fbpx

O que o Profissional de Coaching pode aprender com o coronavírus

Com o contato humano limitado e empresas em home office, por conta da crise do coronavírus, a situação realmente pode se complicar para Coaches. O que fazer?

crise do coronavírus

Neste período de crise, relacionada ao novo coronavírus (COVID-19), existem profissões que são mais e menos afetadas. Quem está relacionado a viagens e comércio físico, com certeza terão grande prejuízos, com muitas empresas já buscando até mesmo redução e cortes de custos, diminuindo até mesmo salários.

Mas existem outras áreas que também podem ser muito afetadas se não souberem se readequar a esta nova realidade. Aqui gostaria de destacar os profissionais de coaching. Isso se deve ao fato de que muitos desses profissionais realizam eventos presenciais e em empresas. Acontece que agora, como o contato humano está limitado e boa parte de empresas estão em home office, a situação realmente pode se complicar perdendo ou adiando contratos.

Contudo, nos meus muitos anos atuando na área de educação e treinamento, uma coisa posso afirmar a todos, não é hora de desespero. Sempre que da palavra “crise” temos que tirar um “s” e ter uma nova: “crie”. Eu faço isso em minha vida, muitos pensam que é hora de não fazer nada, mas eu estou reestruturando meus trabalhos, a forma de pensar e até de vender.

Nesse período de crise do novo coronavírus (COVID-19), nos quais muitas pessoas estão obrigatoriamente em home office, uma boa parcela pode querer se aperfeiçoar, outras precisam de suporte, com base nisso estruturei meus trabalhos para o atendimento virtual. Felizmente, hoje não existem mais barreiras físicas para áreas como educação e treinamentos. Outro ponto que estou reforçando é a comunicação.

As pessoas estão necessitando de conteúdos diferentes do que vem sendo apresentado pela mídia e é isso que eu busco oferecer. Com isso, não só ajudo as pessoas, como também fortaleço minha imagem. Não que faça isso por retorno financeiro, mas é fundamental ter em mente que isso também me proporcionará retorno positivo no futuro.

Um ponto que acredito que seria importante para os profissionais da área de coaching, é se aprimorarem nesse momento em educação financeira, pois isso seria mais um diferencial em seus trabalhos.

Principalmente nesse momento em que as rendas das famílias possivelmente cairão e elas terão que se adequar a esse ponto também. Com esse aprendizado, além de ter um diferencial de mercado, esse profissional também terá uma alternativa para adequar sua vida mesmo que os rendimento caiam.

Por fim, também oriento a todos que é nesse momento em que estamos em casa, precisamos nos voltar para dentro, que passemos a olhar um lado que por muitas vezes deixamos para segundo plano em nosso dia a dia: a família.

Vamos nos aproximar verdadeiramente de quem está ao nosso lado, vamos reforçar nossas relações, ressignificar a arte de sonhar juntos. Tenho certeza de que o momento não é de desespero, muito pelo contrário, é de aprendizado.

Sairemos dessa situação muito mais preparados para o futuro, tenha certeza. Aprenderemos com isso o valor do planejar, de nos reinventarmos e, principalmente, olhar mais para nós e para quem amamos.

Reinaldo Domingos
Inscreva-se no Canal Dinheiro à Vista

Confira também: Investindo na bolsa? Veja o que fazer na crise!

 

Reinaldo Domingos é PhD em Educação Financeira, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) e da DSOP Educação Financeira. Está a frente do canal Dinheiro à Vista, é colunista do de diversos meios de comunicação. Autor de diversos livros sobre o tema, como o best-seller Terapia Financeira e o livro Empreender Vitorioso.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa