fbpx

Inteligência Coletiva, Mentoria e Saúde Mental

Quanto as organizações desperdiçam de sua maior e mais disponível inteligência? Qual o custo disso para a saúde das organizações? O quanto disso diz respeito a Saúde Mental? Como a mentoria pode impulsionar essa inteligência a favor das organizações e pessoas?

Inteligência Coletiva, Mentoria e Saúde Mental

Inteligência Coletiva, Mentoria e Saúde Mental

Quanto as organizações desperdiçam de sua maior e mais disponível inteligência? Qual o custo disso para a saúde das organizações? O quanto disso diz respeito a Saúde Mental? Como a mentoria pode, de fato, impulsionar essa inteligência a favor das organizações e pessoas?

Aqui me refiro a inteligência que está dentro da organização, disponível e normalmente não aproveitada em seu máximo, aquela que, de fato, está com as pessoas em suas experiências e vivências.

Você certamente já viu organizações se desestruturarem quando alguns profissionais deixam essas empresas, não é mesmo?

O que essas empresas e pessoas deixaram de realizar em prol do coletivo? Do ponto de vista organizacional criou-se dependência desses profissionais e ficou-se refém disso, por outro lado, esses profissionais e líderes se fecharam em seus mundos e esqueceram de compartilhar para expandir seus conhecimentos, talvez preso em suas limitações, vaidades e egos, e acreditem todos perderam com isso.

Existe algo comum a nós, seres humanos, que é a necessidade de nos sentirmos úteis. E essa utilidade vem da necessidade em sermos reconhecidos por algo que temos e somos capazes de realizar, o qual é potencializado quando o ambiente percebe, reconhece, e nos convida a colaborar e contribuir com o nosso melhor. E quando isso acontece entramos numa rota de evolução em que compartilhar gera vontade de aprender para cada vez mais contribuir, trata-se de um fluxo ascendente e sem fim, sobretudo, vital para as pessoas e organizações.

Pense agora, como então seria se a sua organização mapeasse os talentos, convidando-os e preparando-os para compartilhar esses conhecimentos e experiências.

Quanto isso traria de benefícios para as pessoas e organizações?

Compartilho, a seguir, os resultados que as empresas alcançam ao aderirem a inteligência coletiva como ponto de alavancagem, a saber:

  1. O mapeamento da inteligência coletiva traz consciência do potencial da organização.
  2. Há um ganho substancial para a carreira do líder quando se preparam e assumem a posição de mentor.
  3. Compartilhar conhecimentos e experiências traz o sentimento de utilidade e pertencimento, o que fortalece as relações impactando o clima organizacional.
  4. A aprendizagem é facilitada com aqueles quem vivencia o mesmo ambiente.
  5. A saúde mental é favorecida, pois o ambiente, permite o pedido de ajuda (vulnerabilidade), fortalecendo as relações naqueles valores que são alicerces, confiança e respeito.
  6. Alimentar o coletivo a partir das contribuições individuais.
  7. Fomenta dois valores fundamentais para evolução humana e organizacional, que são:
    • Desenvolver Potencial: a organização criar e dá condições para as pessoas se desenvolverem;
    • Maturidade Profissional: a liderança submete, acompanha e apoia o desenvolvimento das inteligências, especialmente a das emoções.

E por fim, lembra-se de algum líder que impactou forte e positivamente sua vida?

É muito provável que ele te inspirou por algumas das ações acima, não é mesmo? Então deixe seus comentários.

Confira essa dica de Filme, seja como contraponto, convergência ou divergência, sobretudo, é provocativo! Transcendente – A Revolução

Gostou do artigo? Quer saber mais sobre Inteligência Coletiva, Mentoria e Saúde Mental? Então entre em contato comigo. Terei o maior prazer em responder.

Beijo no coração e abraços!

Adilson Souza, PhD
CEO e Fundador da Estação Liderança
https://estacaolideranca.com.br

Confira também: Mentoria para Líderes e Seus Impactos nos KPIs

 

Adilson Souza é pai de duas crianças e um adulto, marido e filho. Também é PhD pela Florida Christian University e tem mais de 30 anos de experiência e desenvolvimento do fator humano nas organizações. Como coaching e mentoring já atendeu mais de 1.000 empresários e executivos. É professor nos cursos de pós=graduação da ESPM, FGV, Florida Christian University e Ibmec. Realizou palestras e treinamento para mais de 350 mil pessoas no Brasil e exterior. Autor do livro Liderança e Espiritualidade: Humanizando as relações profissionais. CEO da Estação Liderança
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa