Anúncios

O Brasil, o trabalho e seus jovens estudantes

Os Países desenvolvidos estão focados em ensinar seus jovens, engenharia, ciência da computação, robótica, inteligência artificial, realidade aumentada, big data, enquanto que no Brasil...

Os Países desenvolvidos estão focados em ensinar seus jovens, engenharia, ciência da computação, robótica, inteligência artificial, realidade aumentada, big data e etc.; aqui no Brasil os jovens ainda estão focados em estudar cursos que preparam para concurso ou supostamente “mais fáceis” para conseguir emprego formal e rápido. O que em minha opinião é um equívoco pois não prepara para necessidades do mercado no presente e principalmente, não prepara para os novos postos de trabalhos do futuro.

Se for analisar as profissões do futuro, basta pensar em como os sistemas e robôs substituirão funções hoje executadas por profissionais. Funções repetitivas, manuais e intermediárias já estão e serão substituídas por automatização em todos os níveis.

Exatamente por isso, nos Estados Unidos e China os cursos mais concorridos são cursos de Exatas, como de Tecnologia, Engenharia e Negócios. Aqui no Brasil são cursos de humanas e Sociais, como Direito, Pedagogia e Serviço Social. Os cursos de Exatas no Brasil, são bastantes procurados, mas como tem menos vagas nas universidades públicas e reprovam mais, geram menos profissionais nessas áreas. Por conta disso, está estimado um déficit de 400 mil profissionais até 2020.

Só para ter uma ideia, no Brasil temos 10x mais estudantes de Direito que estudantes de Tecnologia. São mais de 1.300 cursos de Direito no Brasil contra 1.100 no resto do mundo. Ou seja atualmente deve ter mais de 1.3 milhões de estudantes de Direito. Devemos ser o País dos processos! Mas lembro que a Tecnologia já chegou nessa área também.

O Brasil precisa de desenvolvimento e de jovens que gerem valor econômico, jovens com a cabeça em P amp;D e Negócios e não somente em “empregos formais” ou empregos públicos. Por quê? Pelo Brasil e por eles também. Não tem vagas para todos hoje, muito pelo contrário! Imagine daqui pra frente!?

Me preocupo muito também com jovens especialistas em Redes Sociais com foco apenas em memes, mimimi e fofocas, enquanto o Brasil e o mundo precisa muito dessa desenvoltura deles, mas para outra finalidade: Para focar em adquirir inteligência, conhecimento, em pesquisa e pra gerar oportunidade de negócios. Quanta perda de energia e de tempo!!

Se fosse dar apenas um conselho a um jovem hoje, eu diria: Estude Tecnologia e Negócios! E João, por que você não aconselha aprender a língua Mandarim, por exemplo? Simples, porque acredito que não precisaremos aprender outras línguas para nos comunicarmos. A tradução básica e em tempo real, já está sendo feita por um Aplicativo conectado ao fone de ouvido.

Pense nisso!

João Kepler

João Kepler Author
João Kepler Braga é um Empreendedor Serial; Especialista em Comércio Eletrônico, Marketing Digital, Empreendedorismo e VENDAS; Escritor e autor dos Livros: “O vendedor na Era Digital” e “Vendas & Atendimento”; Investidor Anjo, conselheiro da Anjos do Brasil; Conselheiro da GCSM Global Council of Sales Marketing; Associado e Mentor na Seed Investimentos; Cotista e Mentor na Aceleradoras Start You Up e 85 Labs; CEO no Show de Ingressos que é a melhor Plataforma B2B de Event Ticketing Brasileira; Blogueiro e Colunista de diversos Portais no Brasil; Palestrante internacional; Premiado como um dos maiores Incentivadores do Ecossistema empreendedor no Brasil; Espalhador de Ideias Digitais e Melhores Práticas em Negócios.
follow me
Anúncios
Neste artigo


Participe da Conversa