fbpx

O meu “Design Thinking Coaching”!

Você já ouviu falar em “Design Thinking Coaching”? A Vida Ficará Mais Emocionante Se Você Se Arriscar A Grandes Desafios E Novas Aventuras!

Design Thinking Coaching

Você já ouviu falar em “Design Thinking Coaching”?

Pois bem, vamos começar lembrando, resumidamente, o conceito central do Design Thinking. Ele é uma forma de pensar e trabalhar em equipe para a solução criativa de problema. Norteado pelos princípios de centramento no cliente, identificação do problema, processo colaborativo, experimentação e visualização (por prototipia). Em diferentes momentos do processo de Design Thinking, o espaço físico pode ajudar a apoiar o modo de trabalho. Tendo como características principais ser aberto, flexível e estimulante.

Podemos então fazer uma pergunta óbvia: existirá o coach para processos de Design Thinking? A resposta é positiva, pois em diferentes contextos é comum que as equipes de design sejam acompanhadas, e até apoiadas, por coaches especializados nos processos do trabalho e de aprendizagem. Quando se escreve “coach de design thinking”, isso pode significar um típico coach de equipe. Ou mesmo incluir outros papéis como analisar currículos, organizar e executar projetos e, eventualmente, apoiar programas de treinamento e workshops.

Porém, desenvolvo agora uma novidade nem sempre agradável aos puristas do Coaching. Embora o coach em Design Thinking busca trabalhar como elemento neutro para a equipe e seu desafio, ele também pode assumir temporariamente o papel de consultor, treinador, mentor ou até líder de equipe. Especialmente para situações cujo objetivo é a aprendizagem complementar em Design Thinking, o coach de equipe também assume o papel de mentor ou professor.

Enfim, o espectro de habilidades para um coach de Design Thinking pode ser bastante amplo. Logo,  uma forma de se entender a expressão “Design Thinking Coaching” existirá como referência ao Coaching aplicado em processos de Design Thinking. A par de que estudos acadêmicos e científicos, bastante recentes, têm procurado explicar quais as habilidades essenciais para o coach de Design Thinking (trataremos disso oportunamente), sobram perguntas e dúvidas que merecem ser citadas.

O Design Thinking, como um campo de pesquisa específico, tem muito alinhamento e contato com outros campos de pesquisa.

Seria interessante haver mais investigação acadêmica sobre as condições de enquadramento teórico para o Coaching em Design Thinking. E também, haver avanços em estudos no contexto das empresas e organizações, principalmente sobre: Quando e em que condições os processos de Design Thinking são (ou não são) adequados? Em que situações específicas e com que competências esse “coach especial” contribuirá para o resultado esperado?

Depois disso, agora vou explorar um conceito que tomo a liberdade de trazer para este espaço. É fruto de uma liberalidade pessoal inspirada em estudos muito recentes sobre o Design Thinking. Sabemos que, neste mundo VUCAH, organizações de diferentes campos de interesse e áreas de negócios estão usando cada vez mais o Design Thinking; como parte de seus investimentos em inovação para produtos ou serviços, ou mesmo para solucionar desafios complexos. Portanto, é absolutamente possível que um coach venha a incorporar as melhores práticas reflexivas de Design Thinking para enquadrar e tratar problemas, dores e desafios que existam para lideranças e equipes.

Seja na ótica de “Coaching em processos de Design Thinking” ou de “Design Thinking como apoio a um processo de Coaching”, eu me dei o direito de tratar ambos os casos com a expressão “Design Thinking Coaching”. Em decorrência, por um canal específico, passo a oferecer quatro mentorias repletas de novidades metodológicas e desafios, estimuladas pela afirmação: A Vida Ficará Mais Emocionante Se Você Se Arriscar A Grandes Desafios E Novas Aventuras.

E indo ainda mais além, aproveito este espaço, nesta data, para comunicar os leitores sobre essa novidade, ao tempo em que eu os convido para visitar o site www.designthinkingcoaching.com.

A proposta central para essas mentorias foi reunir um conjunto de programas inovadores sob o guarda-chuva do Design Thinking, do Coaching e da Mentoria, bem como da metodologia STEAM (acrônimo, em inglês, para Science, Technology, Engineering, Arts e Mathematics), promovendo pensamento crítico e processo criativo na solução de desafios, dores ou problemas. Nessas mentorias serão aplicados instrumentos, práticas e métodos amplamente validados para alinhar os participantes a processos colaborativos e em tomada de decisões. Além disso, pretende-se promover sinergia que possa ajudar o participante a alcançar o sucesso, na forma como idealiza o seu sucesso.

Cada programa de mentoria tem seu público específico e o desafio adequado a esse público. Porém, todos querem inspirar o seu crescimento, seja com foco em objetivos que você pretende alcançar ou em situações desafiadoras que ora enfrenta. Conquistar e crescer são sinais de vitalidade e, sem dúvida, fazem parte da natureza humana. Porém, para a vitória final é fundamental ter força criativa. Além disso, desenvolver conexão real com outras pessoas, de forma que cada um aprenda e cresça com o outro.

Design Thinking Coaching

Conheça a proposta do site, em geral, e de cada programa, em particular. Depois, reflita bem e conclua como seria interessante podermos concretizar juntos seus sonhos de conquista e sucesso? Que tal vencermos os desafios que você tem, atualmente, mesmo que seja em outros temas?

Gostou do artigo? Quer saber mais sobre Design Thinking Coaching? Então entre em contato comigo. Terei o maior prazer em responder.

Mario Divo
https://www.mariodivo.com.br

Confira também: Conhecimento é poder: O Futuro não envolve apenas Tecnologia!

Mario Divo Author
Mario Divo possui meio século de atividade profissional ininterrupta, hoje estando dedicado à gestão de negócios e de pessoas. É PhD pela Fundação Getulio Vargas (FGV) com foco em Gestão de Marcas Globais e MSc, também pela FGV, com foco em Dimensões do Sucesso em Coaching (contexto brasileiro). Formação como Master Coach, Mentor e Adviser pelo Instituto Holos. Formação em Coach Executivo e de Negócios pela SBCoaching. Consultor credenciado no diagnóstico meet® (Modular Entreprise Evaluation Tool). Credenciado pela Spectrum Assessments para avaliações de perfil em inteligência emocional e axiologia de competências. CEO da plataforma MENTALFUT® e da MDM Assessoria em Negócios, desde 2001. Mentor e colaborador da plataforma Cloud Coaching. Ex-Clube Correspondente da FIA – Federação Internacional do Automóvel, no Brasil. Foi titular do Planejamento de Comunicação Social da Presidência da República (1997-1998) e, anteriormente, comandou a Comunicação Institucional da Petrobras e a Área de Novos Negócios da Petrobras Internacional. Ex-Presidente da Associação Brasileira de Marketing & Negócios, ex-Diretor da Associação Brasileira de Anunciantes e ex-Conselheiro da Câmara Brasileira do Livro. Primeiro brasileiro no Global Hall of Fame da Aiesec International, entidade presente em 2400 instituições de ensino superior, voltada ao desenvolvimento de jovens lideranças em todo o mundo.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa