fbpx

Como aprender com os erros: Ciclo da Iteração

Ninguém é tão sensacional, inteligente e hábil a ponto de acertar tudo de primeira. Precisamos aprender com os próprios erros! Mas como fazer isso?

“Quem nunca cometeu um erro, nunca tentou nada novo” (Einstein)

Não conheço ninguém até o momento que foi tão sensacional em nível de inteligência e habilidade a ponto de acertar tudo de primeira.

Uma das necessidades do ser humano é ter o direito de errar e, apesar de conhecer esse fato, existe a cobrança e pressão para ser perfeito.

Independentemente, precisamos “Aprender com os próprios erros”, no entanto como o fazemos?

Por muitas vezes, reconhecemos o erro, e nem sempre avaliamos como aplicar algo para evitá-lo. Contudo, refletir e planejar naquele momento é como se fosse afiar a sua espada e não deixar para realizar tal feito durante a batalha.

A perfeição pela qual muitos buscam está no caminho de erros e acertos ao colocar sua aptidão e talentos em ação, quanto maior a frequência, intensidade e aprendizados da execução mais expertise terá.

Cada pequena realização constitui em sua totalidade um grande êxito. Imagina: Quantas lapidadas uma pedra bruta precisou para ser tornar um lindo diamante? Quantas pinceladas precisou para que Leonardo da Vinci apresentasse sua obra Mona Lisa? Quantos tijolos, estruturas e acabamentos precisou-se para construir um arranha-céu? E quantas atitudes diárias você supera, conquista a si e o futuro que deseja?

O Ciclo da Iteração é um método para que possa aperfeiçoar suas habilidades ou processos ao longo do tempo. Lembre-se que cada detalhe é importante para a sua melhor performance e resultados.

O ciclo consiste de seis passos:

  1. Observação: O que está acontecendo? O que está funcionando e o que não está funcionando?
  2. Reflexão: O que você pode melhorar? Quais são as suas opções?
  3. Imaginação: Com base no que aprendeu até o momento, quais ideias acredita que terão maior impacto?
  4. Decisão: O que mudar?
  5. Execução: Concretize a mudança.
  6. Mensuração: Quais foram os resultados? A aplicação foi positiva ou negativa? Você deveria manter ou reverter a mudança realizada?

Para aplicação é importante manter esses passos de maneira cíclica, isso permite com que você molde sua linha de pensamento para observação, reflexão e aplicação de atitudes.

Uma dica muito importante que faz a diferença é ter uma visão clara do que quer conquistar ao final, pois assim, sua estratégia planejada e associada ao ciclo de iteração gerará resultados mais assertivos e possivelmente mais rápidos.

Grande abraço,

Mayra Soares

Mayra Soares Author
Mayra Soares tem 11 anos de experiência profissional em Gestão e Desenvolvimento de Pessoas. É Mentora pela Erlich Consultoria, Trainer Comportamental pelo Instituto de Formação de Treinadores (IFT), Master Coach com especialização em Business and Executive Coaching e Professional and Self Coaching, Consultora Analista Comportamental e Avaliação 360º certificada pelo Instituto Brasileiro de Coaching (IBC), Behavioral Coaching Institute (BCI), International Coaching Council (ICC), European Coaching Association (ECA), Global Coaching Community (GCC), International Association of Coaching (IAC), Metaforum International e International Association of Coaching Institutes, Practitioner em PNL pela SCORE e Leader Coach pela Ellite Consultoria. Graduada em Gestão de Recursos Humanos, Pós-graduada Docência no Ensino Superior e Pós-Graduanda em Essencial Master Coaching. Coautora dos livros COACHING NAS EMPRESAS – Estratégias de Coaching para o ambiente corporativo e RH Trabalho e Aprendizado.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa