fbpx

Cuidado ao vender uma imagem que não é sua!

Alguns querem tanto ser notados, idolatrados e reconhecidos, que reproduzem em si "a perfeição", porém suas atitudes jamais condizem com a imagem passada.

Cuidado ao vender uma imagem que não é sua, as atitudes dirão quem tu és

Cuidado ao vender uma imagem que não é sua, as atitudes dirão quem tu és!

Geralmente, quando alteramos o status de uma pessoa, seja sua imagem perante o público, redes sociais ou financeiramente, quase que invariavelmente alteramos assim o seu futuro. Principalmente no que tange à sua personalidade, o seu comportamento, aptidões e os seus dons naturais.

Podemos chamar inicialmente de “rosto da personalidade”. É a reconstrução, a chave verdadeira da personalidade e do comportamento, que permanecia em sono profundo, mas que pertence a você.

Despertamos o sentimento de inferioridade, por uma razão, medimos e julgamos nossos esforços. Não por entendimentos próprios, mas por ações e normas de outras pessoas. Ao fazermos isto, saímos ainda mais inferiorizados.

Dessa forma, tentam a todo custo, construir um ser humano ideal, onde se somam as melhores qualidades apreciadas na sociedade, comportamentos exemplares. Chegam a se comparar a uma divindade para agradar a todos.

Este complexo de inferioridade, por si só, colocado e estigmatizado, falará mais alto. Deixará o ser humano totalmente fora da sua verdade e propenso a ser aquilo que não é. E nem ao menos acredita ser.

Estamos diariamente expostos a estas situações.

Não é difícil enxergarmos pessoas inferiorizadas por si próprias, argumentando que possuem fórmulas mágicas, para o sucesso pessoal e financeiro. Artistas segregando grupos, para levantar bandeiras de uma ideologia, que nem mesmo, eles seguem ou acreditam. Utilizam assim a bandeira apenas para ter uma legião de seguidores.

Ainda vemos empresas carregando causas de sustentabilidade e proteção ao meio ambiente. Mas que na verdade as suas atitudes são sumariamente opostas ao que tentam plantar à sociedade.

Estamos em um mundo perigoso, onde as pessoas não analisam as atitudes reversas ao pensamento e comportamento. Não se preocupam em ler e entender as notícias. Nem procurar se aprofundar em determinado assunto para que tenham a sua própria opinião e reflexão, de acordo ou não.

A grande maioria, simplesmente levam como uma verdade absoluta, além de idolatrar pessoas que não são o que parecem ser.

Entretanto, basta uma exposição mal feita, palavras lançadas, um comportamento não preparado e pensado anteriormente, para que a modelagem perfeita deste ser humano desmorone e mostre sua verdadeira face.

Como dizia Freud, somos todos “Selvagens com verniz de civilização”.

Este é um dos maiores problemas da humanidade. Temos a pré-disposição no julgamento alheio, conforme nossas próprias crenças. Rotulamos de acordo como nós desejamos que sejam, ajam ou pensem, e não como realmente são. A sociedade contribui para a construção de pessoas que não são aquilo que aparentam ser.

Esta construção de seres horríveis, que moldamos e muitas vezes nos espelhamos, só nos deixam ainda mais decepcionados. Simplesmente porque projetamos em cada um aquilo que nunca serão.

Há ainda a posição de pessoas que desejam tanto ser notadas, idolatradas e reconhecidas, que reproduzem em si todos os requisitos de perfeição. Contudo, suas atitudes jamais condizem com a imagem passada. E, assim, as máscaras caem e as pessoas que criticam, normalmente se reconhecem. Mas não admitem serem iguais ou piores que as pessoas que elas criticam.

Seja você mesmo! O seu ponto forte tem os seus próprios padrões para se destacar na área escolhida e ter a satisfação desejada. Você precisa entender os padrões específicos.

Precisará se tornar um especialista e perito de si mesmo, além de ajustar, praticar e refinar os seus pontos fortes. Não deseje ser uma mera imitação dos padrões sociais. Não deseje o destaque de uma pessoa que você não é. E nem ter ideias e pensamentos que você mesmo não compactua, somente para ser reconhecida.

Este pensamento deixa evidente que as suas atitudes, não condizem com você. Dessa forma, os defeitos irão sobressaltar aos olhos de todos e a imagem anteriormente construída será dizimada.

Respeite e aceite como você é. Desenvolva as suas habilidades, dons, lute e defenda causas que realmente acredita. Não vá na onda promocional, não interprete um mero papel como se estivesse atuando em uma novela, filme ou reality show.

Lembre-se, aquilo que não vem da alma, que não é verdadeiro, sempre chega na velocidade da luz.

Em suma, o nosso comportamento e atitude, seleciona o nosso objetivo, obtém dados, conclui, avalia e nos coloca em movimento. Enquanto a “imagem meramente reproduzida”, no âmbito de agradar uma parcela da sociedade, nos faz agir sem conformidade com as nossas suposições. E o resultado sempre é desastroso.

Cuide de você, da sua mente, das suas atitudes. Compactue para uma sociedade realmente melhor. Se cada um de nós fizer a sua parte a humanidade ainda terá salvação.

Seja verdadeiramente você, não represente ou conduza pensamentos que não faz parte da sua personalidade,  certamente o resultado chegará mais rápido e muito mais concreto.

Cuide da sua empresa, da sua ideologia, não tente navegar pelas águas do modismo. Desenvolva a sua missão, visão e valores de acordo com o que acredita e quer passar para os seus funcionários. Não há nada pior do que ver uma empresa pregando uma coisa e agindo de forma totalmente inversa.

Isto faz com que as pessoas desconfiem e a sua empresa perderá a credibilidade.

Estamos em um momento decisivo, a criação de seres humanos melhores, atuando de forma apta às suas qualidades, crenças e competências reais.

Não imite, não siga o bonde. Faça sempre o seu melhor de fato. Arrume de uma vez os seus pontos fracos, principalmente onde discorre menção de egoísmo, cópias mal feitas ou falta de empatia. Você é parte integrante de uma sociedade e só uma sociedade sadia, nos dá uma humanidade em paz e vencedora.

“Inove o seu presente e surpreenda o seu futuro”.

Gostou do artigo? Quer saber mais sobre como vender sua imagem de forma correta? Então entre em contato comigo. Terei o maior prazer em responder.

Adriane Yared
http://adrianeyaredcoaching.com.br/

Confira também: Como impedir uma mente doente de governar nossas ações?

 

Adriane Yared Author
⚙️ AYCOACHING
Adriane Yared tem mais de 23 anos de experiência na área comercial, Mastercoach Vendas e Liderança, Palestrante, Design Thinker e Mentora Comercial. Graduada em Propaganda e Marketing, MBA Trends & Innovation, Pós MBA em Design Thinking e Master em Design Thinking. Coach certificada pela Sociedade Brasileira de Coaching, membro da Companhia do Coaching, Talk Coaching e Busca Coach. Com artigos publicados na Revista Coaching e Administradores.com. Co-autora no Manual do Relacionamento com o Cliente, capítulo: “Arrumando a Casa” – Rumo ao sucesso no relacionamento com seu cliente. Co-autora do livro “Fator.E o empreendedorismo como forma de transformar pessoas e empresas.” (projeto DUNA WRITERS). Seu principal propósito esta em Desenvolver o potencial dos profissionais de vendas, atendimento e liderança, todos centrados no 5º P “pessoas”, tudo integrado as diversas áreas estudadas somadas a expertise e experiências.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa