Anúncios

Gestão de Conflito na Liderança

Saber gerenciar conflitos é uma competência fundamental para a liderança.

989
989

Saber gerenciar conflitos é uma competência fundamental para a liderança. Um conflito surge em qualquer situação onde as pessoas apresentam comportamentos, prioridades, ideias, valores, metas, interesses ou sentimentos incompatíveis. O termo conflito, muitas vezes, é visto como um confronto, no entanto alguns líderes já percebem o conflito como uma oportunidade de crescimento, onde a diversidade de opiniões e pontos de vista geram novas ideias e formas de solucionar um problema. Através dos conflitos as empresas evitam entrar em um processo de estagnação, permitindo a expressão e exploração de diferentes possibilidades.

O que torna o conflito algo negativo não é a divergência de pensamento, e sim, a reação que temos diante dele. Dessa forma, a administração de conflitos consiste na escolha e na implementação das estratégias mais adequadas para lidar com cada situação divergente.

Com a diversidade crescente que deparamos hoje nas organizações, torna-se quase impossível um líder querer evitar conflitos. A liderança deve aprender quais são as melhores formas de respondermos a esses conflitos, transformando essas diferenças em uma grande oportunidade de crescimento.

Segundo CCL (Center of Creative Leadership) existem sete formas de respondermos a um conflito, sendo que quatro delas são consideradas Respostas Construtivas Ativas e três Respostas Construtivas Passivas. As Respostas Construtivas Ativas podem ser usadas quando se deseja envolver a outra pessoa diretamente na resolução do conflito. Essas respostas ajudam a entender o ponto de vista do outro e a gerar soluções de forma conjunta. As Respostas Construtivas Passivas são utilizadas principalmente quando estamos nos preparando para resolver um conflito. Elas auxiliam a pensar sobre as questões que estão gerando o conflito, tornando-nos mais receptivos, calmos e abertos às novas ideias.

RESPOSTAS CONSTRUTIVAS ATIVAS

  1. Alterando a perspectiva: coloque-se no lugar da outra pessoa, tentando entender o ponto de vista e a motivação do outro;
  2. Criando soluções: identifique pontos de concordância buscando o ganho para ambos os lados;
  3. Expressando as emoções: explique para a outra pessoa como se sente e os motivos, sem culpá-la;
  4. Alcance: admita a sua responsabilidade dentro do processo.

RESPOSTAS CONSTRUTIVAS PASSIVAS

  1. Reflexão: pare para observar e refletir sobre a sua reação;
  2. Atraso na resposta: evite dar respostas quando estiver emocionalmente abalado;
  3. Adaptação: ajuste a sua abordagem à situação.

Constantemente os líderes vão se relacionar com pessoas que apresentam perfis, históricos, valores e metas diferentes. Inevitavelmente teremos momentos de divergência em pensamentos, ideias e objetivos, deparando-nos com situações de conflito. Utilizando as técnicas apresentadas no texto você poderá mudar a forma como reage a um conflito, gerando uma resposta mais construtiva, conseguindo dessa forma, aprimorar a sua comunicação, os seus relacionamentos e consequentemente a capacidade de influenciar positivamente o ambiente à sua volta.

Veronica Ahrens tem mais de 10 anos de experiência em gestão de pessoas. Fundadora da Master Leader, atua hoje como coach, trainer e palestrante. Professora de MBA da FIAP no tema Liderança e Gestão de Pessoas e Professora de Pós-Graduação em Neurociência da Santa Casa no tema Programação Neurolinguística.É Mestranda pela FEA/USP em Administração com ênfase em Gestão de Pessoas. Master Trainer pela ASTD – American Society of Training e Development e Master Trainer pela Langevin Learning Services, onde foi certificada em Instructional Designer/Developer, Technical Trainer e Instructor/Facilitator. Tem Certificado Internacional de Coaching pelo Integrated Coaching Institute e pela Lambent (International Coaching Community). Master Trainer em Programação Neurolinguística pela NLP University – California. Certificada pela Universidade de Harvard em Gestão Estratégica de Negócios e pela Universidade de Toronto nas áreas de Gestão de Recursos Humanos e Treinamento e Desenvolvimento. Pós-graduada em Administração com ênfase em Gestão de Pessoas pela FGV (CEAG). Autora do livro “Equipes não nascem excelentes, tornam-se excelentes”.
follow me
Anúncios
Neste artigo


Participe da Conversa