fbpx

Competências Necessárias para o Século XXI

Diariamente tomamos ou deixamos de tomar decisões que afetam e têm consequências diretas e imediatas a longo prazo. Precisamos urgentemente fazer um inventário de nossas competências e qualidades, para saber se estamos atendendo às necessidades atuais exigidas pelo mercado.

1762
1762

Desde o final do século XX, vem se falando das competências necessárias para liderar, tanto a vida pessoal, quanto a profissional, e como também liderar as organizações.

Na verdade, as competências resumidamente importantes para saída do século XX e entrada no século XXI, estavam focadas na Gestão do Negócio, e na Gestão de pessoas.

Agora que já andamos mais de um quarto de século, isso também se aprimorou e abriu-se um leque maior nas exigências de mercado e como não dizer na qualidade de vida das pessoas.

Peter Senge, diretor do Organization Learning Center do MIT, autor do método Pensamento Sistêmico, através de seu famoso livro “A Quinta Disciplina”, nos advertiu que, aqueles que se baseiam, apenas no intelecto, têm alto nível de domínio pessoal, não podem permitir escolher entre a razão e a intuição, ou ente a mente e o coração, do mesmo modo não escolheriam andar com uma só perna ou ver só com um olho”.

Pensando nisso e olhando para as exigências atuais, por conta da velocidade com que as coisas estão acontecendo, precisamos urgentemente fazer um inventário de nossas competências e qualidades, para saber se estamos atendendo às necessidades atuais que são exigidas no mercado.

É necessário olhar o nosso cargo atual ou nossa posição no trabalho, onde cada um de nós, em última análise, se tornou o principal diretor executivo de nossa própria vida e trabalho, ou seja, o responsável direto.

Sob esse ponto de vista, todos os dias de nossas vidas, tomamos ou deixamos de tomar decisões, e ainda importantes, que afetam e têm consequências diretas e imediatas a longo prazo.

Os autores do livro “Inteligência Emocional na Empresa”, o Ph.D Robert Cooper e Ayman Sawaf, da Editora Campos, escreveram em 1997, já imaginando quais seriam essa tais competências e atributos necessários para liderar no novo milênio.

“Não esperamos apenas que os executivos e gerentes assumam a responsabilidade por um sucesso permanente de nosso grupo ou organização e compartilhem prêmios e lucros equitativamente com todos os envolvidos. Insistimos também para que eles demonstrem possuir conhecimentos e capacidades de análise numa ampla diversidade de áreas, tais como finanças, estatística, alocação de recursos, tecnologia, sistemas de informação, desenvolvimento de produtos, produção, prestação de serviços e marketing.”

Tudo isso eles diziam que também era exigido para executivos que estavam iniciando.

Bem, hoje, além das competências, como redação, comunicação oral, capacidade de ouvir, negociar, estabelecer estratégias e exercer influências, tenham também todas as qualidades esperadas para um líder do século XXI, incluindo a honestidade, energia, confiabilidade, integridade, intuição, imaginação, elasticidade, propósito, compromisso, influência, motivação, sensibilidade, empatia, humor, coragem, consciência e humidade, somam-se a essas as competências de empreendedorismo, Coaching, que sejam mais produtivos e saibam usar bem o seu tempo naquilo que é importante.

Todas essas competências e qualidades exigidas nesse novo milênio, ainda se espera que os lideres, em todos os níveis da organização sejam nossos mentores, instrutores, conselheiros, aliados, guardiões e amigos, sempre atentos às necessidades das organizações e das pessoas.

Tudo isso é exigido hoje, por conta da velocidade que vivemos, das informações e sistemas, saber lidar com as gerações, o exponencial aumento da concorrência, e a grande mudança de paradigma que influenciou o século XXI, ou seja, a saída da Era Industrial, para a Era do Conhecimento, também chamada Era da Cibernética, também reconhecida como a “Quarta Revolução Industrial, a revolução das máquinas, baseada no uso dos sistemas físicos cibernéticos.

Para completar todo esse raciocínio, Kevin Kelly, no seu livro “Inevitável” disse:

“A velocidade em que o planeta gira tem subido drasticamente nos últimos anos, Alguns já chamam estes tempos de “a era exponencial”, tal a velocidade com que as mudanças ocorrem e as evoluções acontecem.”

A grande pergunta que fica para todos nós, que de certa forma, somos da virada do século, ou seja, viemos do século XX para o XXI, e temos um enorme desafio na vida, estamos preparados para isso? Se não o que você vai fazer para se preparar para continuar vivendo nesse turbilhão?

Será que nosso país e nossas organizações estão preparadas para esta avalanche de mudanças?

Pense fortemente, qual o seu propósito?

⚙️ IZF Coaching
Iússef Zaiden Filho, Palestrante, Advogado, Professor, Filósofo, Sênior Coach, e Consultor Master of Science in Emergent Technologies in Education, pela Must University, Flórida, USA, Direito pela Universidade São Francisco, Licenciado em Filosofia pelo Centro Universitário Claretiano, MBA em Gestão de Processos Industriais-UNICAMP especializado em Desenvolvimento Gerencial, Negociação e Logística pela FGV-SP, Liderança pela FranklinCovey USA, Sênior Coach e Carreira, certificado internacional pelo ICI (Integrated Coaching Institute), Coaching de Excelência e Negócio, pela Academia Emocional, em Franquias pela Franchising University, Empreendedorismo pelo Empretec/SEBRAE, Agente do terceiro Setor, Escola Aberta do Terceiro Setor. Sênior Coach, advogado, filósofo, sócio proprietário da IZF Coaching e Desenvolvimento Humano, como consultor parceiro da Giovanoni Internacional Consultoria, Parceiro de Negócios com a YouUp e INV de Portugal com João Catalão e Ana Penin, Professor dos cursos de MBA, Franklin Covey School Brasil, Sustentare Escola de Negócios Joinville e Trecsson/FGV Escola de Negócios do Paraná, Colunista da Revista Coach Me, coautor do livro Empreendedorismo para Jovens, Editora Altas, Diálogos de Gestão, JML Editora, Fator E, Duna Wrietrs e participações nos livros Ferramentas de Coaching, edição Portuguesa e Atitude UAU me, edição Brasileira, todos dos autores João Alberto Catalão e Ana Penin. Foi consultor da FranklinCovey Brasil e Triad PS, por mais de 10 anos, e presidente do IMTEF Instituto Meus Tostões de Educação Financeira) OSCIP, e da ONG Embaixadores da Prevenção Trabalhou, durante 25 anos em duas grandes corporações, como a Johnson & Johnson e Unilever.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa



Loading cart ...