fbpx

Contabilidade e Educação Financeira: um empreendimento vitorioso!

Na contabilidade, números são frutos de uma ciência exata, ou seja, buscamos a movimentação financeira, mas não olhamos para o comportamento. A união dessas duas áreas será um empreendimento vitorioso!

contabilidade e educação financeira

Contabilidade e Educação Financeira: um empreendimento vitorioso!

No universo contábil os números são frutos de uma ciência exata, ou seja, buscamos a movimentação financeira, mas não olhamos para o comportamento. Ao fazer isso, posso afirmar que a visão fica comprometida quando fazemos uma análise desse movimento.

Digo isso com base em minha trajetória de vida. Antes mesmo de me tornar um contador, pude praticar algo que de fato me tocou, que foi quando tive meu primeiro sonho: uma bicicleta. Por não ter dinheiro (tão pouco meus pais tinham), fui buscar uma forma de realizar esse sonho.

Fui trabalhar como camelô e assim, consegui guardar o dinheiro para o meu sonho e ainda me satisfazer com outros prazeres.  Essa atitude me conduziu a um hábito muito interessante: o de sonhar e buscar os meios para realizar que eram o trabalho e o dinheiro. Com isso descobri que poderia tudo.

Ainda jovem, cursei o técnico em contabilidade, com isso os números e a lógica junto à contabilidade me trouxeram ferramentas muito importantes.  E com esse estudo me deparei com um conceito praticado por muitos, mas que eu já não usava: o orçamento financeiro que apresentava que receitas menos despesas era igual ao lucro ou prejuízo.

Nesse ponto que minha história deu uma nova guinada em direção à educação financeira, pois, mesmo sem saber eu já praticava de forma empírica um jeito diferente, que era de colocar meus sonhos ou objetivos em primeiro lugar, antes das despesas. Conceito que viria a me acompanhar em todos os meus projetos futuros

E foi assim, que seguindo a carreira de contabilista, abri minha empresa contábil Confirp – Consultoria Contábil, e pude implantar esse meu jeito de fazer, que era colocando o lucro em primeiro lugar. E na minha vida pessoal e familiar, continuei priorizando os sonhos.

Com esse comportamento construí uma das maiores empresas de contabilidade da América Latina e alcancei minha independência financeira aos 37 anos de idade. Mas isso não bastava, com essa conquista, fui buscar os motivos que haviam me levado a essa feliz situação.

Comecei a estruturar um jeito que pudesse ajudar a todos os contadores e seus clientes a simplificarem suas rotinas, dando ênfase ao que verdadeiramente interessava nessa área, que era de levá-lo ao entendimento que não bastava entregar DARFs/Impostos à seus clientes. Mostrei a importância de fazer o cliente entender que esses números deveriam ser objeto de análises para tomada de suas decisões empresariais. Foi quando lancei o Contador24horas.com.br (a ferramenta certa no momento errado).

O tempo passou e percebi que praticava com minha família e meu negócio algo muito diferente do tradicional. Resolvi de vez então migrar meu campo de atuação para outra atividade. Comecei a escrever meu primeiro livro Terapia Financeira, e nesse processo descobri que em todo meu percurso de vida tinha um jeito diferente de lidar com o dinheiro, o que resultou em uma metodologia, cujo o nome é DSOP.

Deste momento em diante me apaixonei pela Educação. Tinha em minhas mãos uma nova ciência, a Educação Financeira, por meio da Metodologia DSOP. Percebi também que ensinar para adultos não seria tarefa fácil. Na busca de mudar essa situação me lancei a estudar Educação Financeira para crianças, quando em 2008 publiquei minha primeira obra infantil “O Menino do Dinheiro”.

E para consolidar esse aprendizado, decidi novamente empreender, agora na área de Educação Financeira, fundando a DSOP Educação Financeira. Hoje, referência nesse segmento, com o propósito maior de formar profissionais de Educação Financeira no Brasil e no Mundo.

Como todo empreendimento, é preciso muita transpiração. Essa foi a rotina dos últimos 12 anos, mas o projeto se fortaleceu dia após dia, me orgulhando de ser um multiplicador desse conhecimento.

Com essa história vitoriosa, hoje vejo uma possibilidade de fazer com que mais pessoas sejam multiplicadores desse conteúdo. E um grupo de destaque são os contabilistas, pois, sendo um profissional liberal ou empresário contábil, também pode fazer parte dessa missão que é de disseminar a Educação Financeira no Brasil e no Mundo por meio da Metodologia DSOP.

E por que o contabilista? Isso pode ser visto em minha história: a contabilidade trouxe muitos aprendizados, assim como a minha vivência de um jeito diferente de lidar com o dinheiro e realizar sonhos. E acredito com isso, que esses profissionais podem levar para essa classe profissional a oportunidade também de se tornarem profissionais da educação financeira por meio da Franquia Digital DSOP. E, assim, ajudar a cumprir com o importante papel social de educar financeiramente crianças, jovens e adultos.

Reinaldo Domingos
Contador e PhD em Educação Financeira
https://info.dsop.com.br/empreendedores-de-sucesso-franquia

Confira também: Os riscos do crédito consignado na pandemia

 

Reinaldo Domingos é PhD em Educação Financeira, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) e da DSOP Educação Financeira. Está a frente do canal Dinheiro à Vista, é colunista do de diversos meios de comunicação. Autor de diversos livros sobre o tema, como o best-seller Terapia Financeira e o livro Empreender Vitorioso.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa