Anúncios

Líder centralizador causa estragos?

Ter uma equipe com talento, habilidade, motivação, comprometida com um objetivo comum e com resultado esperado somente é possível com o gerenciamento de um líder capaz de motivar, alinhar e treinar novos líderes.

Ter uma equipe com talento, habilidade, motivação, comprometida com um objetivo comum e com resultado esperado somente é possível com o gerenciamento de um líder, pois uma equipe sem líder terá grandes dificuldades principalmente na execução das tarefas.

Por outro lado, este líder deve ter a capacidade de motivar, alinhar, treinar novos líderes e entender cada integrante para que sejam capazes de confiarem e executarem o objetivo proposto.

Mesmo com a evolução e transformação dos novos profissionais, treinamentos e desenvolvimentos disponíveis, ainda temos inúmeros líderes centralizadores, trazendo a responsabilidade somente para si, seja pela falta de segurança, confiança em sua equipe, medo de perder seu espaço na organização ou simplesmente pelo seu “ego”, temendo, ainda, que algum liderado se destaque mais do que ele.

“Líder centralizador, não delega, não dá oportunidade para novos líderes, vive estressado, sobrecarregado e desmotiva toda a sua equipe”.

Infelizmente este comportamento em sua grande maioria é bem consciente, porém alguns mentores acreditam que seja inconsciente.

Se olharmos para as atitudes e comportamentos dos seres humanos atualmente, terá a certeza de que cada um só olha para o seu próprio umbigo, salvo algumas exceções. Infelizmente vivenciamos um mundo sem amor, compaixão e muito menos empatia, uma triste realidade.

PONTOS NEGATIVOS DO CENTRALIZADOR

  • O líder centralizador contamina negativamente toda a equipe, instigando competição, fofocas, perda de importantes talentos e desmotivação;
  • Não conhece e nem sabe como lidar e motivar os seus liderados, acredita que todos são substituíveis, menos ele;
  • Desconhece totalmente as habilidades e competências;
  • Vive sobrecarregado, é ineficaz na execução, não tem vida social pelo fato de estar constantemente apagando incêndios iniciados por ele próprio;
  • Sob sua liderança o turnover é alto, promovendo baixa produtividade e performance devido a constantes contratações e treinamentos;
  • Deixa de compartilhar objetivos e resultados de forma clara com a sua equipe, na maioria das vezes não compartilha nada sobre novas diretrizes informada por sua direção;
  • É inflexível e exageradamente autoritário;
  • Não ouve e muito menos se importa com a empatia, colaboração e cocriação da sua equipe;
  • Não segue exemplo de seus superiores e nem é exemplo a ser seguido, utiliza seu cargo para amedrontar a equipe e sua fala não condiz com as suas atitudes;
  • Não assume os seus erros e vive procurando um culpado, considerando-se perfeito e de conhecimento único e notável;
  • Exige que seja copiado em toda a comunicação interna e externa, quer participar e estar à frente de todos os processos e decisões. Acredita fielmente que é indispensável e que tudo só sairá perfeito com a sua condução.

O líder centralizador certamente causará estragos, podendo aniquilar uma organização inteira.

Você, gestor, tem consciência do comportamento dos seus líderes? Que tal prestar mais atenção nos feedbacks externos e principalmente internos? Certifique-se de que o seu colaborador não tem medo de falar a verdade, faça com que os seus colaboradores sintam segurança e se sintam ouvidos pela organização e por você.

Olhe para os líderes de cada departamento, identifique possíveis gaps nas equipes, principalmente um líder que nunca encontra um bom colaborador, que tem alta taxa de desligamentos ou sempre diz que é imprescindível o seu controle sobre a equipe. Possivelmente ele é um centralizador e irá intoxicar a sua organização.

Quando ouvir ou perceber que algum membro importante da equipe manifestou o desejo de sair da organização ou de uma liderança, busque o real motivo, escute-o e procure entender, muitas vezes conseguirá reter este talento.

O LÍDER IDEAL

  • Compromete-se com os assuntos estratégicos, tem consciência de que não pode fazer tudo sozinho sem delegar responsabilidades e preparar os seus liderados para que sejam multifuncionais, com nova solução para os problemas do departamento e organização;
  • Tem a certeza de que mesmo que algo saia do eixo sua responsabilidade é total, porém esta probabilidade é remota devido a equipe ser extremamente alinhada e bem preparada;
  • Valoriza o seu liderado, entende e conhece por completo o seu perfil, o seu sonho e desejo. Cria comprometimento com a entrega de resultados, não se preocupa com decisões rotineiras porque sabe que a sua equipe está preparada e é dedicada;
  • Ganha tempo para garantir que projetos estejam alinhados com o resultado esperado, apresentando e divulgando o feito para o seu gestor;
  • Delega funções e com isto ganha confiança e admiração dos seus liderados por se sentirem reconhecidos e agraciados com grandes responsabilidades;
  • Entende que cada profissional é único se organizando e executando de forma diferente da sua, pois não é o modelo ideal, é só a sua maneira de fazer as coisas;
  • Preocupa-se em acompanhar os passos dos projetos, estabelecendo a necessidade dos relatórios, cronogramas, prazos, metas para que a sua equipe não se sinta perdida;
  • Não omite informações, tem baixo stress, está sempre disponível para que sua equipe se sinta confiante para partilhar as suas sugestões, críticas e dúvidas;
  • Seu feedback é constante, apontando pontos positivos e negativos para o crescimento da sua equipe, proporcionando entendimento e busca para aperfeiçoamento;
  • A sua equipe, segue, admira, e evolui junto com seu líder;
  • Prepara novos líderes, garantindo um alto valor de talentos para a organização.

“Inspire a sua equipe, acredite, delegue, respeite e conheça profundamente. Mostre para o seu liderado que ele é importante e faz parte da organização, que ele não é só mais um colaborador. Desta forma ele estará eternamente engajado com você e com a organização. “

Inove o seu presente e surpreenda o seu futuro.

Adriane Yared

⚙️ AYCOACHING
Adriane Yared tem mais de 23 anos de experiência na área comercial, Mastercoach Vendas e Liderança, Palestrante, Design Thinker e Mentora Comercial. Graduada em Propaganda e Marketing, MBA Trends & Innovation, Pós MBA em Design Thinking e Master em Design Thinking. Coach certificada pela Sociedade Brasileira de Coaching, membro da Companhia do Coaching, Talk Coaching e Busca Coach. Com artigos publicados na Revista Coaching e Administradores.com. Co-autora no Manual do Relacionamento com o Cliente, capítulo: “Arrumando a Casa” – Rumo ao sucesso no relacionamento com seu cliente. Co-autora do livro “Fator.E o empreendedorismo como forma de transformar pessoas e empresas.” (projeto DUNA WRITERS). Seu principal propósito esta em Desenvolver o potencial dos profissionais de vendas, atendimento e liderança, todos centrados no 5º P “pessoas”, tudo integrado as diversas áreas estudadas somadas a expertise e experiências.
follow me
Anúncios
Neste artigo


Participe da Conversa