fbpx

Excelência no Atendimento em Sinergia com a Inclusão

O que inclusão de pessoas com deficiência tem a ver com atendimento ao cliente? Excelência no atendimento é acolher seus clientes sem distinção e tornar a sua experiência memorável!

Você deve estar se perguntando, mas, o que inclusão de pessoas com deficiência tem a ver com atendimento ao cliente? Eu lhe afirmo que tem tudo a ver, pois, excelência no atendimento é acolher seus clientes sem distinção e tornar a sua experiência memorável, de forma a propiciar seu retorno e fidelização. Veremos neste artigo que pessoas com deficiência são cada vez mais clientes em potencial.

Para atender este público é preciso atentar a questões importantes como a acessibilidade do local e colaboradores treinados para atender suas particularidades.  Um ambiente acessível com rampas ou elevadores que propiciem a circulação de pessoas com deficiência física em todo estabelecimento, balcões rebaixados, pelo menos em uma parte, para cadeirantes e pessoas com nanismo, gôndolas com espaçamento que permita a circulação de cadeiras de rodas, colaboradores com conhecimento em Libras – Língua brasileira de sinais para se comunicarem com surdos, treinados para conduzir cegos e se comunicar com pessoas com deficiência intelectual, sites com acessibilidade digital, estacionamento, quando houver, com garantia de EXCLUSIVIDADE para pessoas com deficiência são alguns pontos que o empreendedor deve atentar para atender este público.

Alguns podem dizer que não vale a pena o investimento, pois, a demanda é baixa. Como ouvi outro dia ao orientar uma pessoa da necessidade de colocar uma rampa em seu estabelecimento e obtive como resposta que não era necessário, pois, não tinha clientes cadeirantes. Ora o pensamento deve ser inverso, pois, provavelmente não tem clientes cadeirantes por não ter rampa ou a acessibilidade necessária.

Se mesmo assim não lhe convenci vamos aos números:

Segundo o CENSO de 2010 o Brasil tem 190.755.799 de habitantes, destes 23,5%, ou seja, 45.606.048 milhões tem alguma deficiência. Deste número, 58,29% (26.583.765) são pessoas com deficiência visual, 21,62% (9.860.028) são pessoas com deficiência motora, 15,83% (7.219.437) são pessoas com deficiência auditiva e 4,26% (1.942.818) são pessoas com deficiência intelectual.

Outro dado relevante é que no Brasil, por mês, 10.000 pessoas adquirem alguma deficiência, os principais motivos são acidentes de carro e violência urbana, e ainda tem o grupo de idosos e lesões temporárias que também usufruem da acessibilidade do ambiente.

Lembre-se que para atingir a excelência é imprescindível estar preparado para atender qualquer potencial cliente. As pessoas com deficiência estão cada vez mais participativas na sociedade e merecem ser atendidas, primeiramente por uma questão de dignidade do ser humano, mas, se seu pensamento é somente voltado para resultados os números demonstram que este é um mercado em plena expansão.

Pós-graduando em Direitos Humanos, Responsabilidade Social e Cidadania Global pela PUC RS, Pós-Graduado em Tecnologia Assistiva pela Fundação Santo André/ITS Brasil/Fundação Don Carlo Gnocchi (Itália/Milão). Pós-graduado em Psicologia Organizacional pela UMESP e Graduado em Psicologia pela UNIMARCO. Extensão em Gestão de Diversidade pela PUC (Trabalho final: “O impacto do imaginário dos líderes no processo de diversidade e inclusão nas organizações”), Credenciado em Holomentoring, Coaching e Advice pelo Instituto Holos. Formação em Coaching Profissional pela Crescimentum. Formação em Facilitação Digital pela Crescimentum, Formação em RH e Mindset Ágil pela Crescimentum. Formado como analista DISC. Vivência de 30 anos na área de RH, em subsistemas como Recrutamento & Seleção, Treinamento, Qualidade, Avaliação de Desempenho e Segurança do Trabalho. Desempenhou papéis fundamentais em empresas como Di Cicco., Laboratório Delboni Auriemo, Wal Mart, Compugraf, Mestra Segurança do Trabalho. Atualmente é Diretor da TRAINING PEOPLE responsável pela estratégia e coordenação de equipe multidisciplinar especializada em temas como Diversidade, Liderança e Gestão, Vendas, Educação Financeira, Comunicação, Turismo e Segurança do Trabalho. É Vice-presidente de Diversidade e Inclusão e Líder do Comitê de Diversidade e Inclusão da ABPRH – Associação Brasileira de Profissionais de Recursos Humanos, Presidente e Fundador do Instituto Bússola Jovem, projeto social com foco em jovens de baixa renda que tem por missão transformar vidas através da Educação, Trabalho e Carreira. Colunista das Revista Cloud Coaching. Coautor do livro: Segredos do sucesso: da teoria ao topo – histórias de executivos da alta gestão pela Editora Leader e do livro Gestão Humanizada de Pessoas pela Editora Leader. Coordenador e coautor do livro Diversidade em suas múltiplas dimensões pela Editora Literare Books.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa