fbpx
Anúncios

O Sabotador Prestativo

Ser prestativo demais pode sabotar o seu desenvolvimento profissional. Por que será?

Você sabe a importância de compartilhar e trabalhar em time para o crescimento de sua empresa e resultados, mas para algumas pessoas, ser prestativo demais pode sabotar o seu desenvolvimento profissional. Por que será?

Saber dizer não, aprender a colocar limites pode ser um grande desafio para estes profissionais. Se for gestor, pode ser que tenha dificuldade em dar notícias não tão legais ou desligar um colaborador. Isso não significa que a pessoa deve perder a sensibilidade e senso de coletividade. A questão é esquecer do seu próprio desenvolvimento, pensando sempre nos outros.

Pode ser um ponto extremamente forte, seu cuidado com o outro, seu carisma e conexão; contudo existe um sabotador chamado prestativo e da agradabilidade que ao invés de te apoiar e potencializar seus resultados, pode sugar sua energia e travar a sua carreira.

Um sabotador tem a função de te proteger e tem sempre dois lados: um negativo que você naturalmente percebe, mas um positivo que te prende justificando motivos para não mudar e ficar na zona de conforto.

Pessoas que não conseguem estabelecer limites no outro, podem prejudicar seus prazos e demandas de projetos. Você não consegue dizer não e acaba sobrecarregado ou simplesmente prioriza o melhor para o outro e não para você. A pessoa pode esperar que o outro tenha esta sensibilidade contigo da mesma forma e pode não ocorrer. Isso pode gerar um desgaste ou decepção. Mas por que então a pessoa não estabelece limites e não fala para o outro, o que não está bem na relação?

Por trás deste sabotador tem uma parte positiva que fica escondida no seu inconsciente. A pergunta a se fazer para descobrir o significado de ficar no mesmo lugar é a seguinte: O que tem de bom continuar sendo prestativo o tempo todo? O que tenho medo de perder ao colocar limites nas pessoas?

Aí está a grande chave para acessar as recompensas positivas do seu sabotador. Por exemplo, a pessoa não coloca limites no outro para não perder este espaço de ser querido e amigão de todos. Tem receio de perder afeto, espaço, aceitação e de ser sempre lembrado para ajuda. Afinal, é incrível receber este carinho das pessoas, mas a pergunta é: você ganha isso esquecendo de você?

Isso é o sabotador em ação. Ele te justifica dizendo: mas olha que maravilhoso é receber estas recompensas em não estabelecer limites, não mude. E você atende o pedido dele.

Temos o receio de perder estas recompensas positivas, mas quem foi que disse que você precisa perdê-las? A pergunta para mudar é: Como ser querido, aceito, amado e ter as pessoas perto de mim, estabelecendo uma relação de ganha a ganha com elas? Como posso utilizar um ponto forte que tenho para receber esta mesma recompensa, mas horando minhas escolhas e autenticidade?

Quando você ativa este novo caminho, percebe que pode valorizar seu potencial e conquistar mais resultados, com um equilíbrio nas relações e apoiando também o outro a crescer. Afinal, ao colocar limites no outro, você faz um papel fundamental de apoiá-lo no seu desenvolvimento e ambos podem se transformar ainda mais.

Aline Gomes Author
Aline Gomes é uma inquieta que adora potencializar a performance dos profissionais. Psicóloga, Pós Graduada em Administração de Empresas com 5 certificações em Coaching, atuou por mais de 10 anos como Executiva de RH com projetos estratégicos no Brasil e América Latina. Atualmente é empreendedora na Make Different, Head dos cursos in company da Escola Conquer e professora do Leadership Experience. É criadora do Sacadas de Carreira, blog que gera conteúdos para acelerar a carreira dos profissionais.
follow me
Anúncios
Neste artigo


Participe da Conversa