fbpx

Desça da Esteira e Seja Protagonista da Sua História de Sucesso 

Descubra como aplicar a engenharia reversa na sua vida para simplificar seu caminho rumo ao sucesso pessoal e empresarial. Desça da esteira e seja o protagonista da sua própria história.

Como Ser Protagonista da Sua História de Sucesso?

Desça da Esteira e Seja Protagonista da Sua História de Sucesso 

Há alguns dias, recebi a ligação de um grande amigo, que encontro com certa frequência quando estou em Curitiba e que vou chamá-lo aqui de JC.

JC disse que queria me ver naquela tarde, mas não na cafeteria acolhedora onde normalmente nos encontramos para repor as energias. Onde o delicioso cheiro de canela, café e caramelo me teletransporta para o Fido em Nashville. Nem tampouco na quadra de tênis do Jardim Botânico, onde tento devolver algumas bolas pro lado de lá. Dessa vez queria me encontrar na Boca Maldita, no centro da cidade.

A Boca Maldita em Curitiba, para aqueles que ainda não tiveram a oportunidade de conhecer, é um lugar no final do calçadão da Rua 15 de Novembro, no coração da cidade, muito conhecido por reunir multidões para eventos como comícios, cultos religiosos e para assistir jogos da seleção masculina de futebol, tendo, inclusive, gravado na calçada as escalações dos times campeões mundiais.

Uma ágora dos dias atuais, o nome “Boca Maldita” já denota como a população encarava as reuniões de homens envolvidos com a política e que se diziam comprometidos com o desenvolvimento econômico e social da cidade, mas isso é só uma pitada para despertar a curiosidade daqueles que quiserem fazer uma pesquisa mais a fundo ou visitar pessoalmente esse lugar histórico.

Enfim nos encontramos e, antes que eu perguntasse onde tomaríamos um café, JC me convidou para andar pelo calçadão. Estranhando o convite, mas sem questionar, começamos a andar em direção oposta ao fluxo de milhares de pessoas que passavam apressadamente por nós.

Após a minha automática e genérica pergunta “E daí, como vão as coisas?”, JC pediu que eu apenas observasse por um momento, o ar de preocupação e tensão no rosto das pessoas, seus movimentos e expressões corporais, imaginando a repetição desse comportamento em cada uma das janelas dos altos e imponentes edifícios naquele pequeno núcleo alcançados pela nossa visão.

Depois de alguns minutos caminhando e atendendo ao convite de JC, ponto onde já conseguia enxergar o final do calçadão e começava a perceber os contornos do lindo Teatro Guaíra, minha inquietação explodiu em uma pergunta sobre “o quê” ele tinha usado, pois eu não estava na mesma “vibe” que ele. Claro que foi só uma brincadeira pois desde muito tempo sei que JC não compromete sua clareza de pensamento, a força do seu raciocínio ou a segurança da lógica.

Embora já prevendo qual a experiência JC queria que eu vivenciasse, perguntei mais claramente e a resposta foi fascinante.

“As pessoas funcionam como repetidoras de sinal Wi-Fi, suas falas são ecos das falas de outras pessoas, estão vazias de sonhos, suas ações vão em direção a algo que elas próprias não querem para si e muitas vezes não sabem para onde estão indo.”

E continuou dizendo que “muitas não sabem sequer o que buscam”.

Em seguida começou a me falar sobre um processo de engenharia reversa que está aplicando em sua vida e que tem trazido muita clareza sobre o significado que busca há muito tempo.

A conversa se prolongou e enfim sentamos em um café próximo ao prédio da Universidade Federal do Paraná. Lá ele compartilhou vários aspectos de seu processo de descoberta.

Eu compartilho essa experiência com o objetivo de auxiliar pessoas e empresas a se voltarem para o “Porquê”.

Em nossa caminhada pessoal e profissional – não há como dissociar uma coisa da outra, ocultamos o nosso diamante com camadas que opacam o brilho e escondem o real valor e motivação da vida e dos negócios.

Trazendo para a estratégia empresarial, muitas vezes por não saber fazer o “pedido certo” ao gênio da lâmpada, acabamos por acoplar mais e mais, necessidade de conhecimento, de processos, de mais pessoas para fazer o trabalho, estrutura física, perfumaria, mais comunicação, mais…, mais…, quando na verdade deveríamos fazer o caminho inverso. Menos, para simplificar o jogo e relembrar na fonte o que estamos buscando.

Afinal, o que é sucesso para esse negócio?

Pense na reportagem especial sobre a sua empresa dos sonhos, exibida naquele que você considera o maior canal de mídia. A história emocionante e de vitória do seu negócio, a estrutura física da sede da empresa, os produtos e serviços que você oferece. A quantidade de colaboradores, valores que compartilha com as famílias e reflexos positivos na sociedade.

Usando a engenharia reversa para essa finalidade, fica muito mais fácil desenhar os passos e tornar a jornada prazerosa.

Esse método também se aplica no planejamento de nossas vidas. Imagine o dia em que aqueles que nos amam e respeitam estarão reunidos em nosso velório, pensando em uma frase que nos defina.

Crie a história que represente sucesso para você e não se baseie na definição de sucesso do outro. Tente se distanciar de ruídos que desarmonizem o Ser. E volte os seus ouvidos para o seu coração, o seu diamante, de onde origina a maior força propulsora de qualquer realização.

Por que não criar a história que represente sucesso para você e não se baseie na definição de sucesso do outro? Desça da esteira e seja protagonista da sua história de sucesso.

Tenha uma vida feliz!

Gostou do artigo?

Quer saber mais como ser o protagonista da sua vida? Então, entre em contato comigo. Terei o maior prazer em ajudar.

Josué Colucci
https://www.linkedin.com/in/josu%C3%A9-colucci-c-level/

Confira também: Cultura da confiança como cola das relações

 

Josué Colucci é empresário, consultor, investidor e palestrante, membro de Conselhos Consultivos em pequenas e médias empresas, com mais de 30 anos de experiência nos mercados financeiro e de tecnologia. Tem formação como Contabilista, Advogado e em Gestão Estratégica de Empresas e da Administração Pública. Tem especialização em Direto Empresarial (L.LM) pela FVG e em Big Data e Inteligência de Marketing pela PUC/PR, entre outras. É fundador de empresas, startups e fundos de investimento. Criador do método 2C8 que tem auxiliado inúmeras empresas no alinhamento de seus objetivos e na sustentabilidade das relações entre Sócios, Conselhos e Diretoria.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa