fbpx

Na destruição eu construo o meu destino!

Seus pensamentos às vezes lhe dominam de forma negativa e causam sofrimento? Pessoas tentam levantar o seu astral, mas parece não resolver? Então este é o momento certo para criar um novo capítulo em sua vida!

“Quando lhe resta apenas um sopro de vida, a fênix bate suas asas e agita suas plumas e deste movimento produz-se um fogo que transforma seu estado”.
(Autor desconhecido)

Olá cara leitora! Em alguns momentos seus pensamentos podem dominar você de forma negativa, causando sofrimento? Pessoas queridas podem tentar fazer afirmações para levantar o seu astral, mas parece que não resolve? A  sensação é que você está presa ao mapa que criou?

Já pensou que esse é o melhor momento para renascer e criar um novo capítulo em sua vida?

Vou compartilhar com vocês a minha grande ancoragem para renascimento: é a Fênix, o pássaro lendário da mitologia grega. Essa ave era capaz de suportar grandes pesos durante seu voo, suas lágrimas tinham poder curativo e antes de morrer seu corpo entrava em combustão e das cinzas ela renascia, o significado da simbologia da Fênix é a imortalidade, renascimento e força.

A vida é feita de ciclos e não aprendemos que para iniciar um novo, devemos dizer adeus ao outro. Vejo pessoas que insistem em reviver cada momento, estão tão apegadas e isso as deixa estacionadas perante a evolução da vida. Dizer adeus a um ciclo é permitir que outro nasça, com todo o conhecimento e sabedoria que você já possui. Agradeça o final do último ciclo, escreva o que aprendeu e como pode colocar esse aprendizado em ação e então inicie a construção do seu destino. Comece com a pergunta quem sou eu neste ciclo? Como eu me comporto para conquistar meus desejos? Quem são as pessoas que eu devo estar afiliada?

Depois de responder essas questões vamos despertar e aflorar a Fênix que existe dentro de você:

Cura: As lágrimas dessa ave tinham o poder de cura, alguns de nós crescemos acreditando que chorar demonstrava fraqueza, que era feio, que devíamos segurar nosso choro ou escondê-lo. Porém penso ao contrário, devemos permitir chorar e não só quando sentirmos dores. O choro é uma necessidade fisiológica em expressar as emoções e acalmar o nosso corpo e mente. O princípio da dualidade afirma que o sentimento de força só pode ser reconhecido quando já sentimos a fraqueza e que ambos precisam exister para manter o equilíbrio da vida. Nesse caso ao chorar você pode sentir-se frágil, mas permita-se avaliar quais são as intenções positivas do sentimento de fraqueza e o que deve fazer para fortalecer-se. Com essas respostas você alavanca sua força interna com os aprendizados que tem de suas dores. “Quanto mais eu me conheço, mais eu me curo e me pontencializo” (José Roberto Marques).

Superação: A Fênix podia suportar grandes pesos durantes seus vôos. Podemos imaginar que cada vez que carregava um animal diferente e mais pesado sua musculatura fortalecia-se para suportar cada vez mais, tornado-a uma ave flexível e resiliente. Você é responsável por criar e atrair as oportunidades na sua vida. Se as situações parecem difíceis será uma chance de superação, de ultrapassar o seu limite, de conhecer novas habilidades ou talvez até talentos que ainda não conhecia. A cada amanhecer você se transforma, saiba desfrutar dos infinitos potenciais internos.

Morte: A sabedoria desse pássaro, no meu ponto de vista, iniciava-se com a atitude de decidir a hora exata que deveria morrer para renascer. Temos uma visão sombria da morte, porém ela representa o final de um ciclo para outro. É compreendendo o propósito, o aprendizado e o tempo de existência de cada etapa, que vamos amadurencendo e evoluindo, precisamos ser gratos por cada ciclo e respeitar-se, pois o que você fez tinha todas as intenções positivas para aquele momento e a sua história estrutura quem você é hoje.

Renascimento: Na hora de renascer, externamente aparentava ser um filhote frágil e inseguro, mas internamente era o inverso, ela nascia muito mais forte do que era. No seu renascimento inicie com pensamentos positivos, repetindo suas crenças fortalecedoras, lembrando que cada fim de ciclo foi necessário para sua evolução. A sabedoria esta em saber o exato momento em encerrá-lo. “Sejamos como a primavera que renasce cada dia mais bela? Exatamente porque nunca são as mesmas flores” (Clarice Lispector).

Imortalidade: Cada ser humano deixa o seu legado no mundo. Tudo o que você faz sua família, amigos, pessoas próximas o observam e já pensou o quanto o seu comportamento pode interferir na vida deles?  O exemplo mais clássico  são os nossos filhos, a sua forma de viver provavelmente o influenciará. Ele o vê como referência, e se o seu legado for um exemplo para ele, seguirá de geração para geração tornando-o imortal.

Seja uma referência positiva para você, desperte a sua Fênix e por consequência será lembrado assim por todos, como diz Antonie de Saint-Exupéry  “Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós”.

Grande abraço,

Mayra Soares

Mayra Soares Author
Mayra Soares tem 11 anos de experiência profissional em Gestão e Desenvolvimento de Pessoas. É Mentora pela Erlich Consultoria, Trainer Comportamental pelo Instituto de Formação de Treinadores (IFT), Master Coach com especialização em Business and Executive Coaching e Professional and Self Coaching, Consultora Analista Comportamental e Avaliação 360º certificada pelo Instituto Brasileiro de Coaching (IBC), Behavioral Coaching Institute (BCI), International Coaching Council (ICC), European Coaching Association (ECA), Global Coaching Community (GCC), International Association of Coaching (IAC), Metaforum International e International Association of Coaching Institutes, Practitioner em PNL pela SCORE e Leader Coach pela Ellite Consultoria. Graduada em Gestão de Recursos Humanos, Pós-graduada Docência no Ensino Superior e Pós-Graduanda em Essencial Master Coaching. Coautora dos livros COACHING NAS EMPRESAS – Estratégias de Coaching para o ambiente corporativo e RH Trabalho e Aprendizado.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa