fbpx

Como minimizar erros em uma tomada de decisão!

Tomar uma decisão nem sempre é fácil, há pessoas que agem de maneira mais impulsiva, seguem suas emoções e intuição e outras que fazem um levantamento de dados e pesquisas para escolher qual rumo seguir. Quem está errado?

Uma palavra que gera uma atitude envolvendo tantas questões que podemos procrastinar para não enfrentar esse desafio incerto.

Tomar uma decisão nem sempre é fácil, há pessoas que agem de maneira mais impulsiva, seguem suas emoções e intuição e outras que fazem um levantamento de dados e pesquisas para escolher qual rumo seguir.

Quem está errado?

Talvez, quem decide seguindo de forma extrema o lado emocional e racional.

Toda decisão envolvem riscos, uns maiores, outros menores. Quando preparamos nossos pensamentos, emoções e comportamentos com auxílio de técnicas, minimizamos os impactos emocionais e físicos que uma tomada de decisão pode ocasionar.

Acertar o caminho de primeira dá uma sensação de alívio, no entanto, algumas vezes, uma decisão podem acarretar erros e prejuízos.

Com a metodologia de Coaching, aprendi que erros são oportunidades e escrevo abaixo algumas dicas de como minimizar os erros e tomar decisões de forma segura, estruturada e com confiança:

1ª Dica: Reflexão

É importante que pense sobre o propósito desta, quais são as consequências e riscos. Devemos considerar a intuição, mas atentar para não ceder ao “achismo” e criar uma estrutura lógica sobre o caminho escolhido.

2ª Dica: “Eu já sei”

Ao passar por algumas experiências consideramos que sabemos de tudo e descuidamos de detalhes e informações essenciais que, se desprezadas, podem levar para consequências negativas.

Confie que vai fazer o melhor e vigilante que cada decisão é única e merece a devida atenção.

3ª Dica: Plano B

Se toda decisão envolve risco e existe a possibilidade de errar, é perspicaz ter um plano de contingência, identificar quais são os possíveis riscos e planejar ações remediativas para ajustar novamente a rota.

4ª Dica: Envolver Pessoas

Em boa parte das nossas decisões há pessoas envolvidas e é indispensável que comunique e envolva essas pessoas no processo, no momento que há ciência, existe um comprometimento, compartilhamento de ideias, reflexões e apoio.

5ª Dica: Não adie os seus resultados!

Podemos procrastinar decisões relevantes por sentirmos intimidados por elas, e assim mudamos o foco para resolver questões mais simples e vamos adiando a construção de um futuro.

Se surgir grandes decisões, separe as ações em etapas; essa postura permite ter uma percepção diferente e tornar a decisão mais simples.

6ª Dica: Caminho errado? Volte para o início!

Constatou que trilhou pelo caminho errado e sua decisão não gerou os resultados esperados. Assuma o erro, levante os aprendizados, prepare um novo planejamento e reposicione-se para tomar uma nova decisão.

Espero que esse artigo possa contribuir para suas próximas decisões.

Grande abraço,

Mayra Soares

Mayra Soares Author
Mayra Soares tem 11 anos de experiência profissional em Gestão e Desenvolvimento de Pessoas. É Mentora pela Erlich Consultoria, Trainer Comportamental pelo Instituto de Formação de Treinadores (IFT), Master Coach com especialização em Business and Executive Coaching e Professional and Self Coaching, Consultora Analista Comportamental e Avaliação 360º certificada pelo Instituto Brasileiro de Coaching (IBC), Behavioral Coaching Institute (BCI), International Coaching Council (ICC), European Coaching Association (ECA), Global Coaching Community (GCC), International Association of Coaching (IAC), Metaforum International e International Association of Coaching Institutes, Practitioner em PNL pela SCORE e Leader Coach pela Ellite Consultoria. Graduada em Gestão de Recursos Humanos, Pós-graduada Docência no Ensino Superior e Pós-Graduanda em Essencial Master Coaching. Coautora dos livros COACHING NAS EMPRESAS – Estratégias de Coaching para o ambiente corporativo e RH Trabalho e Aprendizado.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa