Anúncios

O potencial de compra do público LGBTi+

Pesquisa da Out Leadership mostra que o potencial de compra no Brasil representa US$ 133 bilhões, ou seja, 10% do PIB.

1251
1251

“Não consumimos produtos, mas sim a imagem que temos deles”

Com esta frase, Philip Kotler reforça o conceito de que o cliente compra o produto pela qualidade e a marca pela empatia, ou seja, se o cliente não se sentir representado, dificilmente irá consumir ou sua experiência não será plena.

Um exemplo disso é o público LGBT+ que já se reúne com informações para classificar lugares, estabelecimentos e até cidades LGBT-friendly, ou seja, amigáveis para o público LGBT+, que consideram suas particularidades e os acolham.

O fator social já seria um bom motivo para que estabelecimentos de qualquer natureza pensassem em seus negócios para atender um público mais diverso, mas os fatores econômicos reforçam a importância deste segmento.

A população LGBT no Brasil é estimada em 20 milhões de pessoas, um número bastante considerável para ser deixado de lado. Além disso, o potencial de compra é algo fantástico.

Pesquisa da Out Leadership, associação internacional de empresas com iniciativas para o público LGBT+ mostra que o potencial de compra no Brasil representa US$ 133 bilhões, ou seja, 10% do PIB. Este potencial não é exclusivo do Brasil. Nos EUA, as cifras chegam a US$ 760 bilhões, na Europa a US$ 873 bilhões e no mundo todo a US$ 3 trilhões.

Outra pesquisa, da inSearch, mostra que 80% do público LGBT+ tem cartão de crédito, 83% pertencem às classes A e B, média salarial de R$ 3.247,00 e consomem 30% mais que os héteros.

Os números comprovam o potencial de compra e, apesar disso, é comum os LGBT+ passarem por situações constrangedoras.

Através da minha experiência na implementação de projetos de atendimento ao cliente focados neste público, pude comprovar que quem souber atendê-los bem levará vantagem competitiva.

Não basta ter ações superficiais. É preciso posicionar-se. Empresários devem investir no treinamento de seus funcionários. Preparar os colaboradores para recepcionar com formas de tratamento adequadas, naturalidade, respeito, atendimentos personalizados.

O encantamento do cliente, independentemente de sua orientação sexual ou identidade de gênero, só é alcançado quando o cliente se sente único, surpreendido em sua experiência e sentir-se acolhido, representado e incluído; é parte deste processo.

Pós-Graduado em Tecnologia Assistiva pela Fundação Santo André/ITS Brasil/Fundação Don Carlo Gnocchi (Itália/Milão). Pós-graduado em Psicologia Organizacional pela UMESP e graduado em Psicologia pela UNIMARCO. Extensão em Gestão de Diversidade pela PUC (Trabalho final: “O impacto do imaginário dos líderes no processo de diversidade e inclusão nas organizações”), Credenciado em Holomentoring, Coaching e Advice pelo Instituto Holos. Formado como analista DISC. Desde 1990 na área de R.H., atuou em subsistemas como Recrutamento & Seleção, Treinamento, Qualidade, Avaliação de Desempenho e Segurança do Trabalho contribuindo com empresas como Di Cicco, Laboratório Delboni Auriemo, Wal Mart, Compugraf Telecomunicações e Mestra Segurança do Trabalho. Atualmente é Diretor da TRAINING PEOPLE, especializada em treinamentos, palestras e projetos de consultoria personalizados responsável pela estratégia e coordenação de equipe multidisciplinar especializada em temas como Diversidade, Liderança e Gestão, Vendas, Educação Financeira, Comunicação, Turismo e Segurança do Trabalho. Vice-Presidente de Gestão e Conteúdo da ABPRH – Associação Brasileira de Profissionais de Recursos Humanos, responsável pela gestão da equipe e curadoria dos grupos de debates, bem como pelo Comitê de Diversidade e Inclusão. Coordenador do grupo virtual Gestão por Competências com base no Facebook e Linkedin, somando 40.000 profissionais de RH em ambos. Escreve duas colunas da Cloud Coaching com os temas Diversidade e Inclusão e Excelência no Atendimento ao Cliente. Presidente e idealizador do Instituto Bússola Jovem, projeto social que tem por objetivo transformar a vida de jovens de baixa renda através dos pilares: Educação, Trabalho e Carreira.
follow me
Anúncios
Neste artigo


Participe da Conversa