Desafiando o status quo!

Se o profissional (seja ele o Coach ou o cliente) não mudar a si mesmo ou o seu negócio, a vida vai continuar evoluindo em sua dinâmica e, em breve, trará novidades desafiadoras, como ocorre todos os dias.

Uma das frases mais mencionadas pelos consultores e Coaches a serviço de lideranças e gerentes organizacionais é algo nesta linha: “quando isto ou aquilo acontecer, minha equipe estará perfeita”. Joga-se com a hipótese futura do estado ideal para se garantir resultados. Isso demonstra certa imaturidade ou distância da realidade pois, na vida pessoal ou profissional, nada permanecerá imutável. Quando essa equipe for criada (se for criada), na forma como o líder ou gerente define, já haverá algo de novo acontecendo: uma doença, uma oportunidade, uma gravidez, um acidente ou demandas diferentes do mercado.

Se o profissional (seja ele o Coach ou o cliente) não mudar a si mesmo ou o seu negócio, a vida vai continuar evoluindo em sua dinâmica e, em breve, trará novidades desafiadoras, como ocorre todos os dias. O funcionário que já foi excelente, mas não desenvolveu novas habilidades, descobrirá que perdeu em competitividade e estará decadente. E se o negócio não encontrar formas inovadoras para criar e/ou entregar os seus produtos e serviços, logo perceberá a queda de faturamento.

A mudança lá fora (no mercado) e aqui dentro (na empresa) vai ocorrer, quer se aceite isso ou não. Eu aqui vou contar um exemplo pessoal e que ainda está em curso. Recentemente, o Google ajustou seu algoritmo de busca para favorecer os sítios adaptados a tecnologias mais modernas, por meio da análise de compatibilidade com aparelhos móveis (celular e tablets), o que exigiu mudanças técnicas e estruturais do meu sítio. Se o sítio de uma empresa não for ajustado aos novos tempos, a avaliação do algoritmo muda e a empresa perde posicionamento na pesquisa do Google, caindo na lista de exibição. Muitos estavam cientes dessa mudança e foram pró-ativos (como no meu caso, em que o novo sítio será lançado ainda neste mês), enquanto outros descobriram isso tarde demais e começam a apanhar dos concorrentes.

Isso sugere que uma área em que o Coach será cada vez mais demandado é no apoio a pequenas e médias empresas, principalmente nas estratégias de inovação e tecnologia. De fato, essa “dupla dinâmica” já é vista com relevância, pois permite simplificar operações, oferecer novas maneiras de gerenciar e se comunicar com os clientes, proporcionando mais eficiência. Questionar o status quo é algo sempre presente no mundo dos estrategistas, tendo eu me inspirado em um sítio chamado Collaboration, cuja missão é a de inspirar, educar e capacitar as pessoas pró-ativas para atingir seu pleno potencial.

O Coach deve motivar o líder e/ou gerente a sempre apoiar que membros da equipe tenham abordagens inovadoras para alcançar novos clientes, mantendo boas relações com o mercado e melhorando as operações. Uma das principais métricas de desempenho pode ser como eles têm melhorado o negócio e qual o ganho de produtividade através do uso da tecnologia e da inovação. O que eles estão fazendo para desafiar o status quo? Como as novas estratégias estão se transformando em vantagem competitiva, tornando a empresa competidora de ponta?

Finalizando, avalie se você (como Coach e mesmo empresário que é) está ou não investindo na elaboração de uma estratégia de crescimento de seu negócio, beneficiando-se dos avanços em tecnologia para ampliar oportunidades e ganhos. Se não fizer isso, pense sobre como irá enfrentar doravante os seus concorrentes pois, a cada dia, essa disputa será mais complexa.

Exceto no amor, onde não se corre contra o tempo, de resto vá à luta e transforme-se sempre!

Mario Divo Author
Mario Divo tem incrível experiência profissional, tendo chegado a meio século de atividade ininterrupta, em 2019. É PhD e MSc pela Fundação Getulio Vargas, com foco em Gestão de Negócios, Marcas e Design, Marketing e Comunicação Corporativa. Tem formação como Master Coach, Mentor e Adviser pela Sociedade Brasileira de Coaching e pelo Instituto Holos. Consultor credenciado para aplicação do diagnóstico meet® (Modular Entreprise Evaluation Tool), Professor e Palestrante. CEO e Coordenador Executivo da plataforma Dimensões de Sucesso, acumulando com o comando da MDM Assessoria em Negócios. Foi Diretor Executivo do Automóvel Clube Brasileiro e Clube Correspondente da FIA – Federação Internacional do Automóvel, no Brasil. Foi titular do Planejamento de Comunicação Social da Presidência da República (1997-1998) e, anteriormente, comandou a Comunicação Institucional da Petrobras. Liderou a Comunicação Institucional e a Área de Novos Negócios da Petrobras Internacional. Foi Presidente da Associação Brasileira de Marketing & Negócios, Diretor da Associação Brasileira de Anunciantes e, também, Conselheiro da Câmara Brasileira do Livro. Primeiro brasileiro no Global Hall of Fame da Aiesec International, entidade presente em 2400 instituições de ensino superior em 126 países e territórios, voltada ao desenvolvimento das potencialidades das jovens lideranças em todo o mundo.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa