fbpx

Gerencie sua raiva!

Calma, respira e conta até dez… Você deve ter recordado um momento que a raiva dominou você. A raiva se estabelece no corpo e é preciso aprender a gerencia-la. Conheça dicas de como gerenciar sua raiva!

Calma, respira e conta até dez…

Acredito que você recordou um momento que a raiva dominou.

A técnica acima de respirar é válida, pois enquanto a raiva se estabelece no corpo, os músculos se contraem preparando-o para um ataque, dificultando o acesso do ar na musculatura para relaxar. E contar até dez é para desviar a atenção da situação e focar na respiração.

Essa técnica pode ser uma solução para o momento, no entanto não tem efeito a longo prazo quando nos referimos ter controle sobre nós mesmos.

É importante destacar que a raiva é julgada como um sentimento ruim e que não deve ser exposto. Compreender que ela tem um poder para dominar e desencadear atitudes impulsivas e agressivas é estimulado o gerenciamento da mesma para não acarretar em arrependimentos.

Começamos a desenvolver o gerenciamento quando temos consciência e o desejo de agir diferente do modelo mental estabelecido para nossa defesa de não sentir-se ameaçado, desafiado, menosprezado, usado, humilhado, agredido verbal e fisicamente e quando não temos reconhecimento.

Os pontos abaixo são dicas de como gerenciar a raiva:

1 – Interpretação da Situação:

Cada pessoa tem uma percepção da realidade e classifica uma dimensão para o problema apresentado, porém nem sempre a intenção é de ofender, causar algum dano ou contrariar.

Pense por quais motivos essa situação desperta raiva?

2 – Questões internas:

Desenvolver o autoconhecimento é uma ótima oportunidade para criar um mecanismo de defesa saudável, evitando que a raiva seja reprimida para não ser surpreendido com atitudes que podem ser violentas.

“Ninguém pode fazer com que te sintas inferior sem o teu consentimento”. (Eleanor Roosevelt)

3 – Escolha da Ação:

Após uma situação que a raiva dominou conseguimos refletir em algumas opções de como poderíamos ter agido, consciente disso podemos planejar atitudes onde a decisão será mais coerente.

Invista seu tempo controlando esse sentimento que pode causar danos para sua vida.

Grande Abraço!

Mayra Soares Author
Mayra Soares tem 11 anos de experiência profissional em Gestão e Desenvolvimento de Pessoas. É Mentora pela Erlich Consultoria, Trainer Comportamental pelo Instituto de Formação de Treinadores (IFT), Master Coach com especialização em Business and Executive Coaching e Professional and Self Coaching, Consultora Analista Comportamental e Avaliação 360º certificada pelo Instituto Brasileiro de Coaching (IBC), Behavioral Coaching Institute (BCI), International Coaching Council (ICC), European Coaching Association (ECA), Global Coaching Community (GCC), International Association of Coaching (IAC), Metaforum International e International Association of Coaching Institutes, Practitioner em PNL pela SCORE e Leader Coach pela Ellite Consultoria. Graduada em Gestão de Recursos Humanos, Pós-graduada Docência no Ensino Superior e Pós-Graduanda em Essencial Master Coaching. Coautora dos livros COACHING NAS EMPRESAS – Estratégias de Coaching para o ambiente corporativo e RH Trabalho e Aprendizado.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa