fbpx

O pensamento vem antes

Você já se pegou confuso, cheio de sensações pelo corpo, respiração acelerada, aperto no peito, arrepios? Lembre-se: não somos vítimas dessas situações somos criadores delas.

1153
1153

Sempre volto nesse tema. Hoje me peguei confusa e cheia de sensações pelo corpo. Respiração acelerada, aperto no peito, arrepios em algumas partes do corpo.

Foi quando eu rapidamente tomei uma respiração profunda, aterrei meus pés no chão e comecei uma nova meditação.

Nesse instante eu percebi que estava agindo no piloto automático, como em vários momentos do dia fazemos. Nesse momento de sensações físicas eu estava sem observar meus pensamentos.

Quando parei e comecei a meditar, pude ver o que estava acontecendo na minha mente. Ela estava cheia de ideias confusas, de pensamentos rápidos e desconectados, de preocupações com o futuro e por isso meu corpo estava me dando tantos sinais. Como fico feliz em flagrar esses pensamentos e retomar o meu poder de escolha.

Com essa meditação eu pude observar o barulho mental e simplesmente deixá-los passar. Minha respiração se tornou calma, lenta e profunda, e eu voltei a me conectar com o presente.

Essa consciência de que posso fazer isso a qualquer momento é libertadora. Não somos vítimas das situações somos criadores delas.

Já escrevi sobre isso na minha coluna. O que vem primeiro é o pensamento, então, “orai e vigiai”. A meditação nos ajuda muito a voltar à nossa conexão para o único lugar que existe que é o aqui e agora. E sairmos das loucuras que o nosso Ego faz ao nos transportar para um futuro que não existe. E essa mente que cria essas imagens faz com que pensemos que isso é real e por isso nos sentimos angustiados, ansiosos por coisas que não estão AQUI.

Como é bom lembrar que temos o poder de criar imagens que nos tragam paz. Trazer conscientemente a decisão para o momento presente de escolher os pensamentos que queremos ter. Sempre que falo isso nos treinamentos que faço, ouço pessoas dizendo como é difícil estar presente. Sim, nosso sistema está muito acostumado a se prender no passado e a buscar o futuro.

Mas sempre digo que isso é um treino. Eu tenho treinado todos os dias e mesmo assim me pego como hoje, perdida com sensações e preocupações que não existem de fato.

Mas lembrar que, se o pensamento é o que vem primeiro, nos ajuda a lembrar de colocar outros no lugar. Pensarmos amorosos no lugar de pensamentos amedrontados.

Pensamos no amor. Podemos fazer meditações e visualizações que nos tragam paz. Imaginar que tudo está sempre bem nos traz saúde mental, física e emocional. E como sempre digo, se o pensamento perturbador insistir em voltar, insista em escolher outro pensamento de amor para colocar no lugar.

Essa é uma decisão que só nós podemos fazer.

Essa é uma escolha.

E uma escolha consciente sempre a cada minuto no momento presente.

Claudia Vaciloto é Iniciadora e Sócia da Organização em Rede NaSala, Psicóloga, Mentora Organizacional para Áreas e Executivos de RH, Facilitadora Certificada e Treinadora Oficial no Brasil do Jogo Miracle Choice, baseado no livro Um Curso em Milagres, Facilitadora de Pintura Espontânea baseada na Teoria Point Zero (Esalen Institute Big Sur California) e Imagens Fotográficas para atendimentos terapêuticos (Sedes Sapientes). Fez carreira em RH passando por empresas como Accenture, EDS, VR, Ability Trade Marketing, onde atuou como Diretora de RH pelos últimos 10 anos. Faz treinamentos e vivências comportamentais para empresas e grupos e atendimentos individuais. Formada em Executive and Life Coaching pelo ICI – Integrated Coaching Institute, assina a Coluna Reflexões e Provocações para Revista Cloud Coaching. Co-idealizadora da Plataforma GameYou, que oferece experiências de desenvolvimento através de jogos.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa



Loading cart ...