Anúncios

O melhor lugar para trabalhar!

O segredo para se ter um ambiente perfeito está na competência de construir relações de alta qualidade, caracterizadas por confiança, orgulho e excelente intercâmbio interpessoal.

Hoje eu vou comentar sobre uma pesquisa da organização Great Place to Work (www.greatplacetowork.com.br), instituição que pesquisa as melhores empresas para se trabalhar e, no Brasil, divulga a lista em parceria com a revista Época Negócios. Em resumo, uma das conclusões que a instituição mostrou é que o segredo para se ter um ambiente perfeito está na competência de construir relações de alta qualidade, caracterizadas por confiança, orgulho e excelente intercâmbio interpessoal. Pois então, o tema hoje fala bem de perto aos nossos leitores da área de Recursos Humanos, a quem gerencia equipes e, enfim, a todos os que trabalham em uma empresa.

Um trabalho que a Great Place to Work produziu, e vale a pena ser apresentado, está na avaliação do ambiente de pequenas e médias empresas em relação às expectativas dos funcionários. Por incrível que possa parecer, apenas 11% dos respondentes de uma pesquisa colocaram a prioridade nos salários e benefícios. Mais da metade (56%) colocaram a prioridade em desenvolvimento pessoal e 30% em qualidade de vida. Ou seja, nos dias atuais a estabilidade deixou de ter atenção máxima, pois de nada adianta ter a segurança de um posto de trabalho se ele não agregar valor ao seu maior patrimônio pessoal, que está na sua saúde mental e espiritual.

Dessa forma, para as empresas reterem o funcionário e contarem com a sua dedicação, o fundamento está em estruturar um caminho em que sejam oferecidas oportunidades de aprendizagem, formação, lazer, respeito e transparência das conquistas possíveis. Pelo lado do funcionário, e o Coaching está aí para contribuir, nunca se deve perder de vista quais as melhores formas de harmonizar os objetivos e as expectativas de carreira. E quando pensar em ter qualidade de vida (pessoal e no trabalho), identifique claramente com que critérios isso será avaliado por você. É a distância de casa ao trabalho? É o tempo livre? É a sua carga horária? É a forma de mostrar resultado? É a sua motivação pela atividade desempenhada? Sem critério tudo ficará sem sentido!

É claro que a empresa não pode deixar de pensar em uma forma de remunerar e distribuir benefícios aos seus colaboradores, ainda que a pesquisa mostre que esse não seja o ponto prioritário. Que não se entenda a expressão “benefício” apenas pela sua dimensão monetária, pois há outras formas de a empresa oferecer um conjunto de vantagens indiretas, as quais podem e devem ser avaliadas especificamente em cada caso. Porém, o maior erro que a empresa pode cometer é, de seu lado, também tomar decisões sem critérios. O pior dos mundos é esquecer da meritocracia, uma vez que o convívio no trabalho pressupõe uma troca justa entre quem oferece a sua competência e quem dela faz uso para alcançar resultados empresariais desejados.

Finalizando, fica a minha sugestão para que você acesse o link clicando aqui e assista os nove vídeos ali postados pela Great Place to Work. A série bem produzida mostra, com detalhes, as nove práticas que fazem com que a empresa seja considerada excelente local para trabalhar. Isso é bom tanto para quem é empresário como para quem é funcionário, pois um não conseguirá existir sem o outro. As nove práticas apresentadas são: inspirando, falando, escutando, agradecendo, desenvolvendo, cuidando, contratando, celebrando e compartilhando.

E atenção: após assistir os vídeos e fazer uma reflexão a respeito, converse com amigos e colegas. Veja como poderá contribuir para que o seu ambiente de trabalho seja o mais inspirador, motivador e feliz possível.

Mario Divo Author
Mario Divo tem incrível experiência profissional, tendo chegado a meio século de atividade ininterrupta, em 2019. É PhD e MSc pela Fundação Getulio Vargas, com foco em Gestão de Negócios, Marcas e Design, Marketing e Comunicação Corporativa. Tem formação como Master Coach, Mentor e Adviser pela Sociedade Brasileira de Coaching e pelo Instituto Holos. Consultor credenciado para aplicação do diagnóstico meet® (Modular Entreprise Evaluation Tool), Professor e Palestrante. CEO e Coordenador Executivo da plataforma Dimensões de Sucesso, acumulando com o comando da MDM Assessoria em Negócios. Foi Diretor Executivo do Automóvel Clube Brasileiro e Clube Correspondente da FIA – Federação Internacional do Automóvel, no Brasil. Foi titular do Planejamento de Comunicação Social da Presidência da República (1997-1998) e, anteriormente, comandou a Comunicação Institucional da Petrobras. Liderou a Comunicação Institucional e a Área de Novos Negócios da Petrobras Internacional. Foi Presidente da Associação Brasileira de Marketing & Negócios, Diretor da Associação Brasileira de Anunciantes e, também, Conselheiro da Câmara Brasileira do Livro. Primeiro brasileiro no Global Hall of Fame da Aiesec International, entidade presente em 2400 instituições de ensino superior em 126 países e territórios, voltada ao desenvolvimento das potencialidades das jovens lideranças em todo o mundo.
follow me
Anúncios
Neste artigo


Participe da Conversa