Anúncios

Dualidade

Como líderes, muitas vezes, nos pedem para escolher lados, mas soluções e problemas raramente se limitam a um lado. Eles são complexos e humanos.

Você já percebeu como temos o costume de usar a dualidade?

Nas últimas eleições isto ficou bastante claro: Ou você era a favor ou era contra!

Esta relação de amor e ódio, gostar ou não gostar, o bem e o mal, claro e escuro e tantas outras que exprimem a dualidade, faz com que tenhamos este comportamento em quase todas as nossas decisões: ou isto ou aquilo.

Dualidade refere-se a ter duas partes, geralmente com significados opostos, e uma situação em que duas ideias ou sentimentos conflitantes existem ao mesmo tempo. É o estado de combinar duas coisas diferentes. É também uma maneira fantástica de melhorar seu jogo de liderança.

Como líderes, muitas vezes, nos pedem para escolher lados, mas soluções e problemas raramente se limitam a um lado. Eles são complexos e humanos.

Com a dualidade, trata-se de encontrar valor nos dois componentes e empregar o equilíbrio certo de cada um para se adequar à situação. Sua fluidez inerente naturalmente se presta a uma abordagem não isolada, inclusiva e holística.

Dito de outra maneira, a dualidade na liderança não se trata de escolher isso OU aquilo; trata-se de INTEGRAR isso e aquilo. Os líderes mais bem-sucedidos usam a dualidade para encontrar um equilíbrio.

Mas aceitar e empregar entusiasticamente a dualidade pode não ser natural para a maioria. Aqui vão duas dicas de desenvolver a dualidade na liderança:

1. Reconheça que a dualidade está em toda parte

A dualidade não se limita a facções em guerra ou partidos políticos. Os negócios cotidianos estão cheios de dualidades: conhecimento técnico e habilidades pessoais, métodos tradicionais e processos inovadores, funcionários experientes e novas contratações. Quando você reconhece que a dualidade é inerente a quase tudo, você pode ver mais facilmente o valor em cada componente.

2. Adote um mindset de crescimento

Os líderes que têm uma mentalidade fechada ou fixa terão dificuldade em abraçar a natureza fluida da dualidade. Para eles, as opiniões são imutáveis ​​e as crenças são inabaláveis. Por outro lado, esses líderes adotam um mindset de crescimento e se abrem para novas possibilidades além do status quo, desafiando-se a procurar todos os lados de um problema.

Antes de tomar partido por A ou B, talvez seja o momento de verificar o que tem de positivo em A e B, das duas situações, chegar a uma terceira via que certamente será melhor que cada uma individualmente.

Cleyson Dellcorso tem formação em engenharia e filosofia e suas atividades estão relacionadas ao Coaching Profissional e Pessoal, além de atuar com Coaching de Casais. Seus atendimentos têm embasamento em uma metodologia própria com fundamentação filosófico / dialógico. Possui MBA pela UCLA (EUA), com foco em gestão de pessoas, é especialista em liderança pelo Haggai Advanced Leadership Institute (Singapura) e instrutor do mesmo instituto. É professor de liderança e motivação no curso de pós-graduação em gestão de projetos (PMI) do Instituto Brasileiro de Tecnologia Avançada do grupo IBMEC. Atua como Coach desde 2003 e foi um dos primeiros a se especializar no atendimento a Gerentes de Projetos. É diretor do INSTITUTO DE COACHING MAIÊUTICA desde 1999 e tem como área de interesse o estudo das Inteligências – Emocional e Espiritual. Cleyson Dellcorso é casado, tem três filhos e um neto e tem como hobbies – radioamadorismo, velejar e mergulhar.
follow me
Anúncios
Neste artigo


Participe da Conversa