Anúncios

Como ser assertivo na tomada de decisão (parte II)

A assertividade movimenta uma pessoa a ir para frente e realizar seus objetivos, reforçando positivamente seu autoconceito e autoestima.

Vale a pena ser assertivo, pois a assertividade movimenta uma pessoa a ir para frente e realizar seus objetivos, reforçando positivamente seu autoconceito e autoestima. Assertividade é um ingrediente de extrema relevância na construção da confiança entre pessoas e na construção de ambiente seguro psicologicamente, tornando possíveis as negociações ganha-ganha, gestão de conflitos eficazes, resolução de problemas com inovação e criatividade, tomada de decisões imparciais e lúcidas, troca de feedback com a sensação verdadeira de “presente”, e finalmente, o trabalho de equipe saudável.

Postura assertiva na tomada de decisão

O que leva um profissional a ser assertivo ou defensivo em uma situação difícil? Quais são as posturas que uma pessoa pode adotar? Como se dá sua escolha?

No artigo do mês anterior eu destaquei as escolhas defensivas para resolver a situação a seguir. Agora vou apresentar a escolha consciente e assertiva para resolver a mesma situação.

Imagine-se nesta situação:

Em um passado recente, você foi bastante elogiado pela sua performance no atingimento de excelentes resultados. Porém, você foi designado para um novo projeto, mas durante o desenvolvimento, você se deparou com condições precárias para obter sucesso no seu trabalho, e por vezes, deixando-o muito inseguro na sua execução. Mesmo assim, você tentou dar o seu melhor sem fazer reclamações sobre falta de informações, falta de apoio da direção e erros na configuração do projeto. Você preferiu ficar quieto, acreditando estar correto na sua postura de “se virar sozinho”. Ao final, você recebeu um feedback totalmente negativo, condenando a sua performance. Você se sentiu muito mal, e logo pensou na sua imagem perante todos. Você ficou bem arrasado. Num primeiro momento você sentiu um misto de raiva pela injustiça, vergonha e medo do que poderiam pensar a seu respeito.”

Como agir diante dessa situação? Você pode escolher dois comportamentos: ser defensivo ou ser assertivo.

Se você agir por escolha inconsciente, impulsionado puramente por uma emoção aflitiva, tais como raiva e medo, é provável que você escolherá o comportamento defensivo e certamente se colocará na posição de vítima. Seu comportamento poderá ser agressivo, passivo ou passivo-agressivo.

Se você escolher conscientemente o comportamento assertivo, provavelmente você agirá da seguinte forma:

1. Você vai assumir que a situação lhe causou total desconforto e fará contato com sua raiva, medo e tristeza;

2. Você vai avaliar a situação para entender o que aconteceu, e assumir a responsabilidade pelos seus erros e entender a responsabilidade dos outros;

3. Você vai se preparar para um confronto assertivo com seu gestor. Como?

a – Tendo compaixão consigo e listando todas as realizações que você já alcançou para reforçar sua autoestima de forma positiva;

b – Aceitar que nessa situação você cometeu alguns erros causados por você e por terceiros;

c – Pensar nas alternativas de solução a serem negociadas com seu gestor, que podem ser:

  1. No pior cenário, você sai do projeto;
  2. No melhor cenário, você realinha as expectativas e continua no projeto com o apoio do gestor, porém com um novo alinhamento de suas responsabilidades.

Enfim, você pode ter uma nova oportunidade de mudar o rumo da sua história e resgatar seu sentimento de competência.

4. Você vai encarar a situação de frente e se reunir com seu gestor para uma conversa decisiva, onde você vai ser sincero no seu posicionamento. Assumirá sua parte no problema e, sem acusação, deixará claras as dificuldades causadas pelos colegas, e juntos, tomarão uma decisão.

O que você ganha ao resgatar seu sentimento de competência?

Você vai sentir um grande alívio e orgulho da sua coragem de enfrentar uma situação difícil com a cabeça erguida.

Esta escolha consciente e assertiva fortalecerá seus recursos emocionais, dando-lhe resiliência para enfrentar situações de risco, levando-o a resolver o que tem que ser resolvido.

Veja que agindo assertivamente você cria uma nova história para sua vida.

Vera Martins Author
Vera Martins é autora dos livros: “Seja Assertivo!” e “O Emocional Inteligente”. Trabalhou por 21 anos como Executiva em Recursos Humanos e há 18 anos atua em consultoria de desenvolvimento humano. É educadora com especialização em desenvolvimento de pessoas. Possui mestrado em Comunicação e especialização em Medicina Comportamental.Atua como coach, palestrante, facilitadora de seminários e professora de universidades, tais como: Fundação Vanzolini e Escola de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo em cursos de pós-graduação.Através de intensos estudos e publicação dos seus livros tornou-se precursora da competência Assertividade e especialista em comunicação e inteligência emocional. Por isso, vem atuando fortemente nos diversos níveis profissionais nas empresas, em competências que envolvam a comunicação relacional, tais como: Estratégias de Negociação, Gestão de Conflitos, Comunicação e Influência, Liderança Assertiva, Inteligência Emocional, Coaching, Gestão de Pessoas, Formação de times e competências correlatas. É fundadora da Assertiva Educação e Cultura.
follow me
Anúncios
Neste artigo


Participe da Conversa