fbpx

Como manter a saúde emocional frente a tudo que estamos vivendo

De repente o mundo virou do avesso, tudo o que acreditávamos está sendo revisado, transformado ou superado. Como manter nossa saúde emocional frente a isso?

1778
1778
Como manter a saúde emocional

Como manter a saúde emocional frente a tudo que estamos vivendo

De repente nosso mundo virou do avesso, tudo o que acreditávamos até o momento está sendo revisado, transformado ou superado. Todas as nossas certezas, caíram por terra. Estamos aprendendo a nos adaptar à nova rotina e às novas exigências.

O isolamento social tão necessário neste momento, nos fez dar uma pausa. Muitas pessoas estão sentindo um mal estar emocional, por terem que ficar nessa condição. Grande parte de nós, está isolado no conforto de nossos lares, mas a grande maioria não tem as mesmas condições e não terá essa possibilidade.

Além dos sentimentos gerados pelo isolamento, existe também o medo generalizado sobre o Covid-19 e as incertezas por consequência da pandemia. Quando o medo, o desespero e a ansiedade estiverem no comando, procure olhar o que tem de positivo em tudo isso, pois aprendemos muito quando conseguimos observar e reconhecer como nos sentimos.

Na mesma base que se formam os pensamentos positivos, se formam os negativos. Não conseguimos ter os dois ao mesmo tempo. Podemos escolher qual deles desejamos manter. Podemos decidir transformar nossas casas em uma prisão ou em um santuário de segurança. Podemos fazer coisas boas e positivas, estar em contato com as pessoas virtualmente, mesmo estando isolados.

Os sentimentos são como as ondas do mar, eles vêm e se dissolvem, não permanecem para sempre. Quando um sentimento negativo surge, não devemos ignorá-lo, devemos acolhê-lo para compreender o que ele quer nos sinalizar. Não devemos rejeitar as sensações negativas, isso não significa dar atenção, mas reconhecer e acolher o sentimento e colocar o que se deseja no lugar.

O que fazer para manter a saúde emocional frente a tudo que estamos vivendo?

Busque fazer tudo que é possível ser controlado, como tomar os cuidados orientados amplamente pelos órgãos competentes. Preocupe-se apenas com o que você pode controlar. Procure não propagar a negatividade, não ficar reforçando a tragédia, mas buscar uma fala compassiva, fortalecer as coisas positivas.

Quantas vezes desejamos ter mais tempo para estar com nossa família, para organizar a casa, poder colocar as coisas em ordem, fazer uma limpeza, ficar sem fazer nada e tantos outros desejos que a correria do dia a dia nos impedia. Então aproveite para fazer as coisas que você não tinha tempo.

Nunca mais seremos os mesmos depois desta experiência. Avalie como estavam suas relações, o que estava priorizando, como estava sua relação com o consumo. Reflita sobre si mesmo, aproveite o tempo em família. Tente se manter ocupado e conectado com seus entes queridos. Aproveite o tempo para refletir sobre sua vida.

Evite ficar imerso neste tipo de assunto o dia inteiro. Temos muitas informações a respeito de tudo o que está acontecendo e por isso corremos o risco de passar muito tempo consumindo notícias que nos trazem temor, nervosismo, nos impedindo de levar a vida adiante.

Muitas pessoas estão tendo dificuldade para dormir, com sentimentos de solidão, frustração, irritação, tédio e tantos outros. Reconhecer nossas emoções e aceitá-las é importante. Sinta os sinais que o seu corpo está lhe enviando. Nem todos os dias conseguiremos nos manter positivos, mas os dias que não estivermos bem, está tudo certo também. Acolha sua tristeza e seu desânimo.

O que mais podemos fazer para manter a saúde emocional frente a tudo que estamos vivendo?

Procure estabelecer uma rotina diária saudável, com horários para fazer atividades pedagógicas com os filhos, estudar, ler, praticar o autocuidado. Aproveite para fazer um curso online, aprender uma nova habilidade, assistir uma série, ler um livro, cozinhar, cuidar de você e da sua família. Mas lembre-se que é importante não se cobrar em ter que estar o tempo todo produtivo. Pausas também são importantes.

Práticas de meditação, visualização mental, respiração, alongamento e exercícios físicos ajudam acalmar a mente quando estamos muito agitados. Quando se sentir sufocado pela angústia, olhe para o céu e contemple a sua imensidão. Busque manter a serenidade, a sabedoria e a paz interior.

Procure ser um instrumento de acolhimento, reconciliação e transformação para outras pessoas. Seja um espaço de escuta e esperança para quem precisa, ajude as pessoas a ampliar mais o olhar para tudo o que está acontecendo. Propague o bem, a solidariedade é a base do bem estar comum. Que possamos aprender com tudo isso, que somos interdependentes e estamos todos conectados.

Vai passar!

Danielle Vieira Gomes
http://daniellegomescoach.com.br/

Confira também: A maternidade precisa de menos fórmulas e mais acolhimento

 

Formação em Psicologia, MBA em Gestão em Pessoas e Especialização em Docência;Facilitadora de Relacionamentos Familiares;Educadora Parental de Disciplina Positiva;Coautora do livro Coaching para Pais – Estratégias e Ferramentas para Promover a Harmonia Familiar. Vol 1 e 2.Colunista das revistas Cloud Coaching e Coach Me.Certificações:Coaching pelo Instituto Brasileiro de Coaching – IBC (SP);Leadership and Coaching pela Ohio University College of Business (USA),Mentoring pelo CAC – Center for Advanced Coaching (USA),Practitioner SOAR – Soar Advanced Certification Program pela Florida Christian University (USA),Coaching para Pais pela Parent Coaching Academy – PCA (UK),Kids Coaching pelo Instituto de Coaching Infanto Juvenil – ICIJ (RJ),Bases do Desenvolvimento Infantil: Apego, Vínculos e Intervenções – USP (SP),Educadora Parental pelo Positive Discipline Association – PDA (USA).Mentoring, Coaching & Advice Humanizado ISOR – Instituto Holos – (SP)Tem como missão, favorecer o desenvolvimento integral do indivíduo e da família, valorizando seu potencial para que conquiste uma vida com plenitude e equilíbrio de forma sustentável.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa



Loading cart ...