fbpx

Namoro no trabalho: como lidar com o romance

Embora a proibição do namoro no trabalho não possa existir, quando a situação envolve um chefe e um subordinado, a questão é um pouco mais complicada.

Namoro no trabalho

Namoro no trabalho: como lidar com o romance

O assunto é polêmico. É comum que no ambiente de trabalho, os colegas percebam e desenvolvam afinidades, é da natureza humana estabelecer laços com pessoas mais próximas, é inevitável o contato. Em alguns casos, essas afinidades ultrapassam a amizade e se transformam em namoro.

Fique atento à política da empresa. Muitas companhias, costumam  ter normas internas rígidas para relacionamentos entre funcionários no ambiente corporativo. Demonstrações de carinho mais explícitas podem ser proibidas no ambiente de trabalho e se o casal for flagrado nessa situação, é passível de demissão por justa causa.

No entanto, juridicamente, há entendimentos da Justiça que o assunto foge às regras disciplinares das empresas, pois se trata de assunto íntimo e pessoal e proibir os relacionamentos amorosos pode caracterizar ato discriminatório.

Temos de um lado a legislação que não estabelece limites específicos aos códigos de ética das empresas, e do outro lado a certeza de que essas normas também não podem regular comportamentos que não dizem respeito à conduta do empregado enquanto permanece na sua jornada de trabalho. Por outro lado, o empregador pode evitar comportamentos que entenda como inadequados. Essas regras, contudo, não podem interferir naquilo que ocorre fora do ambiente de trabalho.

Embora a proibição do namoro no trabalho não possa existir, quando a situação envolve um chefe e um subordinado, a questão é um pouco mais complicada. O exercício da imparcialidade é diário.

O objetivo desse artigo não é navegar nas questões jurídicas do assunto, mas sim trazer ao nosso pensamento o quanto um namoro entre colegas de trabalho pode, ou não, atrapalhar a sua carreira e sua credibilidade.

Conexões rápidas e frágeis são criadas no mundo virtual, e no ambiente de trabalho não é diferente. Muitas pessoas estão somente em busca das satisfações que esperam obter dessas relações frágeis.

Mas é possível também, cuidar da sua carreira, encontrar felicidade naquilo que faz, ser bem remunerado por isso, e construir algo com significado com alguém que trabalha com você, e ser feliz ao lado dessa pessoa. Lembre-se que não existe diferença entre trabalho e romance na mente do casal, por mais se queira e tente, a vida pessoal acaba sendo exposta para todos da empresa.

Confirme alguns pontos que você deve observar desde o início de qualquer envolvimento:

1. Mantenha discrição

Questões pessoais podem se transformar em questões de trabalho, e isso pode gerar um desempenho de trabalho insatisfatório. Nunca deixe que questões pessoais sejam o foco da conversa dentro da empresa. Ainda que os amigos sejam apoiadores do relacionamento, lembre-se que o mundo corporativo é competitivo e sempre pode surgir comentários que possa lhe prejudicar.

2. Trate seu parceiro como colega de trabalho

Quando um dos parceiros é o chefe do outro, o cuidado deve ser redobrado. Não se acomode com o fato de manter um relacionamento com o chefe, não abuse dos horários ou deixe de cumprir tarefas nos prazos. Se você for o Gestor não se esqueça de cobrar o seu parceiro da mesma forma como cobra toda a equipe. Antes de ser namorado, dentro da empresa, o casal são colegas de trabalho, trate essa pessoa da mesma forma que trata toda a equipe. Evite contatos físicos.

3. Evite discussões

Muito tempo junto pode ser produtivo para novas ideias, mas o contrário também pode ocorrer, muito tempo junto pode ser o grande responsável pelo desgaste do seu relacionamento.  Os problemas pessoais devem ser esquecidos no trabalho, eles devem ser resolvidos fora do ambiente de trabalho.

4. Seja clara

Esconder não é o melhor caminho.  Hoje as mídias sociais denunciam qualquer situação, e deixar que a empresa saiba por intermédio delas é irresponsável, evite fofocas. Esconder nunca é o melhor caminho.

5. Seja ética

Oriente, reconheça, seja justo. Mérito é algo que ocorre na evolução de uma carreira, não conceda benefícios. Reconheça seus erros.

Ercília Canali
http://www.erciliacanali.com.br/

Confira também: A beleza da mulher e a autoestima

 

Ercilia Canali é especialista em desenvolvimento afetivo e profissional.Consultora de carreira para planejamento do Percurso Profissional diante da história de carreira e de vida, desenvolvimento de competências, transição de carreira e resiliência no ambiente de trabalho.Criadora do programa de atendimento Percurso Afetivo, metodologia de atendimento para mulheres, com foco na aprendizagem de lidar com sentimentos e superar acontecimentos como: infidelidade, traição, separação, dependência emocional, dificuldade de se relacionar, medo e solidão.Mentora de mulheres para resgate de Autoestima e Amor Próprio.Idealizadora e facilitadora do Círculo Afetivo, – encontro de mulheres com compromisso umas com as outras de apoio, respeito, escuta e conexão, com o objetivo de promover o desenvolvimento humano.Certificada Professional Coaching, Self Coaching e Coaching Generativo, pelo Centro Nacional de Coaching – Cenacoaching; Practitioner SOAR – Soar Advanced Certification Program Presential, – Analista Comportamental, em Flórida Christian University – FCU (USA); Practitioner PNL – Programação Neurolinguística, pelo Centro Nacional de Coaching – Cenacoaching; Pós-graduação em Gestão e Desenvolvimento de Consultoria Interna em Recursos Humanos pela Fundação Armando Álvares Penteado – FAAP; MBA em Gestão Estratégica de Pessoas pela FAAP. Graduada em Serviço Social pelas Faculdades Metropolitanas Unidas – FMU; Membro do Grupo de Estudo e Trabalho dos Profissionais de Recursos Humanos das Agências de Publicidade de São Paulo; mais de 30 anos dedicados a área de gestão de Recursos Humanos.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa