Coaching Esportivo e MMA

Você já pensou em como podemos explicar o fato de um atleta de alta performance, que possui todas as condições para exercer um excelente trabalho, não alcança o resultado esperado nas suas competições?

Você já parou para pensar em como podemos explicar o fato de um atleta de alta performance, que possui todas as condições para exercer um excelente trabalho, não alcançar o resultado esperado nas suas competições?

Visando aperfeiçoar cada vez mais o rendimento dos atletas através de uma abordagem interdisciplinar e, com foco no desenvolvimento da competência emocional, este artigo apresenta uma metodologia capaz de identificar melhorias e propor estratégias para complementar os treinamentos desportivos.

Como melhorar ainda mais os resultados dos atletas que atingem níveis elevados de desempenho durante os treinamentos, porém não conseguem alcançar esses mesmos níveis em competições? Muitos atletas desenvolvem a técnica e a tática necessárias para competir, têm acesso a ótimos centros de treinamentos, contam com o apoio de treinadores renomeados, participam de grandes competições, utilizam modernos recursos para aprimorar o condicionamento físico, têm acesso à alimentação e suplementação diferenciada, contudo, o foco nas habilidades técnica, tática e física, embora muito importante, não são suficientes para alcançar a vitória. Uma alternativa eficaz para que isso aconteça é trabalhar as competências mentais e emocionais do atleta de maneira a elevar seu poder de enfrentamento, aumentar a sua capacidade de enfrentar desafios, ter uma atitude mental mais positiva e promover ações mais criativas e menos reativas, dessa forma permitir um diferencial competitivo em busca da excelência tanto no esporte quanto na vida.

De acordo com um estudo realizado no Campeonato Estadual de Jiu-Jitsu, da Federação de Jiu-Jitsu do Rio de Janeiro, um dos questionamentos feito aos atletas foi: “Na sua opinião, o que é preciso para ser um campeão?”. As respostas foram agrupadas em sete categorias conforme descrito a seguir: aspectos psicológicos (concentração, motivação, entre outros) 25,8%; aspectos técnicos e táticos 25,3%; aspectos da preparação física (força, potência, entre outros) 23%; aspectos sócio-éticos (respeito aos atletas, humildade, entre outros) 13,2%; fatores externos (sorte, apoio financeiro) 6,1%; aspectos nutricionais 4,2%; e aspectos espirituais (fé, Deus) 2,4%. Podemos observar o grau de importância dado pelos atletas ao aspecto psicológico. Sendo assim, trabalhar o emocional, desenvolver essa competência e integrar a prática da mesma em seu método habitual de treino, favorece significativamente o desempenho desportivo. Na maioria dos casos os atletas não recebem um treinamento sistematizado sobre como desenvolver as competências psicológicas relacionadas ao trabalho que executam.

O processo que auxilia as pessoas na busca de seus objetivos e contribui para o desenvolvimento da performance, independentemente da área aplicada, é o Coaching. Com a prática dessa metodologia, os atletas têm acesso a um conhecimento complementar que permite alcançar resultados diferenciados através do desenvolvimento de competências essenciais que podem ser aplicadas em diversas situações.

O Programa Coaching de Excelência é um processo de mudança focado nas ações estratégicas e inteligentes de líderes e atletas que geram resultados, aprendizagens e melhorias formando o Ciclo da Excelência. O Coaching de Excelência tem como objetivo tornar as pessoas comprometidas com o “fazer acontecer” através da metodologia denominada “7 Elementos da Excelência”. No processo são utilizadas técnicas e ferramentas que provocam o atleta a uma reflexão, despertando-o para a capacidade de pensar por si só e consequentemente adquirir o autoconhecimento, domínio pessoal e interpessoal. O atleta sai do estado automático condicionado e torna-se capaz de eliminar, ou ao menos, diminuir seus obstáculos internos através de ações mais estratégicas.

Timothy Gallwey, ex-tenista e uma das principais referências do Coaching, no seu processo evolutivo, destaca que o jogo é composto por duas partes: uma exterior e outra interior. O primeiro refere-se ao seu adversário. Já o jogo interior é o que mais interfere no rendimento, ele acontece dentro da mente do atleta como as distrações, os diálogos internos e os julgamentos como, por exemplo: o medo do fracasso, a falta de confiança, o excesso de autocrítica, a irritação e nervosismo ocasionando a desconcentração, desmotivação e descontrole emocional mesmo nos atletas de alta performance.

Por esse motivo o Coaching Esportivo possui alto grau de eficácia e visa o desenvolvimento pessoal e interpessoal, a melhoria das habilidades mentais, emocionais e gestão de futuro, o aumento do desempenho individual do atleta e o aumento da capacidade de resolução de problemas. Podemos considerar a valiosa dica que Michael Jordan nos dá: “Existe um jeito certo de fazer as coisas, domine os fundamentos e seu desempenho será sempre crescente”. Veja abaixo alguns dos principais fundamentos e indicadores de sucesso que são trabalhados nas sessões do Programa Coaching de Excelência para desenvolver um atleta vencedor:

  • Objetivos desafiadores e reais;
  • Concentração;
  • Motivação;
  • Autoconfiança;
  • Controle emocional;
  • Disciplina;
  • Resistência às pressões;
  • Saber lidar com imprevistos;
  • Alto grau de Competitividade x Agressividade;
  • Desenvolvimento Interpessoal (relacionamento, comunicação, negociação, gestão de conflitos, tomada de decisão e liderança).

Através da combinação das competências técnica, tática, física e psicológica, o atleta aumenta consideravelmente suas chances de alcançar o sucesso. O Coaching Esportivo se destaca por ser um instrumento que possibilita ao atleta estabelecer uma vantagem competitiva em relação ao seu adversário através do desenvolvimento da sua capacidade emocional para a busca da excelência no esporte e na vida.

Mais informações entre em contato conosco. Será um prazer conversar com você!

Fontes da pesquisa:

• Alves, J. M. F. (2007), Competências psicológicas nos Atletas de Jiu-Jitsu Participantes do 3º Campeonato Europeu, Porto, Dissertação de Mestrado em Ciências do Desporto com especialização de Treino de Alto Rendimento apresentada à Faculdade de Desporto da Universidade do Porto.

Grazi Paim Author
Grazi Paim é administradora, formada pela ESAG na Universidade do Estado de Santa Catarina, Coach de Excelência com especialização nos módulos: Coaching de Excelência Avançado I e II, Executivo, Empresarial, Esporte, Competência Emocional e Alto Rendimento Esportivo e Corporativo realizados pela Academia Emocional – São Paulo/SP. Possui especialização em Gestão do Trabalho e Educação na Saúde pela Escola de Saúde Pública de Santa Catarina e possui mais de dez anos de experiência como funcionária pública na Saúde do Estado de Santa Catarina. É coach fundadora e Diretora Executiva da Grazi Paim Coaching e idealizadora do “Método Emagreça Pensando”. Atualmente graduando Nutrição.
follow me
Neste artigo


Participe da Conversa