fbpx

Crise de energia elétrica e a necessidade da Educação Financeira

Uma coisa é certa para os próximos meses, o brasileiro vai gastar mais com energia elétrica. Você sabia que é possível reduzir em até 50% o valor da conta?

Crise de energia elétrica e a necessidade da Educação Financeira

Crise de energia elétrica e a necessidade da Educação Financeira

Uma coisa é certa para os próximos meses, o brasileiro vai gastar mais com energia elétrica. A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) informou que aumentará em 52% o valor da bandeira vermelha patamar 2, ou seja, teremos uma taxa extra na conta de luz. Assim, ficam dois caminhos para a população, ou reduzir em muito o consumo de energia, ou pagar bem mais caro.

Para se ter ideia do custo para a população, a taxa por 100 kWh passa de R$ 6,243 para R$ 9,49. Essas taxas são cobradas de acordo com as condições de geração de energia no Brasil e como teremos sérios problemas energéticos e hídricos nos próximos meses, é certo que a bandeira vermelha perdurará por um bom tempo.

A luz é uma despesa que absolutamente ninguém pode se livrar, porque hoje é praticamente impossível fazer qualquer coisa sem ter eletricidade em casa. No entanto, existem certas medidas que sempre se pode adotar para tornar a fatura o menor possível e economizar um bom dinheiro no final do mês.

Confira as orientações que mostram como reduzir esse valor, sendo possível reduzir em até 50% da próxima vez que tiver que pagar por este serviço:

  • Instale lâmpadas econômicas (Fluorescentes ou LED). Elas iluminam o dobro das lâmpadas clássicas (Incandescentes) e usam menos energia, além de que não é necessário trocá-las com tanta frequência;
  • Descongele seu refrigerador regularmente e não fique abrindo-o toda hora. Essas medidas são importantes para que não consuma mais luz do que o necessário, já que é um dos aparelhos que mais a utiliza;
  • Tenha cuidado com as temperaturas do seu ar-condicionado. No inverno não deve ir abaixo de 19°C e no verão, não deve subir acima de 24°C. Aparelhos de ar-condicionado são aqueles que podem consumir mais luz sem que você perceba;
  • Conecte seus dispositivos de áudio e vídeo somente quando for usá-los. Não os deixe conectados à corrente elétrica, mesmo que estejam desligados, porque continuam a usar a luz;
  • Tente aproveitar melhor a luz natural dos seus quartos. De dia, pode não ser necessário acender as luzes se você tiver grandes janelas em sua casa;
  • Limpe seus spots e lâmpadas regularmente. A poeira acumulada em sua superfície também pode fazer com que a luz emitida seja mais fraca, afetando a iluminação de sua casa;
  • Em geral, a melhor coisa é desconectar todos os aparelhos que você não está usando, porque até 11% da energia elétrica é consumida por eles mesmo se eles estiverem em Stand by.

Com essas dicas, sua conta de luz será menor e com esta economia você pode direcionar para um produto de investimento.

Gostou do artigo? Quer saber mais sobre Educação Financeira e como se fortalecer financeiramente durante as crises, como esta crise de energia elétrica? Então entre em contato comigo. Terei o maior prazer em responder.

Reinaldo Domingos
Contador e PhD em Educação Financeira
https://info.dsop.com.br/empreendedores-de-sucesso-franquia

Confira também: Saiba tudo sobre o Tesouro Direto: Um Investimento muito importante

 

Reinaldo Domingos é PhD em Educação Financeira, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) e da DSOP Educação Financeira. Está a frente do canal Dinheiro à Vista, é colunista do de diversos meios de comunicação. Autor de diversos livros sobre o tema, como o best-seller Terapia Financeira e o livro Empreender Vitorioso.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa