É possível ser mais feliz pela prática de Atenção Plena?

Entenda como a prática de Mindfulness (Atenção Plena) pode nos levar a um estado de mais felicidade.

851
851

A proposta é entendermos como a prática de Mindfulness (Atenção Plena) pode nos levar a um estado de mais felicidade.

Para ilustrar, citarei aqui uma das habilidades que desenvolvemos ao praticar Mindfulness, e está ligada ao que chamamos de: Paradoxo de Mindfulness.

Ao longo da vida, naturalmente nos deparamos com desafios, problemas e dificuldades, e temos a tendência de querer nos livrarmos o quanto antes dos desconfortos que surgem junto a este “pacote indesejável”.

O paradoxo de Mindfulness é: ao entender e aceitar que o desconfortável/desagradável/indesejável também é parte da vida, e que alternar momentos de felicidade e infelicidade é algo natural, experimentamos um estado psicológico de bem-estar e felicidade.

É desenvolver a habilidade da equanimidade, e olhar para as diversas situações da vida com abertura, curiosidade/aceitação, e sem julgamentos.

Segundo algumas tradições orientais, apego e aversão são os principais fatores que nos levam à infelicidade.

Quer um exemplo?

Sabe quando você está vivenciando um momento muito agradável e que te traz muita alegria, como uma viagem para algum lugar especial? E então, surge na mente, pensamentos do tipo: “gostaria que isso durasse pra sempre” … “não quero mais ir embora” … “por que o que é bom dura tão pouco?”.

Isso se chama apego. Nos apegamos às coisas, pessoas, situações, com uma postura de não finitude. Como se isso fosse possível. E ainda por cima, ao fazermos isso, nos desconectamos do presente, que afinal de contas é o que estamos querendo que não acabe.

E sabe quando você está em uma reunião longa e com pessoas de pouca afinidade e surge na mente pensamentos do tipo: “que horas isso vai acabar?” … quero ir embora para casa” … “o que posso fazer para sair daqui logo?”.

Isso é aversão. Somos aversivos a tudo que nos causa dor e desconforto. Desejamos viver apenas o que nos traz alegria.

Assim, desenvolver o estado de consciência Mindfulness nos permite viver e desfrutar de tudo que se apresenta momento a momento, sejam “coisas boas ou ruins”, com um olhar de observador, compreendendo que tudo é impermanente, de forma equânime.

É a felicidade que vem de dentro para fora, que não depende das circunstâncias para se manifestar. É algo parecido com o que chamamos de “paz de espírito”.

E para desenvolver essa habilidade, como qualquer outra, só precisamos aprender técnicas, recursos e treinar.

Que tal? Vamos praticar?

Pare por um minuto, feche seus olhos e preste atenção no ar entrando e saindo de suas narinas. Ao fazer isso, se perceber que a mente divagou, se volte à sua respiração de forma gentil e repita para si mesmo: apenas esta respiração, faça isto quantas vezes forem necessárias, e continue a prestar atenção na sua respiração.

Sílvia Cavalaro tem 7 anos de experiência como profissional de Comunicação e Marketing, e 9 anos de experiência na área de Desenvolvimento Humano. Coach especializada em Direcionamento e Desenvolvimento de Carreira, Consultora em parceria com Sher Consultoria e Treinamento, Analista Comportamental pela Universidade Quantum Assessment, Instrutora de Mindfulness pela UNIFESP atuando em parceria com Centro Paulista de Mindfulness. Formação acadêmica em Comunicação Social pela Universidade Paulista e especialização em Marketing de Serviços pela Fundação Armando Álvares Penteado. Criadora do Programa Carreira e Vida com foco em direcionamento de carreira. O programa é fundamentado em três pilares principais: Qualidade de Vida, Carreira com sentido/propósito e Clareza para escolhas conscientes e sustentáveis.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa



Loading cart ...