fbpx

Eduardo Torgal Vs Jorge Jesus e o Coaching

Como os resultados de Jorge Jesus podem nos dar resultados na vida como Coach? Que estratégias que ele usa e que podem ser importantes para nos modelarmos?

⏲ Tempo estimado de leitura: 4 minutos
Jorge Jesus

Como é que os resultados de Jorge Jesus podem nos dar resultados na nossa vida como Coaches Profissionais?

O que é que o JJ faz que pode ser importante para a nossa carreira? Uma coisa é certa. Há pessoas que podem gostar, há pessoas que podem adorar, há pessoas que podem detestar. Mas o fato é que tem resultados. Por onde passa, na maior parte das vezes, tem resultados. E por isso é interessante perceber o que é que faz, que nos pode interessar como Coach profissional.

Que estratégias é que Jorge Jesus usa que podem ser importantes para nos modelarmos?

Claramente é uma pessoa que não se comunica de uma forma fantástica, não tem uma linguagem muito evoluída, não é uma pessoa que tem uma comunicação muito eficaz perante o exterior, mas há uma coisa que faz muito bem: motiva as suas equipes. Cria uma visão para os jogadores e consegue que eles vivam essa visão, que se entreguem a essa missão. Porque ter uma coisa que nos preencha e nos dê energia no início de cada dia para viver do coaching é essencial. Mas mais do que isso, como é que eu posso transformar isso com uma carreira como Coach?

Uma das coisas mais importantes que eu tenho verificado na forma como Jorge Jesus trabalha e como se envolve com as suas equipes, é uma coisa muito simples, mas que faz toda a diferença. Tem um método de trabalho. Significa isto que, quando vai para uma equipe, tem um sistema, uma forma de trabalhar, que consegue pôr as pessoas a fazer aquilo que deseja.

Mas não basta implementar uma estratégia. E aqui está o segredo. A capacidade de medir o nosso resultado, de conseguir ir ajustando o nosso resultado em função de uma estratégia que está implementada.

Em que é que isto tem a ver com o coaching? É essencial você compreender que dentro da carreira como Coach, há duas áreas que você tem que ter estratégias concretas.

Primeira:

Estratégia para garantir clientes. Uma forma de angariar os meus clientes e que eu possa medir se essa forma está sendo eficaz ou não. Se posso mexer, reinventar, baseado nas métricas que eu posso receber. Se dependo da sorte, de altos e baixos, não é estratégia. Não tem nada de errado, mas se não existir uma estratégia desenhada desde início para garantir clientes de uma forma sustentada, isso vai complicar a sustentabilidade do negócio.

É essencial a capacidade de medir resultados. Se eu tenho um investimento por cada cliente, e se em certos momentos está mais caro, tenho que reinventar a forma de chegar até ele. Temos de ter estratégias e metodologias que possamos medir e ir ajustando consoante o resultado que estamos obtendo.

Segunda:

É fundamental ter metodologia para aplicar com o seu cliente. Por quê? Porque você precisa sentir segurança para aplicar o processo de coaching. O cliente precisa sentir essa segurança para avançar. E acima de tudo, uma vez mais, porque você precisa medir a evolução.

Você não pode chegar ao final de um processo e pensar: será que funcionou? Será que teve resultados? Será que o cliente tem a clarividência sobre o resultado que obteve, ou não? E esse risco não pode acontecer na nossa carreira.

Nós vivemos efetivamente daquilo que é o resultado para o cliente. E nesse sentido é fundamental também ter um método que se possa ir acompanhando enquanto o jogo está ocorrendo.

Não interessa nada chegar ao final do campeonato e avaliar os resultados que se teve. Também é importante, mas é uma retrospectiva. O que é essencial é conseguir ter ao longo do jogo, ao longo do campeonato, ao longo de todos os movimentos – no nosso caso no jogo do coaching profissional – e conseguir ir avaliando, ter sempre a capacidade de avaliar quanto custa o meu cliente, qual o resultado que está obtendo, qual o grau de satisfação no final do processo.

Sem medir resultados, na angariação e na implementação, nós não conseguimos ajustar. Sem ajustar, você vai ficar perdido. Mais cedo ou mais tarde, você se perde na sua carreira como Coach.

É essencial você criar as metodologias necessárias para avaliar, porque avaliando, nós conseguimos sempre ir ajustando. Esse é o segredo de Jorge Jesus, tem um modelo e consegue ao longo do jogo, ao longo dos resultados, ir ajustando esse modelo.

Implemente modelos que você possa testar, que possa medir, que possa ajustar. É determinante ter estratégia.

Quer saber como?

A próxima turma para a Certificação Eneacoaching está prestes a iniciar, por isso, se sente que é o momento de começar a transformar a sua e a vida dos outros, eu convido o a realizar a sua inscrição aqui.

Eduardo Torgal
http://www.eneacoaching.com/

Confira também: Qual o seu código de transformação?

 

⚙️ Eneacoaching
Eduardo Reis Torgal atua como Business Coach desde 2004 em programas de transformação com Eneagrama para executivos e liderança empresarial de alta performance em grandes multinacionais. É palestrante em Portugal e em outros países da Europa. É mentor e fundador do Instituto Eneacoaching em Portugal e no Brasil onde treina outros profissionais na metodologia Eneacoaching com 9 Passos. Especialista em Psicologia Social e Influência com Neurolinguística; é professor convidado para áreas de Coaching, Liderança e Mudança Organizacional em várias pós-graduações em ensinos Portugueses assim como na Academia Força Aérea Portuguesa. Professor supervisor pela escola tradição narrativa – Helen Palmer e David Daniels para Portugal e Brasil. É autor de 3 livros: “Descubra a sua personalidade com o Eneagrama” (2013, Topbooks), “40 dias e um segundo para mudar a sua Vida” (2014, Topbooks) e “A arte da guerra na transformação pessoal” (2014, Topbooks).
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa