fbpx

Consciência para 2021: Nada de peso, nada de excesso!

Que tal iniciar a viagem de 2021 com uma nova bagagem, levando apenas o realmente necessário para prosperar? Nada de peso e nada de excesso. Mas sim, com consciência.

⏲ Tempo estimado de leitura: 4 minutos
Consciência para 2021: Nada de peso, nada de excesso!

Consciência para 2021: Nada de peso, nada de excesso!

“Ufa! 2020 acabou! Foi um ano duro e difícil para todos! Seja bem vindo 2021!”

Eu adoro como nós, seres humanos, temos a capacidade de nos encorajar e nos motivar, na certeza de que ao iniciar um novo ano, um novo dia, tudo pode mudar magicamente. Mas, a questão não é o final do ano, o fim das férias ou o final do dia. 2020, sem sombra de dúvidas, foi um ano totalmente atípico. Fomos literalmente pego de surpresa, não é mesmo?

Desenvolvemos tanta tecnologia que somos capazes de prever furacões, terremotos, tsunamis, tormentas, enchentes. Estudamos as consequências do efeito estufa e tantas outras coisas que podem afetar a nossa vida no planeta Terra. Mas, quem diria que surgiria um vírus que afetaria o mundo inteiro? Quem estaria preparado para tamanha bomba mundial de fato? Quem contava com uma contingência como essa no planejamento do ano?

As pessoas ficaram isoladas, ficaram com medo e sem acesso ao afeto. Foi muito algo muito árduo e difícil! Mas, já aprendemos que nos fortalecendo e nos encorajando, podemos ressignificar o trauma e atribuir um novo olhar no processo de superação das perdas.

Em um primeiro momento, não acreditamos no que está acontecendo, dizemos que vai passar logo, que tudo vai voltar ao normal, e então, ficamos revoltados e com raiva. Acabamos dizendo coisas do tipo: não é possível, não tem sentido, isso é um absurdo, etc. Daí vem a aceitação e dizemos: a coisa é séria, precisamos nos precaver! Enfrentamos o medo e buscamos encontrar a saída. Nos ressignificamos e atribuímos um novo sentido a tudo isso afim de superar. Portanto, faz todo sentido nos perguntarmos:

O que de bom aprendemos com tudo isso? Houve uma evolução em nossa sociedade? Em nossas relações? Em nossa forma de percebermos a legitimidade do outro de fato?

O novo Corona vírus influenciou a maneira de nos relacionar, de nos interagir uns com os outros e até mesmo de nos cumprimentar. Fomos obrigados a encontrar novas formas de mantermos nossas atividades no mundo do trabalho, da educação, da religião, da saúde, da política e de outras áreas da vida. Mudamos nossa forma de consumir, de planejar e até mesmo nossa forma de sonhar! Um cumprimento de mãos que antes era algo tão normal e automático, talvez não seja mais tão normal no mundo pós Covid, já pensou nisso? Afinal, estamos sob a ótica de novos parâmetros, normas e protocolos.

Não dá para romantizar, claro, contudo, a pandemia foi um convite para olharmos para dentro de nós mesmos. Eu adoro viajar, e continuo gostando muito, mas a única viagem que tenho feito e estou podendo fazer, é para dentro de mim mesmo. (E que viagem, meus caros!) Me dá impressão que vínhamos correndo tanto, que nosso corpo estava na frente da alma, e quando tudo aconteceu, o corpo parou e a alma teve oportunidade de encontrá-lo. Teve a oportunidade de encarnar novamente com mais consciência nessa união.

2020 foi o ano de chamada para a consciência.

Temos fé de que 2021 será um momento de grandes oportunidades, já que estamos começando a ter mais esperança em relação às vacinas à disposição da humanidade.

A gripe espanhola durou 2 anos (de 1918 a 1920 ), morreram cerca de 50 milhões de pessoas no mundo todo. A população mundial na época era de 2 bilhões de pessoas. Existem ainda muitos mitos sobre a gripe espanhola, mas hoje, nós somos em quase 8 bilhões de pessoas no planeta Terra.

Não acredito e nem quero compactuar com a ideia de que o COVID matará 2% da população mundial, o que seria quase 160 milhões de pessoas. Com certeza vamos resolver tudo isso sem tantas mortes, com mudanças profundas em todos segmentos de nossas vidas. Fazer com que esses mais de 7 bilhões de pessoas no planeta, se norteie para uma tomada de consciência ainda mais profunda.

O que eu quero passar através deste artigo, é que o tamanho do problema pode variar, dependendo do ângulo pelo qual VOCÊ escolhe olhar. Vale lembrar, quanto maior o desafio, maior a recompensa.

Como já diz o ditado: Mar calmo nunca fez bom marinheiro.

Pegue todos esses momentos difíceis e ressignifique. Transforme em força, em disposição para aprender com o novo, sair da sua bolha e conhecer o seu verdadeiro eu! Pare de apenas pensar e comece a agir! Mergulhe de cabeça nessa Era da Inovação e pare de nadar contra a corrente! O que é novo para você, também é novo para mim. Tudo não passa de uma questão de aceitação. Só após reconhecer a realidade é que conseguimos mudá-la! É certo que cada um pode e deve se reinventar.

Mas, nunca deixa a sua essência humana para trás! Não troque o seu afeto por apego. Afeto é algo que te preenche e te toca. Já o apego pode apagar o afeto.

Que tal iniciar essa viagem para 2021 com uma nova bagagem, levando apenas o que é realmente é necessário para prosperar? Nada de peso e nada de excesso. Mas sim, com consciência.

Gostou do artigo? Quer saber mais sobre a consciência para 2021? Então entre em contato comigo. Terei o maior prazer em responder.

Leila Navarro
https://www.leilanavarro.com.br/

Confira também: RECOMEÇAR: O paradigma do ano que termina e começa de novo!

 

Leila Navarro Author
Há mais de 18 anos no mercado de palestras, Leila Navarro conquistou sólida carreira no Brasil e no exterior. Suas palestras já foram assistidas na Espanha, Chile, Uruguai, Panamá, Japão, México, Peru, Paraguai, Colômbia, Angola e Portugal. No Brasil, segundo a Revista Veja, integra o ranking dos 20 mais notáveis palestrantes brasileiros. Entre suas premiações, em 2013 foi a única mulher eleita Top5, na categoria palestrante, do Prêmio Top ofMind Estadão RH, o Oscar do RH, o mais prestigiado e desejado prêmio do mercado. Em 2005 levou em primeiro lugar! Também obteve o Prêmio de 100 fornecedores de RH – Categoria palestrante do ano 2009. Autora de 16 livros, entre eles, “Autocoaching de carreira e de vida”, “Talento para ser Feliz”, “A vida não precisa ser tão complicada”, “O poder da superação”, e seu mais novo lançamento o “Virar o Jogo” , além de diversos e-books, artigos e diversas participações para a mídia em geral.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa