fbpx

Como manter uma convivência familiar harmoniosa em tempos de coronavírus

Manter uma convivência familiar harmoniosa tem sido um grande desafio para muitas famílias em tempos de pandemia. Confira algumas dicas que podem ajudar.

⏲ Tempo estimado de leitura: 5 minutos
como manter uma convivência familiar

Como manter uma convivência familiar harmoniosa em tempos de coronavírus

Muitas famílias estão em casa por semanas para manter o distanciamento social, ajudando a retardar a propagação do coronavírus. Com o fechamento das escolas, as crianças estão assistindo aulas em casa, muitos pais estão trabalhando home office e por isso a convivência familiar está muito mais intensa neste período. Desse modo, manter uma convivência familiar harmoniosa tem sido um grande desafio para muitas famílias.

Cada pessoa vive esse momento de forma diferente. Podemos experimentar vários sentimentos e oscilar em episódios onde nos sentimos mais calmos, estáveis, esperançosos e em outros mais chateados, confusos, pessimistas, solitários, entediados, estressados, preocupados, irritados e de tantas outras formas.

Todos nós temos muitas dúvidas e perguntas, mas não temos todas as respostas. É tudo muito novo e incerto. Portanto manter a calma, diminuir as cobranças e falar sobre o que estamos passando, nos ajuda a lidar melhor com tudo isso.

A forma como os pais administram a própria ansiedade terá um grande impacto nos filhos. Somos a referência e o suporte que eles possuem e devemos servir de modelo para o comportamento que esperamos deles.

Converse com seus filhos sobre a situação, de forma honesta, utilizando uma linguagem simples e adequada para idade. Assim algumas dicas podem ajudar a manter uma convivência familiar harmoniosa:

1) Converse sobre o que está acontecendo

Comece a conversa perguntando o que eles sabem sobre o assunto. Ao perguntar, você tem a oportunidade de compreender como estão percebendo tudo isso. Procure entender as dúvidas que eles possam ter. Não se preocupe se você não souber responder alguma coisa. Portanto seja honesto e fale que você não sabe tudo a respeito. Caso seja algo que você desconheça, mas que seja possível responder, vocês podem pesquisar juntos sobre o tema. Se perguntarem quanto tempo vai durar e o que vai acontecer, como não sabemos na verdade, então você pode dizer que os cientistas estão pesquisando remédios, vacinas e nos mantendo informados de como permanecer seguros e saudáveis.

2) Abra espaço para a expressão dos sentimentos

Pergunte como eles estão se sentindo e compartilhe como você se sente. Valide reconhecendo que não há problema em se sentir assim. Procure manifestar empatia em vez de tentar minimizar ou consolar. Um abraço pode ter um efeito calmante nesses momentos. Evite aumentar o estresse, o medo, a preocupação e a ansiedade. Juntos vocês podem criar um espaço para escreverem sobre os medos e as preocupações e refletir sobre as apreensões. Pode ser, por exemplo, num quadro ou colocar dentro de uma caixa. Também é útil escrever no diário da gratidão, três coisas para agradecer todos os dias.

3) Cuide da saúde mental e física

Explique a necessidade de fortalecer a imunidade. Oriente-os sobre a importância da higienização das mãos e os cuidados que devem ser tomados. Explique a importância de se manterem hidratados, com uma dieta equilibrada. Incentive-os a beber bastante água, comer alimentos saudáveis e dormir bem. Mantenham uma rotina de atividades físicas que podem ser realizadas dentro de casa, não havendo acesso a outro espaço. Encontrem maneiras simples e criativas de se alongar, exercitar e movimentar o corpo.

A respiração profunda também ajuda em momentos de ansiedade. Assim vocês podem praticar juntos, fazendo uma pausa durante o dia para respirar e restaurar a sensação de calma. Após respirar fundo 10 vezes, você pode pedir a eles que, de olhos fechados, imaginem que estão em um lugar especial fazendo algo que gostem. Esse recurso pode ser utilizado sempre que se sentirem preocupados ou chateados. A meditação é outro recurso muito útil, que além de gerar uma sensação de tranquilidade, traz benefícios adicionais como maior capacidade de concentração e memória. Existem vários aplicativos disponíveis que ensinam a meditar.

4) Criem juntos um plano familiar

Precisamos de estrutura para que as atividades sejam equilibradas. Convide todos para em conjunto, elaborar um cronograma da nova rotina da família. É fundamental criar acordos sobre atividades prioritárias, organização de horários e divisão de tarefas. Não se esqueçam de incluir exercícios físicos, horários regulares para as refeições, para os estudos, para dormir, além de brincadeiras, tempo de tela, ócio criativo, mantendo uma rotina saudável. Aproveitem as refeições para estarem juntos e sem dispositivos digitais. Deixe claro para eles que estamos vivendo um período transitório, por isso precisamos adaptar as atividades do dia a dia e que devem ser cumpridas neste período.

5) Mantenham-se conectados

Converse com sua família, amigos e colegas. Esse é um momento em que precisamos cuidar uns dos outros. Faça vídeo conferência, ligue, envie uma mensagem, escreva um e-mail, uma cartinha, porque recursos não faltam para mantermos a conexão mesmo à distância.

6) Tenham momentos de diversão em conjunto e individualmente

Façam atividades que tragam prazer, leveza e alegria. Ler, cantar, dançar, ouvir música, cozinhar, montar quebra-cabeça, brincar, jogar, conversar, fazer atividades de artesanato (costurar, pintar e bordar), visitar museus online, são algumas alternativas.

Não sabemos por quanto tempo ainda teremos que manter esse novo modelo de vida. Nem mesmo o que ainda iremos enfrentar. Mas lembre-se que você não está sozinho. Todos estão lutando com essas mudanças inesperadas. Seja gentil com você mesmo e, se for necessário, busque ajuda especializada de um profissional que possa apoiar você ou algum membro de sua família.

Esse tempo pode ser valioso para acompanhar o crescimento dos filhos e aproveitar o tempo juntos para criar memórias afetivas. Procure manter sempre a fé, a união e a esperança para viver dias melhores.

Danielle Vieira Gomes
http://daniellegomescoach.com.br/

Confira também: Como manter a saúde emocional frente a tudo que estamos vivendo

 

Formação em Psicologia, MBA em Gestão em Pessoas e Especialização em Docência; Facilitadora de Relacionamentos Familiares; Educadora Parental de Disciplina Positiva; Coautora do livro Coaching para Pais – Estratégias e Ferramentas para Promover a Harmonia Familiar. Vol 1 e 2. Colunista das revistas Cloud Coaching e Coach Me. Certificações: Coaching pelo Instituto Brasileiro de Coaching – IBC (SP); Leadership and Coaching pela Ohio University College of Business (USA), Mentoring pelo CAC – Center for Advanced Coaching (USA), Practitioner SOAR – Soar Advanced Certification Program pela Florida Christian University (USA), Coaching para Pais pela Parent Coaching Academy – PCA (UK), Kids Coaching pelo Instituto de Coaching Infanto Juvenil – ICIJ (RJ), Bases do Desenvolvimento Infantil: Apego, Vínculos e Intervenções – USP (SP), Educadora Parental pelo Positive Discipline Association – PDA (USA). Mentoring, Coaching & Advice Humanizado ISOR – Instituto Holos – (SP) Tem como missão, favorecer o desenvolvimento integral do indivíduo e da família, valorizando seu potencial para que conquiste uma vida com plenitude e equilíbrio de forma sustentável.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa