraço e boas realizações!

Paula Quaiser
http://www.paulaquaiser.com

Confira também: 2020: o ano em que o mundo virou de ponta cabeça por causa de um vírus

 

Paula Quaiser é graduada e pós-graduada em Marketing. Master Coach e Canvas, certificada nacional e internacionalmente. Idealizadora do método Canvas Coaching. Eterna viajante e nômade digital. Palestrante internacional, em mais de 10 cidades pelo mundo. Indicada ao prêmio Bid-Star Awards 2018 (Genebra, Suíça) em qualidade de inovação. Coautora dos livros: “Business Model Teams” e “O Fator-E: O empreendedorismo como forma de transformar pessoas e empresas”.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa