fbpx

O mundo quer compromisso, não depende de super-heróis!

Se há algo que tem crescido, o que é extremamente positivo, é o espírito de solidariedade e de compromisso com o futuro. Que tal aderir a ele e ser um agente transformador para um mundo melhor?

compromisso com o futuro

O mundo quer compromisso, não depende de super-heróis!

Amigos leitores, essa pandemia global chegou para mudar paradigmas e conceitos arcaicos sobre a vida em sociedade, a convivência em comunidades e como olhar para quem está próximo. Certamente, isso não acontece de maneira igual no planeta Terra, pois o grau de consciência, ambiência e até dos serviços públicos disponíveis também não é igual.

Contudo, se há algo que tem crescido, o que é extremamente positivo, está no espírito de solidariedade e de compromisso com o futuro. Além de uma preocupação coletiva com o meio-ambiente, basta ver como fica cada vez mais inaceitável qualquer demonstração de racismo ou segregação humana.

Quem vê meu currículo, aqui no blog, identifica esta expressão:

Primeiro brasileiro no Global Hall of Fame da Aiesec International. Entidade presente em 2400 instituições de ensino superior, em 126 países e territórios, voltada ao desenvolvimento das potencialidades das jovens lideranças em todo o mundo.

Eu tive o prazer e a honra de, através dessa instituição criada em 1948 no final da II Guerra Mundial, poder me unir a pessoas que compartilham a visão de um mundo melhor a partir da educação e da formação de lideranças globais atuantes.

Pois bem, em 1990, eu era conselheiro dos dirigentes da AIESEC brasileira (https://aiesec.org.br/), após ter ocupado cargos de direção e ter me desligado como Presidente nacional. Foi nesse ano, que a AIESEC International (https://aiesec.org/) criou um evento global para debater o engajamento dos jovens no desenvolvimento sustentável. Esse evento, realizado em Tóquio, gerou um guia com ações potenciais para aplicação através da juventude compromissada com o futuro da humanidade.

Quatro anos depois, em evento realizado em São Paulo, a AIESEC debateu os rumos da Educação para o Século XXI, resultando em um plano de ação orientado e de simples aplicação. Os anos foram passando e eventos similares reforçaram o engajamento da associação em nível global.

Continuando, em setembro de 2015, 193 líderes mundiais concordaram em assumir 17 Objetivos Globais para o Desenvolvimento Sustentável (Agenda 2030 da ONU). Se forem cumpridos, isso significará o fim de extrema pobreza, da desigualdade e de problemas climáticos. O interessante é que esses objetivos se desdobram em metas que podem ser assumidas por indivíduos enquanto seguem com o seu cotidiano.

Nesse mesmo ano, jovens líderes da AIESEC, de 126 países e territórios, e em conjunto com o Escritório do Secretário-Geral da Juventude – ONU, assumiu participação direta na implementação dos Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Recentemente, usando o seu alcance global, a AIESEC criou o programa “Youth 4 Global Goals” (conheça mais detalhes clicando aqui), o qual busca conscientizar globalmente os jovens para que se engajem nessa jornada. A relevância e a contribuição da AIESEC tornaram-se mais transparentes. E, com isso, ficou evidente que o mundo depende, cada vez mais, de jovens compromissados com a vida, em todas as suas formas. Se você quiser conhecer, ou mesmo até se engajar em um dos diversos programas realizados no Brasil, acesse este link: https://www.facebook.com/AIESECinBrazil/ .

De minha parte, hoje sou entusiasta e mobilizador para as causas e bandeiras da AIESEC. Ainda que sem a capacidade física de engajamento que se perde, ao longo dos anos. Contudo, não deixo de estar presente quando posso levar mensagem positiva e proativa a outras pessoas. Sejam jovens que possam se interessar em assumir um novo compromisso com o mundo, sejam leitores que podem conscientizar os jovens ao seu redor.

E para mostrar a força desse programa, vejam o incrível engajamento de personalidades mundiais na campanha. No vídeo abaixo, com legenda em português, são listados os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – você poderá identificar vários artistas brasileiros.

Então eu pergunto para você: que tal aderir a esse compromisso e ser um agente transformador para um mundo melhor?

Escolha um objetivo (ou mesmo uma meta) e construa a sua ação possível… Lembre-se, em 2030 precisamos ter um planeta que seja a casa de milhões de pessoas, com possibilidade de terem vida plena, com saúde, alimentação, educação e sem discriminação.

Mario Divo
https://www.dimensoesdesucesso.com.br/

Confira também: Você conhece a Vênus de Brassempouy?!

 

Mario Divo Author
Mario Divo tem extensa experiência profissional, tendo chegado a quase meio século de atividade ininterrupta, em 2020. É PhD e MSc pela Fundação Getulio Vargas, com foco em Gestão de Negócios, Marcas e Design, Marketing e Comunicação Corporativa. Tem formação como Master Coach, Mentor e Adviser pela Sociedade Brasileira de Coaching e pelo Instituto Holos. Consultor credenciado para aplicação do diagnóstico meet® (Modular Entreprise Evaluation Tool), Professor e Palestrante. CEO e Coordenador Executivo das plataformas de negócios MENTALFUT® e Dimensões de Sucesso®, acumulando com o comando da sua empresa MDM Assessoria em Negócios. Foi Diretor Executivo do Automóvel Clube Brasileiro e Clube Correspondente da FIA – Federação Internacional do Automóvel, no Brasil. Foi titular do Planejamento de Comunicação Social da Presidência da República (1997-1998) e, anteriormente, comandou a Comunicação Institucional da Petrobras. Liderou a Comunicação Institucional e a Área de Novos Negócios da Petrobras Internacional. Foi Presidente da Associação Brasileira de Marketing & Negócios, Diretor da Associação Brasileira de Anunciantes e, também, Conselheiro da Câmara Brasileira do Livro. Primeiro brasileiro no Global Hall of Fame da Aiesec International, entidade presente em 2400 instituições de ensino superior em 126 países e territórios, voltada ao desenvolvimento das potencialidades das jovens lideranças em todo o mundo.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa