fbpx

Evidências que garantem a ética no Coaching

O Coaching está sendo muito discutido e debatido. A principal razão é a ética dos Coaches. E nós, coaches, necessitamos urgentemente olhar para nossas verdades e a forma como fazemos nossas entregas.

646
646

O Coaching está, por esses tempos, muito discutido e debatido.

A meu ver, a principal razão é a ética dos Coaches.

Nós, coaches, e eu me incluo, necessitamos urgentemente olhar para nossas verdades e a forma como fazemos nossas entregas.

Um enorme risco para nós coaches é nos assentarmos no argumento de que “já não necessito ficar me preparando, sou experiente e seguramente confio no meu discernimento”.

Certa vez fui fazer umas sessões de Coaching com uma colega e logo de início ela me falou: “Olha, eu sou eclética, trabalho na intuição, se acho, no momento, que vale uma técnica eu logo aplico-a”. Achei tudo aquilo muito estranho. Como aplicar uma técnica em mim, se não foi validada comigo no início da sessão, no acordo de Coaching?

Pouco tempo atrás, eu estava em uma reunião na qual um Coach foi incumbido de trabalhar o alinhamento de expectativas no grande grupo. Esta etapa da reunião estava programada para durar uma hora. Ao iniciar sua entrega passou a incentivar os participantes a expressarem livremente suas emoções, sentimentos e pensamentos. Cerca de 40 minutos depois havia se instalado um clima muito estranho no ambiente e várias pessoas atuavam para atacar ou imputar culpas em outros participantes. Com o climão que se formou se levou mais uma outra hora para se finalizar a atividade e com rompimentos. O profissional que estava à frente da atividade, olhou para cada uma das pessoas e expressou: É o que vocês tinham para hoje! A nós todos cabe aceitar. No entanto, em sua análise, não levou em consideração que a forma como suscitou o manejo das emoções dentro do grupo foi muito equivocada.

Disso se depreende que Coaches necessitam, não só estarem habilitados para as entregas a que se propõem, mas também planejarem cuidadosamente quais serão suas opções de ações em uma sessão com cliente individual ou um grupo.

Uma das maneiras mais atuais e consistente de se assegurar uma prática validada e garantida, é o Coach atuar com base na proposta do Coaching Baseado em Evidência.

Essa metodologia nos leva a investigar quais as técnicas e métodos já foram efetivamente validados para aquele tipo de tema / assunto / problema que estamos sendo convidados a lidar nas sessões e, a partir dessas opções que se nos apresenta, iremos escolher criteriosamente uma ou mais técnicas que já foram relatadas como evidência de bons resultados para aquele tipo de contexto. E por incrível que pareça, não importa a natureza do tema / problema que se está lidando na sessão. Pode ser algo técnico, prático, emocional ou simbólico, haverá sempre um conjunto de pesquisas que deram conta de que uma ou outra técnica é melhor que o “feeling” do Coach.

Essa conduta permite ao profissional do Coaching evitar seus vieses emocionais, suas tendências egóicas e agir de modo sistematizado e técnico. Garantindo padrões éticos e enriquecendo a percepção do valor do Coaching na sociedade.

Um Coach se garantir na própria autopresunção de que é capaz de trabalhar qualquer assunto dentro do Coaching, pode resultar em sessões complicadas, favorecendo mais ainda a ideia corrente de que o Coaching não é estruturado e técnico. Assumir uma proposta de Coaching Baseado em Evidência eleva a qualidade da preparação, do desenvolvimento e dos resultados obtidos em uma sessão.

E esse é o tipo de Coaching que todos nós esperamos encontrar no mercado.

George Barbosa é Pedagogo, Mestre e Doutor em Psicologia, Pós-Doutor em “O Coaching psicológico”. Presidente da Sociedade Brasileira de Resiliência (SOBRARE). Facilitador do Núcleo de Estudos em Resiliência da Assoc. Bras. de Recursos Humanos (ABRH-SP). Associado da Federação Brasileira de Terapias Cognitivas (FBTC) e Associação Brasileira de Psicoterapia (ABRAP), International Association Cognitive Psychotherapy (IACP), Society for Psychotherapy Research (SPR). Autor de livros sobre a Resiliência no Brasil. Coach certificado nas modalidades de Coaching Cognitivo de vida, Neurocoaching, Coaching Ontológico. Mentor e organizador da metodologia do “Coaching em Resiliência” (CR). Associado PCC, MENTOR-COACH e Ex-Presidente da International Coach Federation (ICF) – Capítulo Brasil.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa



Loading cart ...